MNE chinês critica “politização” da epidemia por governos estrangeiros

Luong Thai Linh / EPA

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi

O ministro chinês dos Negócios Estrangeiros, Wang Yi, criticou esta sexta-feira políticos estrangeiros por “politizarem” a epidemia, ao pedirem responsabilidades à China e condenarem a gestão da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os comentários de Wang, difundidos pela agência noticiosa oficial Xinhua e citados pela agência Lusa, surgem depois de o Presidente norte-americano, Donald Trump, ter criticado repetidamente a China, por alegadamente ter encoberto o surto nos estágios iniciais, e suspendido os pagamentos à OMS, por considerar que a organização serviu os interesses chineses ao vincular informação incorreta.

Outros países, incluindo a Austrália, também pediram uma investigação independente sobre a origem da pandemia, levando a China a suspender a licença para exportação de grandes produtores de carne bovina australianos, numa aparente retaliação.

Sob a liderança do Presidente chinês, Xi Jinping, a China conseguiu, de acordo com o ministro, “controlar o surto, através de esforços árduos, e retomou gradualmente a vida económica e social, ao mesmo tempo que tomava medidas de prevenção e controlo”.

Wang foi citado durante uma conversa por telefone, na quinta-feira, com os ministros dos Negócios Estrangeiros da Hungria, Estónia e Bósnia e Herzegovina. A China “superou as suas próprias dificuldades, ofereceu apoio e assistência aos países relevantes, compartilhou experiências e tratamentos de prevenção e controlo sem reservas, e facilitou a compra de equipamento antiepidémico na China a vários países”, disse Wang.

As tentativas de politizar a pandemia e de difamar a OMS são “uma grave violação dos princípios morais internacionais e minam os esforços internacionais antiepidémicos”, acrescentou o responsável.

O número de casos de infeção pelo novo coronavírus que continuam ativos na China caiu, nas últimas 24 horas, abaixo dos 100 pela primeira vez desde janeiro passado, quando o país entrou em estado de alerta máximo para a doença.

A China diagnosticou, nas últimas 24 horas, quatro novos casos de contágio local pelo novo coronavírus, na província de Jilin, no nordeste do país, que faz fronteira com a Rússia e a Coreia do Norte.

A nível global, segundo um balanço da agência AFP, a pandemia já provocou mais de 300 mil mortos e infetou quase 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

A economia é a vítima colateral da estratégia singular da Suécia

A Suécia deixou nas mãos dos cidadãos a responsabilidade pela sua saúde e a abordagem relaxada do país em relação à pandemia de covid-19 trouxe resultados negativos. O Governo sueco não impôs um confinamento à população …

Polícia de Hong Kong detém 180 manifestantes. E elogia lei da segurança nacional

A polícia de Hong Kong elogiou a lei da segurança nacional chinesa, horas depois de ter detido pelo menos 180 manifestantes que protestaram, este domingo, contra a legislação anunciada por Pequim. O comissário da polícia, Tang Ping-keung, …

Pinto da Costa recandidata-se a "pensar nas dificuldades do presente"

Pinto da Costa admitiu, este domingo, no lançamento do site oficial da recandidatura à presidência do FC Porto, que vai a eleições "a pensar nas dificuldades tremendas do presente". No site oficial da sua candidatura, Pinto …

Abraços e apertos de mão. Bolsonaro junta-se a manifestação sem distanciamento social

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participou, este domingo, em mais uma manifestação sem respeitar as regras de distanciamento social. A manifestação decorrer na Praça dos Três Poderes, em Brasília. De acordo com o jornal Público, …

"Relativamente rápido". Centeno acredita que países europeus vão recuperar da crise até ao fim de 2022

O ministro das Finanças português e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, acredita que a União Europeia vai conseguir ultrapassar a crise económica provocada pela pandemia de covid-19 de forma "relativamente rápida". Em entrevista ao jornal alemão …

Florentino congelado e Jota (e mais dois) na porta de saída. Mercado já mexe na Luz

Apesar da pandemia, que paralisou quase todas as competições europeias e que deverá atrasar a janela de transferência no futebol, o mercado já mexe na Luz. A imprensa desportiva dá conta nesta segunda-feira que Florentino …

Cova da Piedade abandona direção da Liga e convida Proença a demitir-se

O Cova da Piedade juntou-se ao Benfica na decisão de abandonar a direção da Liga de clubes e convidou Pedro Proença a demitir-se da presidência do organismo. Em comunicado, o Cova da Piedade justifica a decisão …

Milhares foram a banhos este domingo. Só nas praias da Caparica estiveram mais de 180 mil pessoas

As elevadas temperaturas que se fizeram sentir neste domingo levaram milhares de portugueses à praias. Só na Costa da Caparica, no concelho de Almada, mais de 180 mil pessoas foram a banhos. Entre as 9 e …

"Há outras prioridades". Ana Gomes está a refletir sem "pressa" sobre eventual candidatura a Belém

No espaço de comentário da SIC Notícias, a ex-eurodeputada Ana Gomes disse que ainda está a "refletir" sobre uma eventual candidatura à Presidência da República. Ana Gomes ainda não tomou uma decisão sobre uma possível candidatura …

Há quatro distritos sem meios aéreos de combate a incêndios. PSD denuncia "grave violação do planeamento"

O PSD denuncia a falta de, pelo menos, oito helicópteros ligeiros e de todas as aeronaves de coordenação previstas no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais. Este domingo, o PSD questionou o Governo relativamente ao …