“Não consigo respirar”. Protestos nos EUA pela morte de homem negro às mãos da polícia

Craig Lassig / EPA

Protestos em Minneapolis, no Minnesota, Estados Unidos, contra a morte de George Floyd

Milhares de pessoas protestaram, esta terça-feira à noite, em Minneapolis, cidade no estado norte-americano do Minnesota, contra a morte de George Floyd, um homem negro que acabou por falecer depois de um episódio com a polícia.

O jornal ABC, que cita o local The Star Tribune, adianta que o protesto começou onde ocorreu a morte de George Floyd e terminou em frente a uma esquadra da polícia, onde agentes acabaram por lançar gás lacrimogéneo e balas de borracha após alguns distúrbios.

A morte de Floyd, de 40 anos, está a causar uma onda de indignação, depois da divulgação de vídeos que mostram um agente da polícia ajoelhado em cima do seu pescoço e no qual se ouve o afro-americano a dizer “não consigo respirar” e “não me matem”.

Segundo a BBC, após tentar falar com o polícia, o homem fica imobilizado e parece deixar de se mexer, tendo sido depois colocado numa maca e levado para uma ambulância.

Em comunicado, a polícia local, que disse ter sido chamada por causa de um cidadão que estava a tentar usar dinheiro falso numa loja de conveniência, afirmou que Floyd morreu “depois de um incidente médico durante uma interação policial”.

A mesma nota explica que dois agentes da polícia localizaram o suspeito num veículo, acrescentando que, ao pedir-lhe para que saísse do mesmo, este decidiu resistir às autoridades.

“Os polícias conseguiram algemar o suspeito e notaram que este parecia estar a sofrer algum problema médico”, lê-se no mesmo comunicado, citado pela emissora britânica.

A polícia disse que não foi usada nenhuma arma durante este episódio e iniciou uma investigação para apurar este incidente, ao qual já se juntou o FBI. As imagens captadas no local foram enviadas para o Departamento de Execução Penal do Minnesota, que também já abriu um processo.

 

“Não consigo respirar”

A frase “não consigo respirar” relembra a morte de Eric Garner, em 2014, em Nova Iorque. O homem negro repetiu estas mesmas palavras 11 vezes após ser detido e antes de morrer. Agora, a expressão tornou-se um grito de guerra entre os ativistas que lutam contra a violência policial para com a comunidade afro-americana.

Esta mesma frase foi ouvida, esta terça-feira, durante os protestos em Minneapolis. A congressista democrata Ilhan Omar, que representa a cidade na Câmara dos Representantes, afirmou que o que se passou ontem “é vergonhoso”.

“Disparar balas de borracha e gás lacrimogéneo entre os manifestantes desarmados, quando há crianças presentes, não deveria ser tolerado. Nunca”, afirmou.

Entretanto, o autarca de Minneapolis, Jacob Frey, anunciou que quatro agentes do departamento da polícia da cidade envolvidos na morte de Floyd foram demitidos. Numa conferência de imprensa, o governante descreveu este incidente como “completa e absolutamente desastroso”.

“Acredito no que vi e o que vi está errado a todos os níveis. Ser negro nos Estados Unidos não deveria ser uma sentença de morte“, lamentou.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Estes polícias na terra dos ”Camones” são assassinos legalizados.Depois lamentam-se se os negros retaliarem.

    • O problema é que por cá estamos a ir pelo mesmo caminho. E isto porque a justiça não funciona. Nas últimas duas a três semanas vi imensas situações de gangues, crime organizado, desrespeito total pela sociedade e pelas forças de autoridade, agressão a polícias e aparentemente tudo impune. Depois queixem-se que o Chega suba nas sondagens e que a polícias se torne cada vez mais violenta.
      Os nossos tribunais são uma treta. Uma autêntica fantochada. E muitos juízes deveriam ser investigados pelo ministério público. O Rangel é a ponta de um grande iceberg.

  2. Que há muito mal há e o nosso país está cada vez mais a dar provas disso mesmo, havendo por aí grupos que imaginam que tudo isto é seu, mas perante tal situação com o homem já dominado e com vários polícias ao lado, não havia necessidade de chegar a um extremo destes.

RESPONDER

Leiloada carta de Nobel antissemita a desprezar Einstein e os judeus

Uma carta escrita em 1927 pelo Prémio Nobel Philipp Lenard a um colega a reclamar das conquistas de Einstein e do suposto domínio judaico da ciência foi a leilão no Nate D. Sanders Auctions, em …

Sue, o T-rex, terá tido uma forte dor de dentes devido a uma infeção

Sue, o T-rex cujo esqueleto é um dos mais completos já descobertos até aos dias de hoje, terá sofrido uma forte dor de dentes durante a sua existência. "Dois dentes estão realmente fundidos e um terceiro …

Câmara com IA confundiu careca do bandeirinha com a bola (e arruinou o jogo de futebol)

Os adeptos da equipa de futebol escocesa Inverness Caledonian Thistle FC experimentaram uma hilariante falha tecnológica durante um jogo no fim de semana passado. De acordo com o IFLScience, o clube escocês anunciou há algumas semanas …

"Francisco Louçã fez bullying para precipitar ruptura do Bloco com o PS"

O PS acredita que foi a postura de "bullying" de Francisco Louçã que forçou o Bloco de Esquerda a precipitar uma "ruptura com o PS", conforme avança o deputado João Paulo Correia, vice-presidente da bancada …

Remdesivir: de droga milagrosa a negócio milionário com "muito, muito mau aspeto"

Apresentado como único medicamento anti-viral eficaz no combate à covid-19, foi o primeiro medicamento aprovado pela FDA, regulador farmacêutico americano, no tratamento da doença. Agora, a sua eficácia é contestada — e os negócios milionários …

"Imagine there is no corruption". Há uma campanha contra a corrupção em Portugal nas ruas de Nova Iorque

Um professor português da Universidade de Columbia, nos EUA, tem em marcha uma campanha contra a corrupção em Portugal, com várias acções nas ruas de Nova Iorque. De guitarra em punho e a cantar "Imagine there …

Morreu Sean Connery, Sir James Bond

O actor escocês Sean Connery morreu, neste sábado, aos 90 anos de idade, conforme avança a BBC. As causas da morte não são ainda conhecidas. Sean Connery tornou-se conhecido como "James Bond", tendo sido o primeiro …

"Uma das actividades de maior risco é ir ao restaurante"

Medidas como a proibição de circulação entre concelhos e o recolher obrigatório "são mais simbólicas do que eficazes e efectivas" no combate à covid-19, defende o médico e investigador Carlos Martins, considerando que seria mais …

Vieira da Silva escolhido para conselheiro da CE na presidência portuguesa da UE

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, foi escolhido como conselheiro especial da Comissão Europeia para preparar o trabalho na área dos direitos sociais durante a presidência portuguesa …

Supremo dá razão a juiz afastado por ter "mau feitio"

O juiz desembargador Eurico Reis viu o Supremo Tribunal de Justiça dar-lhe razão, anulando o concurso interno no Tribunal da Relação de Lisboa onde foi afastado por, alegadamente, ter "mau feitio". O Supremo anula, assim, a …