/

Morreu o ex-ditador do Panamá Manuel Noriega

4

EPA/STF

-

O antigo general morreu esta terça-feira, 30 de maio, aos 83 anos. Noriega, que chegou ao poder nos anos 80 com a ajuda dos Estados Unidos, estava hospitalizado desde março, depois de ter feito uma cirurgia a um tumor cerebral, segundo as informações da Lusa.

Juan Carlos Varela, presidente do Panamá, disse que a morte do antigo ditador “encerra um capítulo da história” do Panamá, e que a família de Noriega merece um enterro em paz.

A ligação de Manuel Noriega aos Estados Unidos já vinha dos anos 50. Na altura, o futuro general estudava numa academia militar, no Peru, quando terá sido recrutado como informador da CIA. Enquanto colaborava com os norte-americanos, começou a desempenhar um papel cada vez mais repressivo a nível interno no seu país.

Quando o líder militar panamiano, Omar Torrijos, morreu em 1981, devido a um acidente de avião que nunca foi explicado, o caminho ficou mais aberto para Noriega. Quatro anos depois, em 1985, um dos principais rostos da oposição foi encontrado morto, o que aumentou ainda mais as desconfianças dos Estados Unidos em relação a Noriega.

Essas dúvidas terminaram com a operação “Causa Justa“, realizada em dezembro de 1989, quando o então presidente norte-americano George Bush deu ordem para invadir o Panamá com o objetivo de depor o ditador, que esteve no poder desde 1983 a 1989.

Noriega refugiou-se assim na missão diplomática do Vaticano, mas acabou por se render no dia 3 de janeiro de 1990, altura em que se seguiram várias condenações na justiça. Nos Estados Unidos e em França, foi acusado por tráfico de droga e lavagem de dinheiro, e no Panamá por assassinato, corrupção e desvio de dinheiro.

Em 2015, 25 anos após a queda no poder, Manuel Noriega apareceu na televisão e, em poucas palavras, pediu publicamente desculpa. Esse ato de contrição foi pensado com a família para colocar um fim ao ciclo militar, segundo o ditador. Noriega chegou ainda a salientar que, em alguns casos, foi condenado sem qualquer interrogatório.

  ZAP // Move

4 Comments

  1. Não quero ser picuinhas, mas duas coisas.

    1990 faz parte da década de 80 (muitas pessoas cometem este erro, mas se DC começou no ano um, fez uma década no ano 10 e a década seguinte começou no ano 11 e por ai adiante)

    E como pode alguém, em 2015 ter 77 anos e morrer em 2017 com 83 anos?

    Atenciosamente,

    BM

  2. o que se tira de lição é que morre um tirano mas outro estará à espreita na esquina mais proxima

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.