Morreu quarta vítima de ataque ao Museu Judaico em Bruxelas

 

O jovem belga ferido no sábado no tiroteio no Museu Judaico da Bélgica, em Bruxelas, morreu hoje, fazendo aumentar para quatro o número de mortos do atentado, disse Joel Rubinfeld, o presidente da Liga belga contra o anti-semitismo.

O jovem, de 20 e poucos anos, que trabalhava como recepcionista no museu, morreu ao início na tarde no hospital devido à gravidade dos ferimentos, indicou Joel Rubinfeld.

Um casal de turistas israelitas e uma francesa foram igualmente mortos no ataque, ocorrido às 15:50 de sábado (14:50 em Lisboa).

“Estou profundamente triste, os meus pensamentos estão com aqueles que perderam a vida no ataque em Bruxelas. Confio a sua alma a Deus”, declarou hoje o papa Francisco em Telavive, à sua chegada a Israel, no âmbito da visita que efectua ao Médio Oriente.

Ao discursar antes perante o Presidente israelita, Shimon Peres, e o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, o papa tinha defendido “uma educação em que não haja lugar para o anti-semitismo nem para qualquer expressão de hostilidade, de discriminação ou de intolerância em relação a indivíduos e a povos”.

O atentado suscitou choque na Bélgica, como no resto da Europa e em Israel. Netanyahu disse no sábado que o ataque era o resultado dos “constantes incitamentos contra os judeus e o seu Estado”.

A polícia belga divulgou hoje três vídeos que mostram o atirador, com o rosto meio escondido por um boné, a tirar uma metralhadora Kalashnikov de um saco e a disparar sobre as vítimas.

No sábado, as autoridades belgas aumentaram o nível de alerta terrorista no país para quatro, numa escala de cinco, e reforçaram o nível de segurança junto à sinagoga de Bruxelas e de outros edifícios judaicos da capital belga.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O problema dos judeus é que estão muito associados ao grande capital. Ao capital que especula e que provoca crises financeiras e económicas e das quais saem como ganhadores quando todos os outros perdem. São de facto um povo notável, brilhante mas cuja vontade de ganhar, mesmo que para isso seja necessário esmagar outros, os coloca numa posição difícil. Parece-me que se os judeus querem ser vistos de outra forma podem começar por mudar a forma como atuam. Penso que o anti semitismo é totalmente condenável mas é também condenável a ganância que coloca cada vez mais pessoas na miséria. É importante refletir para que possamos enveredar por um caminho de respeito e com o respeito vem a tolerância. Importa reter que ganancia não demonstra respeito e gera intolerância!

RESPONDER

Ordem dos Médicos define equipas mínimas para urgências, mas números são "impraticáveis"

A Ordem dos Médicos (OM) decidiu avançar com uma uma proposta de regulamento que define a dimensão mínima das equipas que asseguram o funcionamento de serviços de urgência nos hospitais. Numa altura em que se prevê …

Turistas estão de volta, mas agora falta pessoal nos hotéis

Os turistas estão a voltar às cidades portugueses, nomeadamente a Lisboa, onde os hotéis se debatem agora com um novo problema, a falta de pessoal qualificado. Há responsáveis que já falam da necessidade de fazer …

Gestão do PRR faz tremer Governo dos Açores (que foi bombardeado por críticas)

O Governo dos Açores tem sido acusado de beneficiar empresas no acesso às verbas das Agendas Mobilizadores do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Esta polémica levou à marcação de um debate de urgência, que ficou …

Inédito na medicina. Rim de porco foi transplantado com sucesso num humano

Pela primeira vez na história, uma equipa médica conseguiu transplantar um rim de porco geneticamente modificado num humano. Foi uma experiência num paciente em morte cerebral, mas que abre portas à utilização de rins de …

Golo do FC Porto: como não assinalaram falta do Taremi?

Avançado do FC Porto desviou Ismaël Bennacer, no momento decisivo do FC Porto 1-0 AC Milan. Mas os portistas mereceram ganhar. Stefano Pioli admitiu que o FC Porto venceu o AC Milan (1-0), na terceira jornada …

Senado defende que Bolsonaro seja acusado de genocídio devido à sua gestão da pandemia

Um relatório do Senado brasileiro defende que o Presidente Jair Bolsonaro deve ser acusado de homicídio pela sua gestão da pandemia de covid-19 no país. O documento ainda pode ser alterado pelos senadores, pois só vai …

Dez anos depois, ainda há feridas por sarar. Sánchez promete não soltar presos da ETA em troca da aprovação do Orçamento

Num debate parlamentar com o Governo espanhol, Pablo Casado confrontou Pedro Sánchez sobre os acordos com os nacionalistas radicais bascos. Esta quarta-feira, quando questionado por Pablo Casado, presidente do Partido Popular (PP), sobre se iria libertar …

O treinador inglês de futebol, Steve Bruce.

Steve Bruce já não é treinador do Newcastle. Há dois portugueses na calha para o suceder

Steve Bruce deixou o comando técnico do Newcastle United, recentemente adquirido por um consórcio saudita. José Mourinho e Paulo Fonseca estão entre os possíveis sucessores. Está encontrada a primeira baixa do Newcastle após a aquisição saudita …

Entre reuniões falhadas, cresce o risco de chumbo do OE e de crise política

Depois de não ter sido alcançado um acordo nas reuniões de ontem, a possibilidade de uma crise política parece mais próxima que nunca. As mudanças na lei laboral exigidas por BE e PCP são os …

Quando Rui Pinto ainda era "John", Suíça pediu-lhe ajuda para investigar o presidente da FIFA

Em 2018, as autoridades suíças entraram em contacto com Rui Pinto para pedir a sua colaboração para investigar o presidente da FIFA, Gianni Infantino. Quando o projeto Football Leaks ainda era algo embrionário — embora já …