Morreu o economista Miguel Beleza

Tiago Petinga / Lusa

Foto de arquivo de 2012 do ex-governador do Banco de Portugal e antigo ministro das Finanças, Miguel Beleza.

Foto de arquivo de 2012 do ex-governador do Banco de Portugal e antigo ministro das Finanças, Miguel Beleza.

O economista Miguel Beleza, ministro das Finanças do XI Governo Constitucional liderado por Cavaco Silva, morreu esta quinta-feira em Lisboa aos 67 anos, disse à Lusa fonte próxima da família.

De acordo com a mesma fonte, Miguel Beleza foi vítima de paragem cardiorrespiratória.

Economista licenciado pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras da Universidade Técnica de Lisboa, nasceu em Coimbra, a 28 de abril de 1950. Em 1990/1991, foi ministro das Finanças do XI Governo Constitucional, que abandonou por divergências “pontuais” com Cavaco Silva.

Enquanto esteve à frente da pasta das Finanças, Miguel Beleza impulsionou a criação da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e colaborou no processo de adesão de Portugal à União Económica e Monetária.

Era irmão de Leonor Beleza, ex-ministra da Saúde e presidente da Fundação Champalimaud, da juíza Teresa Pizarro Beleza e do antigo dirigente social-democrata José Manuel Beleza.

O seu percurso profissional começou no Banco de Portugal, como técnico assessor e técnico consultor, entre 1979 e 1987, onde integrou o Gabinete de Estudos Económicos, estrutura na altura dirigida por Cavaco Silva. Foi então para o FMI, onde se ocupou das relações de Portugal e Espanha com esta instituição, entre 1984 e 1987.

Miguel Beleza foi também administrador do Banco de Portugal, a convite de Cavaco Silva, na altura primeiro-ministro, entre 1987 e 1990 e, posteriormente, governador, entre 1992 e 1994, sucedendo no cargo a Tavares Moreira.

Como Governador do Banco de Portugal, geriu a desvalorização do escudo durante as perturbações cambiais de 1992 a 1993, causada pela agitação dos mercados financeiros, que se refletiu no Sistema Monetário Europeu.

Em junho de 1994 demitiu-se do cargo por conflitos com o então ministro das Finanças, Jorge Braga de Macedo, e em 2009 integrou, como membro, o Conselho Consultivo do Banco de Portugal.

A sua carreira granjeou-lhe algumas condecorações, tendo sido agraciado a 22 de agosto de 1991 com a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul do Brasil, a 09 de junho de 1995 com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito e a 28 de junho de 2005 com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

Conhecido pelo sarcasmo, num noticiário em que era apresentado como economista, professor catedrático, antigo governador do Banco de Portugal e ex-ministro das Finanças, comentou: “Isso não é currículo, é cadastro”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …

Coreia do Norte adverte Sul para não procurar nas suas águas oficial assassinado

A Coreia do Norte pediu hoje à Marinha sul-coreana que deixe de entrar nas suas águas territoriais, numa altura em que Seul procura recuperar o corpo de um oficial sul-coreano morto a tiro no mar …

"Um abandonar dos utentes". Centros de saúde atiram pacientes para farmácias e privados

Sem resposta nos centros de saúde, vários utentes vêm-se obrigados a recorrer ao setor privado e a farmácias. A Entidade Reguladora de Saúde já recebeu várias reclamações. Face à pandemia de covid-19, os centros de saúde …

Polícia treinou uma cadela para farejar provas eletrónicas

No Minnesota, Estados Unidos, a polícia treinou uma cadela para farejar dispositivos eletrónicos. Sota já ajudou a encontrar provas em dez crimes. A polícia estatal do Minnesota treinou uma cadela labrador britânica para farejar dispositivos eletrónicos, …

Trabalhistas lideram primeira sondagem desde que Boris chegou ao poder

O partido do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, situa-se hoje, pela primeira vez desde que chegou ao poder, atrás da oposição trabalhista nas intensões de voto, o que estará relacionado com a gestão da crise pandémica, …