Uma montanha de lixo na Índia está prestes a ficar mais alta que o Taj Mahal

A maior “montanha de lixo” da Índia está prestes a ser mais alta do que o Taj Mahal. O aterro sanitário de Ghazipur já ocupa mais de 40 campos de futebol no extremo leste de Nova Deli, considerada a capital mais poluída do mundo.

O grande depósito de lixo cresce 10 metros todos os anos. Já tem 65 metros de altura e será mais alto do que o Taj Mahal, de 73 metros, no ano que vem, de acordo com o relatório da AFP. Este marco é agora tão grande que o Supremo Tribunal da Índia avisou que terão de ser colocadas luzes vermelhas no topo para avisar as aeronaves.

Chitra Mukherjee, chefe do Chintan, um grupo de defesa do meio ambiente, disse que “tudo precisa de ser interrompido, já que o despejo contínuo poluiu severamente o ar e a água subterrânea”.

O depósito foi aberto em 1894 e atingiu a sua capacidade máxima em 2002, tendo vindo a crescer desde então. Com uma população em rápido crescimento e aumento do consumo, isto só deve continuar. As cidades indianas geram 62 milhões de toneladas de lixo por ano e as projeções atuais dizem que este número aumentará para 165 milhões até 2030.

Aves de rapina, cães vadios, ratos e mais de 1.000 catadores de material reciclável – muitos dos quais são crianças – vasculham as 2.000 toneladas de lixo que são atiradas para o aterro diariamente.

A vida no aterro de Ghazipur é extremamente perigosa. Incêndios que podem durar dias começam regularmente devido ao gás metano que é expelido do aterro. Em 2018, parte da montanha desabou, matando duas pessoas. As pessoas que vivem nas proximidades dizem que o ar é tão tóxico que mal conseguem respirar e muitos queixam-se de problemas respiratórios e de estômago.

Em janeiro, a poluição do ar em Deli subiu para níveis de emergência. O índice de qualidade do ar do Central Pollution Control Board, controlado pelo estado, descobriu que a concentração de partículas venenosas no ar era 12 vezes maior do que o nível recomendado pelos EUA.

Na verdade, a Índia tem um baixo consumo de plástico per capita de apenas 11 quilogramas em comparação com os países ocidentais, onde o consumo anual é cerca de 10 vezes mais, mas o descarte continua a ser um grande problema.

No início deste ano, a Índia proibiu a importação de resíduos plásticos numa tentativa de diminuir a distância entre a geração de resíduos e a capacidade de reciclagem. Também se comprometeu a eliminar completamente os plásticos descartáveis até 2022.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É continuar a crescer, crescer, crescer, até engolir o planeta.
    De cada vez que vou às compras passo-me: chego a casa e estou n tempo a retirar embalagens: alguém me explica para que serve o cartão à volta dos iogurtes? O chocolate precisa de uma folha de alumínio e outra de papel? As embalagens de pastilhas precisam de um invólucro de plástico (nos packs), um segundo invólucro da embalagem individual e uma caixa de cartão? Não basta a última? E tantos outros exemplos…
    Está mais do que na hora de combatermos o desperdício e de sermos tão racionais quanto possível

RESPONDER

Governo ignorou recomendação parlamentar na auditoria feita ao Novo Banco

Mário Centeno e António Costa ignoraram a recomendação aprovada em Parlamento na sua auditoria ao Novo Banco. Os socialistas defendem que seria inconstitucional avaliar o desempenho do Banco de Portugal. Uma proposta do PSD aprovada em …

Avarias param 9 das 20 novas ambulâncias do INEM

Só entraram em serviço em abril, mas as novas ambulâncias do INEM já estão a dar problemas. Dos 20 novos veículos, apenas 11 estão a circular normalmente. As sirenes e as luzes desligam-se em andamento e …

Máfias e milícias responsáveis por incêndios da Amazónia, conclui relatório

As queimadas associadas aos desmatamento da Amazónia resultam em grande parte da ação violenta de redes criminosas, conclui um relatório da Human Rights Watch. Divulgado esta terça-feira, um relatório da Human Rights Watch conclui que as …

Benfica lança-se à 'Champions' com Lage a admitir mexer no ataque

O Benfica estreia-se hoje diante dos alemães do Leipzig na edição 2019/20 da Liga dos Campeões de futebol, competição em que tentará ultrapassar os 'fracassos' das duas anteriores épocas, nas quais foi eliminado na fase …

Itália. Matteo Renzi abandona o Partido Democrata e anuncia formação de novo partido

O ex-primeiro-ministro italiano Matteo Renzi anunciou que vai deixar o Partido Democrata (PD), do qual era secretário-geral, para criar a sua própria formação, mas garantiu que o grupo continuará a apoiar o Governo de Giuseppe …

Tribunal Arbitral reduz suspensão de Neymar na Champions

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) reduziu a suspensão imposta pelo Comité de Disciplina da UEFA de três para dois jogos a Neymar. O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) decidiu esta terça-feira reduzir a suspensão imposta …

Jerónimo admite "um ou outro descontente" interno e ataca arrivismo do PAN

Jerónimo de Sousa admitiu haver militantes descontentes com a participação na denominada "geringonça", embora frisando que o sentimento geral é de satisfação, e atacou algumas posições do PAN, defendendo que "Os Verdes" são o verdadeiro …

Brexit. Juncker recorda a Johnson que cabe ao Reino Unido apresentar propostas

O presidente da Comissão Europeia recordou na segunda-feira ao primeiro-ministro britânico que cabe ao Reino Unido apresentar "soluções legalmente operacionais" e compatíveis com o Acordo de Saída, reiterando a disponibilidade europeia para apreciar se estas …

"Quem manda nas seleções são os agentes, para valorizar jogadores, interesses"

Carlitos relembra a altura em que foi chamado à seleção de sub-21 pela mão do empresário José Veiga. O antigo jogador do Benfica diz que "quem manda nas seleções são os agentes". Aos 37 anos, Carlitos …

Ataque às refinarias. Arábia Saudita e EUA apontam o dedo ao Irão

A Arábia Saudita e os Estados Unidos deixaram a entender que o Irão está por detrás do ataque de sábado que atingiu as principais instalações petrolíferas sauditas. O Governo de Teerão nega, apontando o dedo …