Arruada tensa do CDS. Mulher tentou agredir Cristas no Porto

Mário Cruz / Lusa

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas

A arruada do CDS-PP, com Assunção Cristas, no Porto viveu momentos de tensão, com protestos de pessoas contra o ex-governo PSD/CDS, empurrões e até uma tentativa de agressão à líder centrista.

Durante a arruada, algumas pessoas gritaram e protestaram contra o anterior Governo, a que Assunção Cristas pertenceu, e as medidas de austeridade tomadas na altura. Num destes protestos, junto à rua de Santa Catarina, uma mulher aproximou-se de Cristas aos gritos e empurrou-a.

Membros da comitiva do CDS tentaram proteger a presidente, e um deles, Fernando Barbosa, líder da distrital e candidato a deputado do partido pelo círculo do Porto, empurrou a mulher, afastando-a de Assunção Cristas.

No final, a mulher afirmou a jornalistas que tinha empurrado Cristas, gritou-lhes “ladrões”, com vários palavrões à mistura: “São uns ladrões, não se aproveita nada. Não gosto dela.”

Até ao final da arruada, entre as 18h00 e as 18h45, animada com bombos, rufos e gaita-de-foles, a presidente do CDS nada disse sobre o incidente.

Esta quinta-feira, a líder do CDS reagiu ao incidente na sua conta do Facebook, afirmando que não pode aceitar este tipo de abordagem.

“Agradeço muito as mensagens de solidariedade, apoio e preocupação que tenho recebido desde que a comunicação social deu nota de um incidente durante uma ação de campanha no Porto”, começou por escrever.

Este tipo de situações são inaceitáveis. Quem me conhece e acompanha a minha vida política sabe que percorro todo o país e converso com todas as pessoas. Gostem ou não de mim. Apoiem ou não as minhas ideias e as propostas do meu partido. Converso sempre com todos. Todos. De forma educada e civilizada. Por isso mesmo, não posso aceitar este tipo de abordagem, numa cidade de que tanto gosto. Também o Luís, da Juventude Popular, viu-se envolvido neste triste episódio, enquanto participava livremente numa iniciativa do partido. Uma palavra de carinho para ele”.

“Amanhã estarei novamente na rua para conversar com as pessoas. Se alguém pensa, qualquer que seja a motivação, que me pode condicionar com este tipo de ações, desengane-se. Continuarei a defender as ideias em que acredito. Sempre em liberdade”, conclui a líder centrista.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

  1. Coitada da Cristas, uma menina tão boa e tão pura, tão honesta e sincera, e vem esta gente a tentar dar-lhe tautau…

  2. Isto revela bem ao que chega o PS e os seus apoiantes. A Cristas foi a única que lhes fez oposição nos últimos anos. E como diz o ditado: quem se mete com o PS leva (daí o símbolo do PS ser uma mão fechada). É triste e profundamente lamentável. E quanto a essa senhora não compreendo como é que anda solta a agredir pessoas.

    • É… só pode ter sido o PS, até porque todos os restantes portugueses ficaram extremamente contentes com o governo em esta advogada beata foi ministra!…

    • Se é uma vergonha… porque não se identifica?! Chamo-me MARIA JOÃO e digo-lhe o que é uma VERGONHA! Foi a lei que esta “senhora” fez aprovar, do arrendamento, que expulsou o meu Pai de uma casa onde esteve 40 anos, mas que infelizmente não conseguiu comprar. E não, não eram rendas de miséria, mas sim rendas já bem altas para 1970!!! E não, os senhorio não era explorado, o meu Pai muitas vezes reparou o prédio, fez melhoramentos, de GRAÇA, não só no apartamento que ocupava, como muitos outros, nas zonas comuns, etc. O senhorio adorava o meu Pai mas, quando morreu, vieram os filhinhos, que queriam dinheiro, muito dinheiro!!!! O meu Pai, REFORMADO, ficou na rua, porque a sua renda de 90 euros passou p/quase 400 EUROS, isto em 2010, por aí (lamento se não tenho bem presente o ano). Pode ser da PRAGA que lhe roguei, mas passados 8 anos, o apartamento continua fechado, nem alugado, nem vendido! Cada dia se deteriora mais! VERGONHA?! VERGONHA é esta “senhora” pavonear-se e estar tão preocupada com as pessoas, que depois das eleições passarem, nem lhes tocam! Mas quanto a isso, são todos iguais, da extrema esquerda à extrema direita!!! Ea lei dos eucaliptos, que tanto protegeu e agora condena?! Quanto a mim, se a vejo na rua, pode ter a certeza que não falho e com alguma coisa ela leva em cima pelo mal que fez ao meu Pai!!! Ah, e quanto a analogias de símbolos, lembro-me bem de um PADRE dizer há muitos anos: “votem no CDS e no PSD, pois têm as SETAS a apontar p/o céu e para Deus” – E esta, hein???

      • A renda era alta para 1970 mas depois não cresceu ao ritmo da inflação! em 1970 comprava-se um carro bom com umas dezenas de euros (gasto mais agora a encher um depósito!) Alguns senhorios só tinham uma casa alugada em que tinham investido as suas poupanças pensando que a renda ia apoiar a sua reforma e depois encontram-se a receber rendas baixas (e com exigência de obras que não podem pagar, conheço quem tenha sido intimado a fazer obras, sob ameaça de expropriação, que só serão pagas com as rendas atualizadas pelas obras em mais de cinco anos!)
        Nem todos os proprietários são magnatas! E mesmo os que tenham bastante dinheiro, são obrigados a substituirem-se ao Estado?

        (lá vou receber muitos insultos por exprimir uma opinião!)

        • Bom dia MM.
          Cresceu mesmo ao nível da inflação, acredite! E mesmo que não tivesse crescido, tudo o que o meu Pai sempre deu ao senhorio pagava outra renda, ou mais! Porque o meu Pai é um homem dos antigos, que sabe fazer TUDO.
          Mas Leis são Leis e compreendo perfeitamente que têm que existir diferenças: não podemos todos ser ricos, mas também não temos todos que ser pobres ou miseráveis!
          Quanto a si, nunca o insultaria! Até porque já o fui, várias vezes, e tento sempre ser positiva e correcta. Mas há coisas que doem mesmo muito, de tão injustas que são! E para tantos que falam, só quando passam por situações parecidas é que dão valor. Bom fim de semana para si!

          • Muito obrigado pelo seu comentário!
            Infelizmente muitos dos comentadores usam a internet para mostrarem o que de pior tem na sua personalidade!
            A discussão correta e civilizada foi a maior conquista da humanidade permitindo o avanço civilizacional.
            Neste relacionamento entre inquilinos e senhorios há muitos maltratados de ambos os lados (conheço pessoalmente vários casos dos dois lados)!
            Bom fim de semana!

      • cara Senhora Maria João, deixo aqui uma palavra de tristeza pelo que aconteceu com o seu pai e com muitos outros por causa da porcaria de governo (para amigos) do qual esta “santinha” fez parte, o meu caso e o de muitos outros é que tivemos de sair de Lisboa para os arredores por não conseguir pagar rendas da casas que foram retiradas a pessoas como o seu pai, o que diz aqui desta “santinha” é apenas um pequeno estrago daquilo que ela e os amigos fizeram na nossa vida, e é muito benfeito que o apartamento continue vazio, espero que esse e muitos outros em que os gulosos dos donos expulsaram os decentes inquilinos apenas em nome do dinheiro. não sou a favor da violência nem de rótulos, mas não posso deixar de dar um aplauso é Senhora que teve a coragem de fazer isto.

        • Bom dia caro Senhor Jorge Simões Nuno.
          Muito obrigada – já lhe respondi, mas não a vejo publicada aqui, é pena porque era bastante completa….
          Também o meu Pai teve que ir arranjar uma casa a quase 150kms de Odivelas e mesmo assim, são €250.
          Excelente fim de semana para si e felicidades.

      • Mais uma frustrada do PS que vem aqui debitar um conjunto de disparates e perfeitas incongruências que revelam bem que a história está muito mal contada. Renda alta em 1970?! Isso foi há quase 50 anos. Depois desse período as rendas estiveram quase congeladas! Conheço casos de pessoas que viveram durante 40 e mais anos em casas arrendadas e tinham apartamentos na mesma cidade. E o senhorio queria a casa e não a conseguia para os seus filhos.
        E já agora, a senhora ainda ganha o mesmo que em 1970?!
        Antes da Cristas toda a gente se queria desfazer dos imóveis nos centros das cidades. Eram um verdadeiro problema para os senhorios. Por isso é que tínhamos cidades envelhecidas e prédios a cair por todo o lado. Mas também disto não se deve recordar. Tem uma memória enviesada porque fala a voz do dono.
        Procure arrumar melhor as suas ideias antes de vir aqui comentar. Se for para inventar disparates, monte melhor a história.

        • A frustrada que não o é, identifica-se, mas quanto à “história da carochinha”, não sei quem é! A casa é nos arredores, nos subúrbios, e 90€ continuava a ser uma renda alta SIM, proque tinham todas as obras e melhoramentos de graça!!!!
          Não estoua inventar nada, informe-se também… passe muito bem.

      • D. Maria João, o que diz não está correcto. Aconteceu o mesmo com o meu pai, mas eu inviabilizei o processo. O NRAU é bem explicito. Todas as pessoas com 65 anos ou mais, não podem sofrer quaisquer aumentos nem ser despejadas, (a não ser claro por falta de pagamento de rendas) bastando para isso fazerem meio de prova. No caso dos herdeiros, que penso que foi o caso, quererem vender, o inquilino pode exercer o direito de opção, mas se não puder comprar, então, tem que sair, e, isso acontece a qualquer um. E não, não sou do CDS.

        • Bom dia D. Luísa Almeida. Desculpe, mas é, ou melhor dizendo, no caso do meu Pai foi. Nunca falhou c/uma renda, mesmo os filhos tendo sofrido com isso, na década de 80. O meu pai teve uma carência das rendas até não poder ususfruir mais… Fomos à DECO, tentámos tudo… mas nada mais se podia fazer. De €90 para €400 ninguém consegue sendo reformado…. e até mesmo estando na vida activa. Com grande pena minha, não consegui ajudar mais. Muito obrigada pelos seus esclarecimentos e bom fim de semana

  3. Qualquer agressão física é altamente condenável. Como já puderam constatar, tenho um repúdio incontestável por esta Politica de pacotilha chamada Cristas. No entanto não é de admirar que tenha que levar com criticas mais ou menos “contidas”, pois a hipocrisia que demonstrou esta Sra. e seus comparsas, durante a sua actividade Politica paga-se no momento certo, ou seja Domingo próximo espero que este “partideco” apanhe um grande banho de agua gelada, e se desaparecer do mapa será uma inutilidade a menos !!!!

  4. D. Maria João, o que diz não está correcto. Aconteceu o mesmo com o meu pai, mas eu inviabilizei o processo. O NRAU é bem explicito. Todas as pessoas com 65 anos ou mais, não podem sofrer quaisquer aumentos nem ser despejadas, (a não ser claro por falta de pagamento de rendas) bastando para isso fazerem meio de prova. No caso dos herdeiros, que penso que foi o caso, quererem vender, o inquilino pode exercer o direito de opção, mas se não puder comprar, então, tem que sair, e, isso acontece a qualquer um. E não, não sou do CDS.

    • Bom dia D. Luisa Almeida. Respondi-lhe em cima. Entretanto, uma informação adicional. À data de tudo isto, o meu Pai tinha pedido a reforma antecipada, c/cerca de 40% penalização porque infelizmente NÃO conseguia arranjar trabalho, a minha madrasta é muito doente e tinham que COMER. Bom fim de semana para si.

RESPONDER

Fim dos apoios às empresas acelera vaga de despedimentos

A pressão para pagar subsídios de férias e o fim da proibição de reduzir pessoal nos setores que tiveram ajudas vai potenciar uma vaga de despedimentos. O Jornal de Notícias ouviu advogados e associações sindicais que …

Camisola poveira

Vendas da camisola poveira disparam a nível mundial (e já há “uma Amazon” para a comprar)

A camisola poveira, peça de artesanato da Póvoa de Varzim, nunca se vendeu tanto como agora. As vendas dispararam à boleia da polémica apropriação do modelo pela estilista norte-americana Tory Burch que o comercializou como …

Xanana Gusmão dorme à frente de centro de isolamento em protesto (e é filmado a esbofetear pessoas)

Xanana Gusmão quer que o corpo de um homem vítima de covid-19 seja entregue à família para que faça as cerimónias fúnebres. O comportamento do líder histórico timorense, que se encontra em protesto, está a …

SEF oficialmente extinto. Serviço de Estrangeiros e Asilo entra em funções esta quinta-feira

O processo de reestruturação do SEF foi publicado em Diário da República, esta quarta-feira, entrando em vigor no dia seguinte, ou seja, esta quinta-feira. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi oficialmente extinto esta quarta-feira, …

União Europeia não vai renovar contrato com AstraZeneca e Johnson & Johnson

A União Europeia não vai renovar os contratos da vacina contra a covid-19 com empresas como Astrazeneca e Johnson & Johnson no próximo ano. A notícia da decisão de não renovação dos contratos da vacina contra …

Entre um Porto "dominante" e "ineficaz", a bicicleta de Taremi foi um "inútil golo de bandeira"

A imprensa internacional realça a boa prestação do FC Porto e o golo de bandeira de Taremi, que acabou por revelar-se insuficiente para dar continuidade às aspirações portistas. O FC Porto está fora da Liga dos …

Eventual criação do indicador "incidência vizinha" pode influenciar planos do Governo

Esta terça-feira, na reunião no Infarmed, o matemático Óscar Felgueiras defendeu a criação de um novo indicador, "incidência vizinha", que teria como vantagens sinalizar risco associado à proximidade de zonas mais críticas e evitar a …

Relatório secreto de Costa Pinto defende que Banco de Portugal podia ter feito mais no BES

O "Relatório Costa Pinto" argumenta que o Banco de Portugal tinha conhecimento dos problemas do BES e tinha poderes para fazer mais, melhor e mais cedo. O "Relatório Costa Pinto" tem vindo a ser negado ao …

Lopetegui viu Corona em Sevilha e pode avançar com proposta

Julen Lopetegui, treinador do Sevilha, está atento a Tecatito Corona. O extremo portista mostrou-se em bom plano frente ao Chelsea. O antigo treinador dos 'dragões' Julen Lopetegui, atualmente no comando técnico do Sevilha, esteve esta terça-feira …

Especialistas aconselham Governo a não avançar no desconfinamento

Manuel Carmo Gomes, o epidemiologista que deixou de participar nas reuniões no Infarmed, aconselhou o Governo a não avançar para a terceira fase de desconfinamento. E não é o único a defender a suspensão. De acordo …