George Floyd. Minneapolis ia contratar influencers para combater desinformação durante julgamento de Derek Chauvin

A cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos, planeava contratar seis influencers para ajudar a partilhar informações durante o julgamento de Derek Chauvin, o ex-polícia acusado de assassinar George Floyd.

De acordo com a CNN, o plano foi aprovado na sexta-feira passada pelo Conselho Municipal de Minneapolis, que autorizou 1.181.500 dólares em financiamento para contratos com várias organizações comunitárias durante o julgamento de Derek Chauvin, o ex-polícia acusado de assassinar George Floyd.

O plano incluía a contratação de influencers, definidos como tendo uma “grande presença nas redes sociais”, e teria exigido que partilhassem “mensagens geradas e aprovadas pela cidade”, afirma o plano.

Segundo o programa, que tinha como alvo comunidades negras, nativas americanas, hmong, somalis e latinas, cada influencer iria receber 2.000 dólares para neutralizar a desinformação que pudesse surgir durante o julgamento.

De acordo com o site da Câmara Municipal de Minneapolis, o programa tinha como objetivo fornecer informações e perceções às comunidades “que normalmente não seguem as principais fontes de notícias ou canais de comunicação da cidade e/ou que não consomem informações em inglês.”

“Families Supporting Families Against Police Violence”, um grupo que apoia famílias em Minnesota que perderam entes queridos devido à violência policial, denunciou o programa como um método para “controlar a narrativa” em torno do julgamento.

Segundo o fundador Toshira Garraway, a cidade deveria alocar recursos e alcançar famílias que foram afetadas diretamente pela violência policial. “Estas são as pessoas que têm algumas das respostas que procuram na comunidade”, disse. “Não confiamos neles porque quebraram a confiança das nossas famílias, quebraram a confiança das nossas comunidades.”

Nunca se tratou de tentar mudar ou persuadir a opinião pública sobre qualquer mensagem em particular, mas sim de divulgar informações importantes de forma rápida e equitativa”, disse David Rubedor, diretor de relações comunitárias e de bairro da cidade.

Rubebor sublinhou que a a palavra “influenciador” não representava com precisão o objetivo da cidade. “Lamentamos e reconhecemos que teremos de trabalhar para reparar os danos causados”, disse.

A porta-voz da cidade, Sarah McKenzie, disse que houve um “mal-entendido” sobre a motivação por trás da iniciativa. “Reconhecemos que estamos num ambiente onde há muita desconfiança do governo e de tudo o que passamos na cidade no ano passado”.

O plano acabou por ser descartado esta segunda-feira devido às duras críticas do público.

Apesar ter sido cancelado, a cidade vai avançar com outras iniciativas para alcançar várias comunidades, incluindo programação de rádio cultural mais frequente, bem como ofertas de contratos de até 175 mil dólares a organizações comunitárias que podem ser ativadas “durante períodos de maior tensão na comunidade”, disse Gretchen Musicant, comissária de saúde de Minneapolis.

George Floyd, 46 anos, morreu a 25 de maio depois de ter sido detido e imobilizado no chão, sufocado pelo joelho de Chauvin.

A morte provocou um movimento de cólera, inédito desde os anos 1960 nos Estados Unidos contra o racismo e a violência policial, que se propagou por todo o mundo, com manifestações cuja principal palavra de ordem foi a frase “Black Lives Mater” (“As vidas dos Negros Importam”).

Demitido da polícia juntamente com três outros agentes que presenciaram os factos, Chauvin será julgado por homicídio e os ex-colegas por cumplicidade.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Fotografia da NASA demonstra Teoria da Relatividade Geral de Einstein

O aglomerado Abell 2813 tem tanta massa que atua como uma lente gravitacional, fazendo com que a luz de galáxias distantes se curve à sua volta. A lente gravitacional acontece quando a massa de um objeto …

Astrónomos descobrem uma super-Terra perto de uma estrela gelada

Uma equipa de investigadores descobriu uma super-Terra a orbitar GJ 740, uma estrela anã fria localizada a cerca de 36 anos-luz do nosso planeta. Nos últimos anos, os cientistas têm levado a cabo uma busca exaustiva …

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …