Namoro do PSD com Rui Moreira pode terminar em “suicídio político” no Porto

ppdpsd / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

As eleições autárquicas de 2021 já aquecem no PSD e, neste momento, a estratégia do partido para o Porto é ainda um grande enigma. Entre apoiar a candidatura independente de Rui Moreira e ter um candidato próprio, o partido divide-se.

A possibilidade de o PSD apoiar Rui Moreira, actual presidente da Câmara do Porto que se deverá recandidatar ao cargo, já é especulada nos bastidores sociais-democratas há algum tempo.

Porém, o conselheiro nacional do PSD, Paulo Cunha, deu voz a essa possibilidade, avivando o debate. Há até quem veja na posição do apoiante de Luís Montenegro, que concorreu contra Rui Rio à liderança do PSD, uma possível intenção futura de se candidatar à presidência dos sociais-democratas.



Paulo Rangel “não ganha as eleições a Rui Moreira”. Dirigente do PSD desafia Rio a apoiar autarca do Porto

Certo é que o PSD ainda não determinou a estratégia para as autárquicas no Porto. Ou, pelo menos, não a tornou pública. O dossier deve passar directamente por Rui Rio, até pelo seu passado como presidente da Câmara do Porto.

De resto, após as três vitórias eleitorais de Rio, o PSD foi perdendo expressão no Porto, o que leva o ex-líder da concelhia social-democrata na Invicta, Sérgio Vieira, a notar que o “PSD se divorciou da cidade”, conforme declarações divulgadas pelo Público.

Assim, Sérgio Vieira é um dos que defende o apoio a Rui Moreira, considerando que essa é “a única forma de o PSD reatar essa relação com a cidade” e “sem exigir nenhum lugar”, como destaca no referido jornal.

“Os mandatos de Rui Moreira e as suas políticas são muito semelhantes ao que o PSD implementou na cidade em 12 anos, sendo que o estilo é completamente diferente do de Rui Rio”, afiança ainda Sérgio Vieira.

Por outro lado, o deputado Álvaro Almeida, o vereador único do PSD na autarquia portuense, diz ao Público que “seria um suicídio” o partido não apresentar uma candidatura própria à Câmara do Porto.

“Aqueles que querem o PSD fora da corrida autárquica estão a ajudar a que o partido desapareça no Porto“, alerta Álvaro Almeida, apontando que o cenário de não ter um candidato próprio levaria a que “não tivesse presença partidária nos órgãos autárquicos” da segunda maior cidade do país.

“O PSD é um partido com uma dimensão que não é compatível com a decisão de não apresentar um candidato”, destaca ainda o deputado.

Também Luís Filipe Menezes, ex-presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, defende, em declarações ao Público, que o PSD “devia fazer um esforço para ter um candidato com dignidade e com capacidade, que aproveitasse algumas das fragilidades de Rui Moreira”.

Menezes fala em avançar com “um candidato fora da caixa que se posicionasse para daqui a quatro anos”.

Já o ex-presidente da concelhia do PSD-Porto, Hugo Neto, avisa que “começa a ficar tarde para a afirmação de um projecto político alternativo e credível e que o eleitorado do Porto compreenda”.

Igualmente em declarações ao Público, Hugo Neto deixa críticas a Rio porque “uns dias” diz “que quer ganhar a Câmara do Porto e que Rui Moreira está numa situação periclitante” por causa do caso Selminho, e, noutros dias, vê “o seu braço direito, Salvador Malheiro, com responsabilidades na coordenação autárquica, a fazer elogios públicos ao presidente da Câmara do Porto”. Um evidente “namoro político”, como analisa Hugo Neto, com consequências imprevisíveis para o PSD.

Susana Valente Susana Valente, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Rui Pinto gera discórdia no inquérito ao Novo Banco. PSD levanta dúvidas sobre presença do hacker

No centro da discórdia está Rui Pinto, já que os partidos não conseguem chegar a um consenso sobre a convocatória do hacker para a comissão de inquérito ao Novo Banco. A sua presença será discutida …

Pesca da sardinha reabre hoje após quase sete meses

A pesca da sardinha reabre hoje, após quase sete meses de interdição, com um limite de 10.000 toneladas que deverá ser revisto em junho. No entanto, num diploma publicado em Diário da República no dia 6 …

Cortes do Estado em contratos levaram ao encerramento de 20 colégios

Desde que o Estado começou a cortar nos contratos com os estabelecimentos de ensino particular e cooperativo já 20 colégios fecharam portas. Em 2016, o Estado começou a implementar cortes graduais nos contratos de associação com …

Portugal vai ser o país europeu com menor percentagem de população ativa

De acordo com as novas projeções, em 2050, Portugal terá 1,6 pessoas em idade ativa por cada idoso, sendo que atualmente conta com 2,9. As projeções do Eurostat, divulgadas pelo Jornal de Notícias, indicam que em …

"Sentimento anti-Modi." Pandemia deixa primeiro-ministro indiano debaixo de fogo

A segunda vaga de covid-19 na Índia tem alfinetado Narendra Modi. Restam saber quais serão as consequências políticas para o primeiro-ministro indiano. Narendra Modi chegou ao poder em 2014, cheio de promessas de crescimento e prosperidade …

"Um dia feliz". Britânicos voltam em força (e até o calor se antecipou)

Turistas de quase toda a Europa podem, a partir desta segunda-feira, entrar em Portugal, no regresso do turismo internacional. É "um dia feliz" para o turismo nacional, sobretudo devido ao regresso dos britânicos que trazem …

FC Porto avança por Beto e já há valores em cima da mesa

O negócio entre o FC Porto e o Portimonense pelo avançado Beto já estará numa fase bastante avançada. Apesar de os três grandes terem demonstrado grande interesse em Beto, segundo avança o jornal O Jogo, são …

Odemira não é um caso único. Em Santarém, há situações "em tudo semelhantes"

O SEF tem investigado em Santarém situações "em tudo semelhantes às investigadas em Odemira e no Alentejo" por auxílio à imigração ilegal e tráfico de pessoas. Odemira tem estado recentemente no centro de toda a atenção …

No último ato da Liga, há uma luta por uma vaga europeia e uma fuga à despromoção

Vitória de Guimarães, Santa Clara e Famalicão lutam pela derradeira vaga de acesso às competições europeias de futebol da próxima época, numa 34.ª e última jornada marcada também pela ‘fuga’ à despromoção da I Liga …

"O PSD nacional tem de mudar e já", apela Alberto João Jardim

O antigo presidente do Governo Regional da Madeira defendeu num artigo de opinião, publicado esta segunda-feira, que o PSD nacional tem de "acordar" e "mudar já" e "não esperar pelos resultados das eleições autárquicas". No artigo …