Mulheres Socialistas rejeitam que número dois a Barcelos seja um homem (e falam em “retrocesso”)

Esta segunda-feira, a Concelhia de Barcelos das Mulheres Socialistas aprovou uma moção contra a indicação de um homem para número dois de Horácio Barra, o candidato escolhido pela concelhia do PS local e ratificado pela Federação do PS de Braga para suceder ao autarca Miguel Costa Gomes.

De acordo com o semanário Expresso, a estrutura das Mulheres de Barcelos acusam Joaquim Barreto, deputado e líder federativo do PS, de estar a tentar condicionar a elaboração das listas e querer colocar um homem em segundo lugar em vez de uma mulher.

“Saudamos a intenção já declarada pelo candidato à Câmara, Horácio Barra, de apresentar uma lista com absoluto respeito pela lei da paridade e igualdade de género, na proporção de 50-50, aliás na tradição socialista e na defesa dos princípios consagrados pelo PS”, referiu Armandina Saleiro, presidente da concelhia das Mulheres Socialistas, Igualdade e Direitos e número dois do executivo da Câmara de Barcelos.

Segundo a responsável, a estrutura recusa qualquer tipo de ingerência ou tentativas de condicionar as mais básicas regras da paridade e igualdade de género, garantindo apoio à designação de Horácio Barra como candidato nas eleições autárquicas.

Não aceitaremos nenhuma lista que não cumpra o atrás referido e estamos disponíveis para, com o candidato, encontrar as melhores soluções que contribuam para a unidade do PS e para uma vitória expressiva nas eleições autárquicas de 2021”, continuam.

“Aceitar decisões contrárias a estes valores, mais ainda quando resultam de imposições externas, seria um enorme retrocesso”, defendeu Armandina Saleiro, lamentando que o líder da Federação de Braga tenha avocado o processo autárquico “numa tentativa de rasgar a bandeira paritária de 50-50 conseguida nas eleições de 2017”.

A 13 de abril, o processo de designação dos candidatos à Câmara de Barcelos foi escolhido pela direção da Federação do PS de Braga”. Em comunicado, a Federação avançou que a decisão foi aprovada com 50 votos a favor, 18 contra e duas abstenções.

Joaquim Barreto disse ao Expresso que a avocação do processo eleitoral aconteceu para evitar cisões e procurar consensos, garantindo que a lei da paridade em vigor de 60-40 será “absolutamente cumprida” e os órgãos locais e nacionais tentarão alcançar os 50-50.

Barreto estranhou ainda que “um órgão que quase não reúne” “esteja agora bastante ativo”, questionando se a líder das Mulheres Socialistas “não estará a querer ser juíza em causa própria”.

“Em parte nenhuma, a lei da paridade determina que o cabeça de lista e o nº2 sejam um homem e uma mulher ou vice-versa, razão pela qual não faz nenhum sentido falar em violação de regras”, afirmou Barreto.

Joaquim Barreto avançou que Alexandre Maciel, vereador no mandato anterior, aceitou o convite para voltar a integrar uma lista à Câmara de Barcelos.

O executivo municipal conta com cinco eleitos do PS, quatro da coligação PSD/CDS e dois vereadores eleitos pelo movimento independente.

  ZAP //

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

A ministra da Cultura, Graça Fonseca.

De "propaganda" a "manipulação populista". Tweets polémicos do Ministério da Cultura causam alvoroço nas redes sociais

O Ministério da Cultura, tutelado por Graça Fonseca, usou a conta oficial no Twitter para enaltecer os investimentos do Governo PS no setor, e foi mais longe, comparando-os aos do Governo PSD/CDS. Na terça-feira, foram publicados …

Parlamento aprova novo decreto sobre inseminação post mortem após veto de Marcelo

O Parlamento aprovou, esta sexta-feira, um novo decreto sobre a inseminação post mortem, com propostas de alteração do PS, BE, PCP, PAN e PEV para responder às dúvidas levantadas pelo Presidente da República no veto …

PJ faz buscas na provedoria da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

A Polícia Judiciária (PJ) efetuou, na manhã desta sexta-feira, buscas na provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Lisboa para "recuperação de documentação", no decurso de uma investigação da Unidade Nacional de Combate à Corrupção. Fonte …

Combate à corrupção e ao branqueamento recebe apenas "migalha" da bazuca

Dos 266,9 milhões de euros do PRR que serão investidos pelo Governo na área da Justiça, apenas 0,37% é destinado à PGR e ao DCIAP. O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) prevê um investimento de …

Auditoria às sondagens das autárquicas. Não houve erro, mas "mecanismos" que mudaram opiniões

A auditoria interna realizada pela Intercampus às sondagens pré-eleitorais das últimas eleições autárquicas, que foram muito criticadas, não detetou erros. Assim, o que pode explicar as divergências são "mecanismos" que fazem mudar a opinião das …

Partidos alertam que demora no leilão do 5G está a atrasar a rede de alta velocidade em Portugal

O leilão para a quinta geração de comunicações móveis (5G) dura há quase 200 dias e está a atrasar a implementação da rede de alta velocidade em Portugal. Neste sentido, os partidos, tanto à esquerda como …

Rainha Isabel II está "bem-disposta" depois de passar noite no hospital e já voltou a Windsor

A visita ao hospital de Isabel II foi preventiva e nada teve a ver com a covid-19, confirmou a família real. A monarca vai continuar a descansar nos próximos dias. Depois de ter passado uma noite …

Caso Gabby Petito. Restos mortais encontrados pertencem ao namorado da jovem

As autoridades norte-americanas confirmaram que os restos mortais encontrados na quarta-feira são de Brian Laundrie. Identificação foi feita através de registos dentários. “No dia 21 de outubro de 2021, uma comparação de registos dentários confirmou que …

Rui Rio, líder do Partido Social Democrata (PSD)

Rui Rio apresenta hoje recandidatura à liderança no Porto

Depois de semanas a manter o tabu sobre a sua recandidatura, Rio decidiu mesmo avançar contra Paulo Rangel. O eurodeputado já saudou a decisão. O presidente do PSD, Rui Rio, apresenta hoje publicamente a sua recandidatura …

Trabalho não declarado passa a ser crime com pena de prisão até 3 anos

O Governo aprovou uma proposta de alteração à legislação laboral que prevê a criminalização do trabalho totalmente não declarado, com pena de prisão até três anos ou multa até 360 dias. Esta medida de combate ao …