Morreu o comandante Van Kirk, último tripulante do Enola Gay

P.D. / Wikimedia

A tripulação do bombardeiro Enola Gay, uma super-fortaleza B-52. Theodore Van Kirk é o terceiro a contar da esquerda.

A tripulação do bombardeiro Enola Gay, uma super-fortaleza B-52. Theodore Van Kirk é o terceiro a contar da esquerda.

O último membro da equipa de pilotagem do Enola Gay, famoso por ter lançado a primeira bomba atómica sobre Hiroshima, em agosto de 1945, morreu na segunda-feira com 93 anos, noticiam os media norte-americanos.

Theodore Van Kirk, conhecido como “O Holandês”, morreu na segunda-feira de causas naturais no lar de Stone Mountain, na Georgia, sul dos Estados Unidos, noticiou a cadeia televisiva NBC. Van Kirk, que na altura do bombardeamento tinha 24 anos, era o comandante do Enola Gay, um bombardeiro B-29, e um dos 12 membros da equipa.

O avião largou a primeira bomba nuclear, apelidada “Little Boy“, (Pequeno Rapaz,) sobre Hiroshima às 08h45, a 6 de agosto de 1945, provocando a morte de 145 mil pessoas, a maioria da população da cidade, situada no sudoeste da Ilha Honshu, a maior do arquipélago japonês.

Foi a primeira vez que uma bomba atómica foi utilizada durante uma guerra. A segunda bomba, “Fat Man“, foi largada três dias mais tarde, a 9 de agosto, sobre Nagasaki, matando 70 mil pessoas.

“O avião deu um salto e fez um barulho de metal a dobrar” após a explosão, afirmou Van Kirk ao New York Times, na ocasião do 50º aniversário do bombardeamento. “Logo a seguir, virámo-nos para ver a nuvem que crescia sobre a cidade de Hiroshima”, disse.

“Toda a cidade estava coberta de fumo, poeira e sujidade. Parecia um caldeirão de alcatrão negro a ferver. Conseguíamos ver alguns incêndios na periferia da cidade”, contou Van Kirk. O navegador do Enola Gay relatou ter sentido um “sentimento de alívio”, pois tinha a convicção de que essa bomba iria pôr fim à segunda guerra mundial.

De facto, a 15 de agosto, o Japão rendeu-se.

Apesar da controvérsia sobre o bombardeamento que matou instantaneamente dezenas de milhares de civis e impôs sobre outros milhares as consequências da radiação, Van Kirk defendeu a operação num artigo na revista Time, em 2005.

“Não se tratava de voltar à base ou largar (a bomba) sobre a cidade, matando os habitantes”, escreveu van Kirk. “Tratava-se de destruir os objetivos militares na cidade de Hiroshima, o mais importante quartel-general do exército encarregue de defender o Japão em caso de invasão. Tinha que ser destruído”, sublinhou o aviador.

O funeral está previsto para 5 de agosto, na sua cidade natal de Northumberland, na Pensilvânia, no este dos EUA. As cerimónias serão realizadas na intimidade da família e amigos, segundo a cadeia televisiva CBS.

/Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Criminosos como esse que chegou aos 93 anos e sem qualquer sentimento de culpa por morte de milhares de inocentes, tem sempre o apoio da Europa e USA para os proteger,mesmo por genocidio… provavelmente tera um funeral cheio de gloria e lagrimas, este mundo e uma fantasia

  2. Nisto do “genocídio dos americanos” é muito complicado falar em “Hiroshima e Nagasaki” sem falar em “Pearl Harbour”.

    Para os mais esquecidos, recorde-se que os americanos estavam sossegados na sua base do pacífico, a tentar passar ao lado da II Guerra Mundial, quando no dia 7 de Dezembro de 1941, de surpresa e sem declaração de guerra, o Japão lançou um ataque por mar e ar sobre Pearl Harbour.

    Morreram 2400 pessoas nesse ataque.

    O que o Japão fez em Pearl Harbour foi um genocídio para começar uma guerra.

    O que os EUA fizeram em Hiroshima foi um genocídio que acabou com essa guerra.

    O resto, é contabilidade.

    No que me diz respeito, como português, agradeço aos japoneses o seu ataquezinho rasteiro, que obrigou os EUA a acordar para a guerra e vir cá à Europa salvar-nos dos alemães.

    Sim, porque se os EUA não tivessem, repito, vindo cá salvar-nos dos nazis, a Angela hoje seria a nossa presidente.

    E o resto é reescrever a história.

  3. Sim os japonezes atacaram pearl habor,mas foi numa situacao delicada parecida acho com que a russia ta passa.mas nao se arrepender do resultado dessa bomba,ele tem consciencia dos civis mulheres e criancas que matou,e ainda nenhum pingo de arrependimento?ah se deus existir ele nao entrara no ceu concerteza

  4. Na minha opinião, não existem genocídios bons e genocídios maus. Todos eles são maus, venham de onde vierem, especialmente quando envolvem civis inocentes. Sendo assim, tanto lamento Hiroshima e Nagasaki, como lamento Pearl Harborour. Estes trágicos acontecimentos não podem ser analisados apenas do ponto de vista ideológico. Um criminoso é sempre um criminoso.
    Para terminar quero apenas aqui deixar dois exemplos significativos: Augusto Pinochet, em 20 anos de ditadura, mandou matar cerca de 3.000 chilenos, obviamente é um criminoso. Agostinho Neto em apenas 3 meses, mandou matar de forma atroz cerca de 70.000 angolanos (números que podem ser superiores), na chamada revolta de Nito Alves. Porém, Agostinho Neto é uma grande poeta, humanista, Libertador, fundador da Pátria Angolana. A história escreve-se assim, de acordo com os posicionamentos ideológicos e com a conivência de interesses que ultrapassam o nosso entendimento.

RESPONDER

Reduzir poluição do ar pode evitar mais de 50 mil mortes anuais

Reduzir a poluição do ar para os níveis recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) poderia evitar mais de 50 mil mortes por ano, segundo um estudo publicado esta quarta-feira, que recomenda uma ação rápida. A …

Cunhado do rei de Espanha passa a regime de semiliberdade

A justiça espanhola concedeu esta quarta-feira o regime de semiliberdade ao cunhado do rei de Espanha, Inaki Urdangarin, que cumpre uma pena de prisão pelo seu envolvimento no caso de corrupção Nóos. Na prisão desde 18 …

"A Constituição não é uma vaca sagrada". Albuquerque reitera que as Presidenciais deviam ter sido adiadas

O chefe do Governo da Madeira, Miguel Albuquerque, reafirmou que as eleições presidenciais deviam ter sido adiadas, face ao estado de emergência no país. "A Constituição tem de ser instrumental, tem de estar ao serviço da …

Rio pede a António Costa para encerrar escolas já na quinta-feira

O presidente do PSD, Rui Rio, pediu esta quarta-feira ao primeiro-ministro, António Costa, que encerre as escolas, já a partir desta quinta-feira, como forma de conter a epidemia de covid-19. “Faço-lhe um apelo público para que …

PGR alega papel clarificador e transparente de diretiva sobre poderes hierárquicos no MP

A Procuradora-geral da República (PGR) garantiu esta terça-feira no parlamento que a recente diretiva sobre subordinação hierárquica teve unicamente um "propósito clarificador e de transparência" sobre aquilo que já era o relacionamento entre os escalões …

"A democracia prevaleceu". Joe Biden apela à união na tomada de posse como 46º Presidente dos Estados Unidos

O democrata Joe Biden tomou esta quarta-feira posse como 46.º Presidente dos Estados Unidos, após ter feito o juramento de funções perante o presidente do Supremo Tribunal, John Roberts, nas escadas do Capitólio, em Washington. Joe …

Presidente da Suíça no topo dos salários. Marcelo no fim da lista

Uma lista elaborada com dados da IG - consultora britânica de mercados financeiros - revelou que quanto mais rico o país, em regra, mais alto é o ordenado do chefe de Estado, com o Presidente …

Novo estudo reitera eficácia da vacina da Pfizer contra variante britânica do coronavírus

Um novo estudo da empresa alemã BioNTech sugere que a vacina desenvolvida por esta e pela farmacêutica norte-americana Pfizer contra a covid-19 é também eficaz na variante do coronavírus que surgiu no Reino Unido. O estudo, …

Governo reúne-se com especialistas ainda esta quarta-feira

O Governo vai reunir-se ainda nesta quarta-feira com epidemiologistas. A informação foi inicialmente avançada pela TSF, sendo posteriormente confirmada pelo primeiro-ministro, António Costa, em Bruxelas. O encontro será presidido pela ministra da Saúde, Marta Temido, …

Charles Michel propõe "pacto fundador" para tornar Europa e EUA "mais fortes"

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, propôs esta quarta-feira ao novo Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a criação de um “pacto fundador” para tornar a Europa e a América “mais fortes”. “No primeiro dia …