Na Cornualha, quem morre sozinho “dá” todos os seus bens ao Príncipe Carlos

(dr) Clarence House

Camilla e Carlos, Príncipes de Gales

O Príncipe Carlos é também Duque da Cornualha. Isto significa que, segundo a tradição, quem morrer nesta região sem testamento nem parentes terá todos os seus bens não reclamados enviados diretamente para o Ducado da Cornualha. 

De acordo com o Vice, o Ducado da Cornualha é um grande império de propriedade comercial que gera rendimentos para o Príncipe Charlos e para os seus filhos – e nem um único centavo para o imposto sobre as sociedades.

Nos últimos 11 anos, o Ducado da Cornualha recebeu 3,4 milhões de libras (equivalente a 3,8 milhões de euros) em “bens sem proprietário” – ou “bona vacantia”, como é conhecido. Só no exercício financeiro de 2019/2020, foram arrecadadas 201 mil libras das empresas falidas e dissolvidas.



Mas para onde vai o dinheiro de propriedades não reclamadas? Amanda Foster, oficial sénior de comunicações das Famílias Reais, disse que o Príncipe Carlos “optou por doar todo o dinheiro de bona vacantia ao Fundo Benevolente do Ducado da Cornualha, a partir do qual as doações são feitas às comunidades locais no Sudoeste da Inglaterra”.

Na prática, o Fundo Benevolente só recebe “receitas excedentes” de bona vacantia, conforme declarado nas contas anuais do Ducado. Isso ocorre porque a maior parte do dinheiro está amarrado aos credores no caso de algum parente do falecido reclamar e há custos envolvidos no tratamento desse dinheiro.

Desde 2009, 1,9 milhões de libras foram doadas a instituições de caridade e os beneficiários do Fundo Benevolente incluem o Projeto Esquilo Vermelho da Cornualha, o Exército de Salvação e a Catedral de Truro.

A situação de bona vacantia na Cornualha está em desacordo com o resto da Inglaterra e do País de Gales. Se alguém morre sem testamento ou parente próximo, os seus bens são geralmente tratados pelo Procurador do Tesouro do Governo em nome da Coroa.

Se nenhum herdeiro emergir, o advogado do tesouro entrega a propriedade não reclamada ao chanceler, que a aplica para reduzir a dívida nacional – não a instituições de caridade selecionadas pela Família Real.

A prática atual significa que o Ducado está a desperdiçar a oportunidade de saldar a dívida nacional ou fazer um uso mais criativo. A instituição de caridade antipobreza Quaker Social Action disse que a bona vacantia poderia ajudar as famílias que lutam com os custos do funeral. A propriedade não reclamada arrecadada pelo Ducado na década passada poderia dar mil libras a 3.432 famílias enlutadas.

“A questão é que o dinheiro não é deles”, afirmou Graham Smith, CEO da Republic, um grupo que defende a abolição da monarquia. “Não mereceram. Portanto, realmente não importa onde estão a gastar. Não lhes cabe a eles gastar”.

Porém, se nada mudar, o destino da bona vacantia da Cornualha continuará a depender dos caprichos de caridade do Príncipe Carlos. Pelo menos por enquanto.

A Carta de 1337 do Ducado significa que o Duque da Cornualha é sempre o filho mais velho sobrevivente do monarca e herdeiro do trono. Isto significa que, se Carlos morrer antes da Rainha Isabel II, não será o Príncipe William a ter a última palavra sobre quem beneficia quando a população da Cornualha morre sem herdeiros – mas sim o príncipe André.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Alguém avise o Reino (des)Unido que estamos em 2020…
    Um parasita com mais direitos do que o resto do povo só porque nasceu em determinada família e ainda fica com os bens não reclamados do povo??
    Enfim… tão arrogantes e afinal ainda estão na Idade Média!…

  2. Coitado do príncipe, como viveria ele sem estas esmolas, o povo deve ser solidário com os desfavorecidos, portanto tudo está certo como está!

RESPONDER

Já é possível extrair lítio dos resíduos da produção de combustíveis fóssil

Investigadores norte-americanos descobriram uma forma de extrair lítio de forma sustentável, através das águas residuais da produção de combustíveis fósseis. Graças à sua utilização em dispositivos eletrónicos, o lítio é um elemento cada vez mais procurado, …

Ministro do Ambiente visita Moçambique com dois milhões e projetos de cooperação na carteira

O ministro do Ambiente e da Ação Climática português inicia quarta-feira uma visita a Moçambique, onde irá contactar com projetos apoiados por Portugal e anunciar investimentos ao nível da cooperação na ordem dos dois milhões …

Governo espanhol avança com "plano de choque" para reduzir tarifas de eletricidade

Ministros do Governo de Sanchéz (PSOE) afirmam que o conjunto de medidas apresentadas conseguirão reduzir a fatura da eletricidade para os consumidores em 12% e reiteram a promessa feita de que o ano de 2021 …

Textor suspende compra de acções da Benfica SAD após dúvidas do clube (e Vieira diz que não recebeu a carta)

O empresário norte-americano John Textor anunciou que suspendeu o acordo com José António dos Santos, o "Rei dos Frangos", para a compra de 25% das acções da SAD do Benfica, até à realização das eleições …

Governo trava duplo combate à esquerda (e, em ano de eleições, há muitos "nós" para desatar)

Em ano de eleições autárquicas, com o PS a visar a manutenção da maioria das Câmaras do país, o Governo socialista enfrenta um duplo combate com os parceiros de esquerda, com a revisão da lei …

Porto quer nova companhia para substituir a TAP — e já enviou proposta para Bruxelas

A Associação Comercial do Porto (ACP) enviou uma proposta para Bruxelas a defender a "criação de uma nova companhia aérea para voos intercontinentais a partir de Lisboa e o apoio à captação de rotas para …

Mais de 84% dos jovens dos 12 aos 17 anos com pelo menos uma dose da vacina

Mais de 84% dos jovens entre os 12 aos 17 anos já receberam pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19, segundo dados da task force que coordena o processo de vacinação. Na segunda-feira, "cerca …

Seguido pelo Benfica, David Luiz explica porque assinou pelo Flamengo

David Luiz deu uma nega ao SL Benfica e optou pelo Flamengo. O defesa-central de 34 anos explicou a decisão que tomou de regressar ao Brasil. O Flamengo oficializou a contratação de David Luiz no sábado, …

Estatísticas apontam as duas melhores cidades para viver e fazer negócios (e a pior na gestão da pandemia)

Segundo a sétima edição do ranking elaborado pela Bloom Consulting, Porto e Lisboa são os melhores municípios para viver, para visitar e para fazer negócios. Já Albufeira é o concelho pior no que diz respeito …

O euro ganhou ao dólar e "decidiu" a transferência de Di María para o Benfica

A transferência de Di María para o SL Benfica apenas foi consumada devido à moeda de pagamento. O Rosario Central preferiu receber em euros do que em dólares. Não é novidade que quando Ángel Di María …