Rui Moreira não quer transformar o Porto na Disneylândia

Rui Moreira / Facebook

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira

“Devo dizer que não quero transformar o Porto Na Disneylândia. Os turistas não me preocupam assim muito. Preocupam-me, sim, as atividades económicas”, assumiu Rui Moreira, em entrevista esta quinta-feira ao Jornal de Notícias.

O Porto é uma cidade “sitiada” pelo tráfico e consumo de droga e alguns bairros são particularmente problemáticos. Em entrevista ao Jornal de Notícias, esta quinta-feira, Rui Moreira assumiu que a situação piorou desde a demolição do bairro do Aleixo

Para controlar o tráfico, a autarquia vai instalar um sistema de videovigilância num dos bairros mais problemáticos – o Pinheiro Torres. “Encomendámos câmaras e vamos colocá-las. E se entenderem que é proibido, mandem prender-me.”

O município irá também discutir em Assembleia os procedimentos a tomar quando foram detetados traficantes a morar em habitações sociais. Moreira defende o despejo: “Aquilo que vemos é quando há um despejo, os partidos políticos aparecem a invocar o contrário”.

Rui Moreira recusou a ideia de que o tráfico se alastrou na cidade, principalmente após a demolição do bairro do Aleixo e começou a ser uma ameaça para o turismo. “Devo dizer que não quero transformar o Porto Na Disneylândia. Os turistas não me preocupam assim muito. Preocupam-me, sim, as atividades económicas.”

“Hoje, quem for apanhado na movida com garrafas de vidro é multado. E vai haver multas por deitar beatas no chão. Mas perante a situação de andarem a vender chá prensado – se calhar também vendem droga, não sei – parece não acontecer nada”, atirou o autarca.

Na mesma entrevista, Rui Moreira assumiu a criação de salas de consumo assistido no Porto. A autarquia vai disponibilizar 400 mil euros para apostar na “medida de prevenção”.

Moreira acusa partidos da Assembleia Municipal de eleitoralismo

O presidente da Câmara Municipal do Porto acusou os partidos da Assembleia Municipal de eleitoralismo e admitiu sentir-se “incomodado” com as propostas apresentadas pelos diferentes grupos para as políticas públicas de habitação.

“É evidente que nós estamos a algumas semanas das eleições legislativas e, sendo assim, é normal que as forças políticas tragam aqui a vontade natural de discursar opiniões que passam para além daquilo que são as fronteiras da cidade do Porto”, afirmou Rui Moreira.

O autarca, que falava esta quarta-feira na sessão extraordinária da Assembleia Municipal do Porto dedicada a um único tema – as políticas públicas da habitação na cidade -, afirmou que as propostas apresentadas pelos diferentes grupos municipais são “uma vergonha“.

“É uma vergonha. É uma vergonha porque os partidos que os senhores e as senhoras representam são os responsáveis e nós cidadãos somos todos responsáveis. Sabem porquê? Porque isto foi um esforço da cidade, tem sido um esforço solidário, porque isto não é pago pelo estado central, tem sido pago pelos recursos que nós temos“, frisou.

As declarações de Rui Moreira surgem no decorrer de uma discussão entre os diferentes grupos partidários sobre a habitação social, a habitação acessível, o alojamento local, a listas de pessoas à espera da atribuição de habitações sociais e a Lei de Bases da Habitação.

“Incomoda-me ver discutir isto aqui desta forma, até porque se acham que é preciso mais habitação social, façam o favor e em vez de decretos de lei, ponham dinheiro, construam habitação social. Mas por favor, não ponham em questão aquilo que é um património nosso e é património da cidade”, afirmou Rui Moreira.

Rui Moreira considerou ainda que as propostas apresentadas pelos vários grupos municipais eram “irrealistas”, acrescentando que as mesmas “põem em causa” os resultados que, ao longo das últimas décadas, a cidade conseguiu em matéria de políticas públicas de habitação.

“Portanto, peço desculpa, mas proponham coisas, o que quiserem, a lua, o sol, proponham o que quiserem, mas por favor não apontem aquilo que é história e o património da cidade”, disse.

Segundo o autarca, a cidade do Porto dispõe de 14.000 habitações sociais, das quais 13.000 são propriedade do município e as restantes propriedade do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), situação que “só foi possível graças ao esforço e dinheiro dos contribuintes” da cidade do Porto.

“Como cidadão, acho uma vergonha aquilo que hoje propõem, porque parece que a cidade do Porto vive numa situação de catástrofe (…) de repente parece que como há eleições vamos dizer que tudo o que cá esta é mau“, concluiu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. o Rui Rio fez um grande trabalho no Porto,sim parou uma cidade e voltamos 20 anos atrás ,não fez nada de jeito a não ser dar de mamar aos amigos do PSD

RESPONDER

Thomas Cook anuncia falência e obriga a repatriamento maciço de 600 mil turistas

O operador turístico britânico Thomas Cook anunciou falência depois de não ter conseguido encontrar, durante o fim de semana, fundos necessários para garantir a sua sobrevivência e, por isso, entrará em “liquidação imediata”. “Apesar dos esforços …

Dar à luz era mais fácil há 2 milhões de anos

Como humanos modernos, desenvolvemos a habilidade de caminhar em duas pernas e temos cérebros grandes. Estas características ajudam-nos a chegar à prateleira de cima e a resolver quebra-cabeças - mas vêm com um preço. As nossas …

Lotes de medicamentos para azia com possível carcinogénio retirados do mercado

O Infarmed ordenou este sábado a recolha e retirada imediata de uma série de lotes de medicamentos protetores gástricos contendo o princípio ativo ranitidina do mercado, depois de ter sido detetada a presença de uma …

Ator de Star Trek morre aos 50 anos

Aron Eisenberg, o Nog de Star Trek: Deep Space Nine, morreu este sábado, com apenas 50 anos. A causa de morte do ator ainda não foi revelada. Morreu Aron Eisenberg, ator que interpretou a personagem Nog, …

Mesmo que não beba, o seu fígado pode sofrer danos causados por álcool

A lesão hepática é uma das consequências bem conhecidas do consumo excessivo de álcool. Mas nem sempre é preciso beber para sofrer delas. Algumas bactérias intestinais produzem álcool e podem danificar o nosso fígado sem lhe …

Colisão gigante de asteróides no Espaço provocou um boom de vida na Terra

Os asteróides desempenharam um "papel divino" na história da vida na Terra. Um novo estudo sugere que um gigantesco boom de biodiversidade na Terra, há cerca de 470 milhões de anos, poderá ter acontecido devido …

Alguns planetas podem orbitar um buraco negro supermassivo em vez de uma estrela

Estamos habituados à ideia de que um planeta orbita estrelas. No entanto, estes corpos celestes podem também existir em torno de buracos negros supermassivos. Os cientistas já haviam adotado a ideia de que há planetas a …

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …