/

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

Mário Cruz / Lusa

O ex-ministro das Finanças e governador do Banco de Portugal, Mário Centeno

É crucial para a retoma que haja “estabilidade e previsibilidade na legislação laboral”, de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno.

“Alterações não beneficiarão a recuperação”, disse Centeno, citado pelo Observador, sublinhando a importância de “proteger a transição entre empregos” e pedindo uma “redução gradual da componente estrutural dos impostos” em Portugal.

Para o governador, “uma das características do sucesso das nações é a estabilidade do quadro legislativo em que se movem”, devendo “ser dada prioridade à estabilidade da legislação laboral”.

“Ao longo dos últimos anos vimos o emprego permanente ganhar espaço em relação ao temporário, os salários e os rendimentos reforçaram-se”, apontou, sublinhando que “devemos olhar para estes resultados e compreender como é que eles foram ou não limitados pela legislação laboral”.

Estas declarações fora feitas por Centeno na conferência de imprensa após a divulgação do boletim económico trimestral do Banco de Portugal, que reviu em forte alta as projeções de crescimento da economia portuguesa.

  Taísa Pagno //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE