“Não consigo respirar”. Protestos nos EUA pela morte de homem negro às mãos da polícia

Craig Lassig / EPA

Protestos em Minneapolis, no Minnesota, Estados Unidos, contra a morte de George Floyd

Milhares de pessoas protestaram, esta terça-feira à noite, em Minneapolis, cidade no estado norte-americano do Minnesota, contra a morte de George Floyd, um homem negro que acabou por falecer depois de um episódio com a polícia.

O jornal ABC, que cita o local The Star Tribune, adianta que o protesto começou onde ocorreu a morte de George Floyd e terminou em frente a uma esquadra da polícia, onde agentes acabaram por lançar gás lacrimogéneo e balas de borracha após alguns distúrbios.

A morte de Floyd, de 40 anos, está a causar uma onda de indignação, depois da divulgação de vídeos que mostram um agente da polícia ajoelhado em cima do seu pescoço e no qual se ouve o afro-americano a dizer “não consigo respirar” e “não me matem”.



Segundo a BBC, após tentar falar com o polícia, o homem fica imobilizado e parece deixar de se mexer, tendo sido depois colocado numa maca e levado para uma ambulância.

Em comunicado, a polícia local, que disse ter sido chamada por causa de um cidadão que estava a tentar usar dinheiro falso numa loja de conveniência, afirmou que Floyd morreu “depois de um incidente médico durante uma interação policial”.

A mesma nota explica que dois agentes da polícia localizaram o suspeito num veículo, acrescentando que, ao pedir-lhe para que saísse do mesmo, este decidiu resistir às autoridades.

“Os polícias conseguiram algemar o suspeito e notaram que este parecia estar a sofrer algum problema médico”, lê-se no mesmo comunicado, citado pela emissora britânica.

A polícia disse que não foi usada nenhuma arma durante este episódio e iniciou uma investigação para apurar este incidente, ao qual já se juntou o FBI. As imagens captadas no local foram enviadas para o Departamento de Execução Penal do Minnesota, que também já abriu um processo.

 

“Não consigo respirar”

A frase “não consigo respirar” relembra a morte de Eric Garner, em 2014, em Nova Iorque. O homem negro repetiu estas mesmas palavras 11 vezes após ser detido e antes de morrer. Agora, a expressão tornou-se um grito de guerra entre os ativistas que lutam contra a violência policial para com a comunidade afro-americana.

Esta mesma frase foi ouvida, esta terça-feira, durante os protestos em Minneapolis. A congressista democrata Ilhan Omar, que representa a cidade na Câmara dos Representantes, afirmou que o que se passou ontem “é vergonhoso”.

“Disparar balas de borracha e gás lacrimogéneo entre os manifestantes desarmados, quando há crianças presentes, não deveria ser tolerado. Nunca”, afirmou.

Entretanto, o autarca de Minneapolis, Jacob Frey, anunciou que quatro agentes do departamento da polícia da cidade envolvidos na morte de Floyd foram demitidos. Numa conferência de imprensa, o governante descreveu este incidente como “completa e absolutamente desastroso”.

“Acredito no que vi e o que vi está errado a todos os níveis. Ser negro nos Estados Unidos não deveria ser uma sentença de morte“, lamentou.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Estes polícias na terra dos ”Camones” são assassinos legalizados.Depois lamentam-se se os negros retaliarem.

    • O problema é que por cá estamos a ir pelo mesmo caminho. E isto porque a justiça não funciona. Nas últimas duas a três semanas vi imensas situações de gangues, crime organizado, desrespeito total pela sociedade e pelas forças de autoridade, agressão a polícias e aparentemente tudo impune. Depois queixem-se que o Chega suba nas sondagens e que a polícias se torne cada vez mais violenta.
      Os nossos tribunais são uma treta. Uma autêntica fantochada. E muitos juízes deveriam ser investigados pelo ministério público. O Rangel é a ponta de um grande iceberg.

  2. Que há muito mal há e o nosso país está cada vez mais a dar provas disso mesmo, havendo por aí grupos que imaginam que tudo isto é seu, mas perante tal situação com o homem já dominado e com vários polícias ao lado, não havia necessidade de chegar a um extremo destes.

RESPONDER

O "maior escritório flutuante do mundo" foi construído para resistir às alterações climáticas

Um edifício flutuante foi construído em Roterdão, na Holanda, para resistir às alterações climáticas — se o nível da água subir, o "maior escritório flutuante do mundo" acompanhará a maré. De acordo com o New Atlas, …

"O sistema inteiro permitiu e perpetrou". Biles acusa Federação de ser cúmplice dos abusos de Nassar

Simone Biles culpou nesta quarta-feira a federação de ginástica dos Estados Unidos e “todo o sistema” por permitir que Larry Nassar, médico da equipa nacional durante 20 anos, abusasse sexualmente dela e de centenas de …

Os psicólogos descobriram um misterioso novo fenómeno - o efeito de desvalorização do clone

Um novo estudo aponta possíveis efeitos com a evolução da tecnologia e concluiu que ver rostos humanos duplicados tende a causar desconforto nas pessoas. Uma nova investigação publicada no PLOS One concluiu que os rostos humanos …

Remodelação no Reino Unido. Johnson demite ministros da Educação, Justiça e Habitação

Os ministros da Educação, Habitação e Justiça foram hoje demitidos do Governo britânico no âmbito da remodelação que o primeiro-ministro, Boris Johnson, iniciou, na sequência de várias crises, como a da pandemia ou a da …

Atlético 0-0 Porto | Dragão não treme no teste de Madrid

MINUTO 79. Renan Lodi e Kondogbia desentenderam-se, Taremi aproveitou, tirou Oblak do caminho e marcou. Porém, a festa nortenha durou poucos segundos. Após auxílio do VAR, o juiz Ovidiu Haţegan anulou o “tento”. Já no período …

Sporting 1-5 Ajax | Poker de Haller chama leão à realidade

O Sporting regressou à Liga dos Campeões da pior maneira. Na recepção ao Ajax, os comandados de Rúben Amorim foram goleados por 5-1, numa partida em que abriram uma autêntica auto-estrada no flanco esquerdo para …

Quintino Aires afastado de programa da TVI depois de comentários homofóbicos

Em causa estão comentários feitos sobre o concorrente Bruno d'Almeida, que levou ao parlamento uma proposta para se acabar com a discriminação aos homossexuais na doação de sangue. O psicólogo Quintino Aires foi afastado do …

Nunca houve tão poucos médicos especialistas em exclusividade no SNS. São menos de 5000

O SNS perdeu 1284 médicos em regime de exclusividade nos últimos cinco anos. Nunca houve tão poucos especialistas a trabalhar de forma exclusiva no Serviço Nacional de Saúde. Segundo avança o jornal Público, nunca houve tão …

Já pode comprar ações de obras de arte como se fosse a bolsa de valores

Já é possível comprar ações de obras de arte como se da bolsa de valores se tratasse. A plataforma Masterworks está a tentar trazer a arte das elites para todos. No outono de 2018, uma obra …

"Vamos lutar até aos portões do inferno". Plano de vacina obrigatória de Biden suscita críticas e processos

O anúncio do plano de vacinação Joe Biden suscitou aplausos do lado Democrata, mas muitas críticas de governadores Republicanos, que estão a processar a administração norte-americana. Ainda não passou uma semana desde o anúncio, mas o …