Morales quer intervenção do Papa na supervisão de eleições na Bolívia

agenciaandes_ec / Flickr

Evo Morales, antigo presidente da Bolívia

Evo Morales pediu esta quarta-feira que o papa Francisco que “organize uma missão eleitoral” para, em conjunto com “organismos e instituições da Europa”, supervisionar as eleições no país anunciadas pelo Governo interino ainda sem data.

O antigo Presidente da Bolívia não adiantou que instituições deveriam também integrar a missão de supervisão eleitoral, mas sublinhou que “devem ser notáveis” e “fazer cumprir todas as regras”. “Tenho muito respeito, muita admiração” pelo papa Francisco, explicou Evo Morales, acrescentando considerar que este “continua a ser o papa dos pobres”.

Morales foi nomeado líder da campanha do seu partido, o Movimento pelo Socialismo (MAS), tarefa que desempenhará a partir da Argentina, onde chegou há uma semana depois de ter estado um mês refugiado no México, na sequência da imposição dos militares para que deixasse o cargo de Presidente.

Como possíveis candidatos do partido às eleições, Evo Morales nomeou Luis Arce e Andrónico Rodríguez, reiterando várias vezes nas últimas semanas não ser candidato, mas sublinhando que o MAS continua a ser o primeiro partido nas intenções de voto.

Mesmo sem candidato à presidência, continuamos em primeiro lugar, apesar de termos caído. Costumamos ter entre 40 e 42% [de intenções de voto], agora estamos com 25%, mas os outros estão com menos de 20%, [portanto] com mais de 10 pontos de diferença (valor necessário para vencer as eleições à primeira volta, de acordo com as regras bolivianas”, concluiu.

Evo Morales foi forçado pela polícia e pelo exército a renunciar em 10 de novembro, após três semanas de manifestações para protestar contra as fraudes nas eleições presidenciais denunciadas pela oposição e pela Organização dos Estados Americanos.

Morales tentava um quarto mandato consecutivo, depois de quase 14 anos no poder na Bolívia. O parlamento boliviano aprovou uma lei no final de novembro a convocar novas eleições presidenciais e legislativas, sem Evo Morales, que não poderá concorrer.

O ex-Presidente boliviano considerou que a proclamação da senadora Jeanine Añez como Presidente interina foi um “golpe de Estado“.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Não tenho o apoio de Assunção Cristas", diz João Almeida

O candidato à liderança do CDS-PP defende que o partido deve, no imediato, fortalecer-se e depois participar numa "plataforma à direita" de alternativa ao PS, com o PSD, mas sem o Chega. "A alternativa à governação …

Campanha internacional quer salvar leões subnutridos em parque no Sudão

Várias fotografias de leões subnutridos no zoo de Al-Qureshi, no Sudão, atraíram a atenção de milhares de pessoas, que tentam agora salvar os animais. O fotógrafo Ashraf Shazly encontrou cinco leões malnutridos, enjaulados e sem …

Joacine Katar Moreira defende mais direitos para deputados não inscritos em partidos

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, defendeu nesta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos, durante uma reunião do grupo de trabalho para racionalizar os votos objecto de …

Nova universidade internacional de Soros pretende combater populismo e alterações climáticas

O filantropo multimilionário George Soros vai investir mil milhões de dólares (cerca de 904 milhões de euros) numa universidade internacional que terá como foco a oposição a governos autoritários e às alterações climáticas. Segundo avançou o …

"O índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual a nós", diz Bolsonaro

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse, durante um vídeo em direto em que comentava a criação do Conselho da Amazónia, que "o índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual …

Jorge Brito Pereira deixa de ser advogado de Isabel dos Santos

O advogado anunciou, esta sexta-feira, que saiu da sociedade de advogados Uría Menéndez Proença de Carvalho, suspendeu a atividade profissional e, como consequência, vai cessar "o patrocínio jurídico" à empresária angolana. "Face às informações publicadas nos …

621 milhões de euros. Ministra reconhece que redução do défice no SNS ficou aquém

A ministra da Saúde reconheceu, esta sexta-feira, que a redução do défice do SNS em 2019 para 621 milhões ficou aquém do que estava previsto, sublinhando o aumento dos custos com pessoal. A ministra da Saúde, …

Governo prevê descontos nas portagens no interior

A ministra da Coesão Territorial disse esta sexta-feira que o novo modelo de desconto das portagens para o interior do país prevê descontos para quem vive, para quem trabalha e para quem visita no …

Excesso de higiene está a tornar a nossa saúde mais frágil, aponta estudo

Um grupo de investigação do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) divulgou recentemente um estudo sobre a perda de diversidade da flora intestinal - também denominada como microbiota - e as consequências desta diminuição na nossa …

Tiroteio na Alemanha faz pelo menos seis mortos e vários feridos

Pelo menos seis pessoas morreram e várias ficaram feridas num tiroteio, esta sexta-feira, na cidade alemã de Rot am See. Um tiroteio, cujo presumível autor foi detido, fez hoje seis mortos e dois feridos graves em …