Não há como “voltar ao normal” (e quanto mais depressa aceitarmos, melhor)

Mário Cruz / Lusa

Os psicólogos consideram que ter saudades da vida quotidiana do início do ano não é necessariamente algo mau. O perigo está em ansiar pela normalidade, em vez de tentar descobrir como lidar com o que está por vir, numa altura em que o mundo se vê a braços com uma pandemia.

Thomas Davenport, professor no Babson College, nos Estados Unidos, defende que “os políticos que fingem que o ‘normal’ está ao virar da esquina estão a enganar os cidadãos e a eles próprios” e que a pandemia de covid-19 mudou o mundo, pelo menos como o conhecíamos.

À CNN, o docente explicou que a tendência humana de acreditar que a mudança é temporária e que o futuro se parecerá novamente com o passado costuma ser chamada de “viés de normalidade“.

As pessoas que não se adaptam à mudança acreditam que o “normal” vai voltar e atrasam a modificação das suas rotinas diárias ou das suas perspetivas.

Aqueles que se recusam a usar máscara de proteção, por exemplo, podem ser culpados de preconceito de normalidade, uma vez que encaram essa intrusão nas suas vidas como uma moda passageira que não precisam de abraçar.

Ainda assim, apesar de uma parte do nosso cérebro se sentir tentado a resistir à mudança, encarando os desastres como um evento passageiro, há uma outra parte mais forte que abraça o novo normal muito rapidamente. Chama-se “adaptação hedónica” e é a capacidade de a mente aceitar rapidamente algo que, semanas antes, a teria paralisado.

O benefício da adaptação hedónica é que ela funciona em todas as direções: isto significa que as mudanças que alteram a vida diária em apenas um mês podem ser abandonadas rapidamente no mês seguinte. “Pode ser a adaptação à máscara como ao novo normal”, disse Sonja Lyubomirsky, professora de psicologia da Universidade da Califórnia.

Os comportamentos que permanecem são aqueles que estão inseridos nas nossas rotinas diárias, que são “acionados automaticamente“.

“Agora, lavamos as mãos com mais frequência, sem pensar. Isso é algo que definitivamente pode permanecer na nossa rotina”, rematou.

  ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Já não há paciência (eu nunca tive) para ler coisas, ditas por supostas personagens, que ninguém conhece, e mesmo assim alguém PAGA para aparecerem em “notícias” destas. Já todas as pessoas perceberam que este circo é uma trapaça montada levando-nos para o país das maravilhas e da carneirada. Máscaras fazem mal ás pessoas. Fazem feridas e borbulhas que provocam infecções. Criam estigmas mentais porque… enfim. Toda a gente sabe. Boa saúde a todos

RESPONDER

Mais 500 pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas em La Palma

500 pessoas juntaram-se, esta quinta-feira, às milhares que já foram obrigadas a abandonar as suas casas na ilha espanhola de La Palma, quando um rio de lava se aproximou de uma povoação junto à costa, …

Messi no PSG

"Messi, dá-me a tua camisola e eu dou-te a minha mãe"

Grande jogo em Paris, golo de André Silva, bis de Messi, mas uma criança também foi o centro das atenções. Os nomes das equipas já prometiam espectáculo e houve mesmo: o Paris Saint-Germain ganhou em casa …

Portugal com mais oito mortes e 865 casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais oito mortes e 865 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 865 novos …

O empresário John Textor

Direcção do Benfica e John Textor em reunião

Benfica informou que houve um encontro entre o empresário e dois vice-presidentes do clube, que querem saber mais sobre as intenções do norte-americano. John Textor esteve no Estádio da Luz, nesta quinta-feira. O empresário foi recebido …

BE e PCP fazem pressão e Carlos César questiona: "Sentem-se melhor a fazer oposição ou a fazer acordos?"

O presidente do PS defendeu, esta quinta-feira, que Bloco e PCP têm de esclarecer "o que os move" nas negociações orçamentais: se preferem fazer oposição a um Governo de direita ou fazer acordos com um …

Apenas 14% das vacinas prometidas aos países mais pobres foram efetivamente entregues

Apesar das promessas deixadas por muitos dos países mais ricos e desenvolvidos, número de vacinas que chegou aos territórios é ainda muito baixo, o que pode comprometer os avanços já conseguidos. Apenas uma em sete doses …

Presidente da Coreia do Sul anuncia fracasso da colocação de satélite em órbita

O primeiro foguetão espacial fabricado pela Coreia do Sul falhou a colocação em órbita da sua carga, um satélite simulado de 1,5 toneladas, apesar de o lançamento ter tido sucesso, disse o Presidente do país. O …

Juízes recusam suspender julgamento de Ricardo Salgado

O juiz que está a julgar o ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), no âmbito da Operação Marquês, recusou suspender o julgamento, depois de a defesa ter alegado o facto de ter sido diagnosticado Alzheimer …

Quadro de Van Gogh, que esteve nas mãos dos nazis, vai a leilão. Deverá render 25 milhões de euros

Uma pintura de Vincent van Gogh vai ser leiloada no próximo mês, depois de mais de um século sem ser vista em público. Estima-se que o preço de venda chegue aos 25 milhões de euros. O …

Coreia do Sul lança com êxito o seu primeiro foguetão espacial

A Coreia do Sul lançou hoje o seu primeiro foguetão de fabrico próprio, segundo as imagens transmitidas pela televisão, tornando-se o décimo país do mundo com capacidade para desenvolver e lançar veículos espaciais. O veículo coreano …