Mistério das sementes pode ser truque comercial (e prejudicar a Saúde Pública)

As sementes que estão a chegar a casa de pessoas que não as encomendaram podem não passar de uma estratégia comercial, sem qualquer intenção de bio-terrorismo. Contudo, estas sementes podem, mesmo assim, ser prejudiciais para a Saúde Pública e para o ambiente.

O alerta é lançado pela sub-directora da Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), Paula Carvalho, em declarações à Rádio Renascença.

O Ministério da Agricultura já avisou que quem receber estas sementes pelo correio não as deve semear, nem deitar para o lixo. O organismo apela a que lhe sejam enviadas.

Recebeu sementes que não encomendou? Não as semeie nem deite no lixo, pede o Governo

Paula Carvalho reforça aquela ideia, notando que as sementes podem trazer “uma praga, uma doença” ou “ter características invasoras” que possam “causar problemas ao nosso ambiente normal”.

A sub-directora da DGAV descarta a ideia de que resultem de “uma intenção de bio-terrorismo”, defendendo antes que “será apenas uma questão comercial”.

Em causa pode estar, segundo esta responsável, o chamado “‘brushing'”, com empresas de vendas online a tentarem “ludibriar o sistema no sentido de conseguirem aumentar a sua cotação, a sua alta classificação da satisfação dos clientes“.

“As empresas de venda online têm uma cotação, há uma avaliação dos seus clientes relativamente à satisfação das suas vendas. Isto implica um sistema, uma plataforma electrónica que gere essas votações”, analisa Paula Carvalho na Renascença.

Com o envio das sementes por correio, “estas empresas de comércio electrónico estão a tentar ludibriar esse sistema enviando elas próprias as encomendas sem serem solicitadas”, constata.

A aposta em sementes justifica-se pelo facto de serem um tipo de “material leve” que acarreta “custos de transporte reduzidos”, diz ainda a sub-directora da DGAV.

“Quem está a receber não fez nenhuma encomenda e recebe um pacote que geralmente tem uma embalagem que refere uma joia, um relógio, outra coisa. Ao abrirem, têm uns pacotinhos de sementes em pacotinhos pequeninos de plástico“, acrescenta Paula Carvalho.

A sub-directora da DGAV esclarece também que estão a chegar “sementes de várias espécies diferentes“, nomeadamente de citrinos e de ‘jacinto-de-água’ que “é uma espécie invasora que preocupa bastante”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Que haverá algum interesse por detrás disto, parece óbvio…
    Quanto as várias justificações apontadas, nenhuma me convenceu!
    Estou curioso…

    • São os Chineses, são os Chineses, são os chineses, são os Chineses, são os…
      Se for preciso eu vou para a China e de lá começo a mandar as sementinhas invasoras, (das mentes ocidentais)!

  2. FAlando das sementes que recebi em casa, são de um Citrino, provavelmente Laranjeira por causa do tamanho delas. Ou seja, não é uma invasora. Sendo eu botânico, fiquei curioso. TODAS as sementes foram colocadas dentro de uma solução de água com 5ml de lixivia por 45 min. Nenhum fungo sobrevive à lixivia.
    Plantei numa floreira que será mantida sob controle.

    EU acho que em vez de estarem a tornar isto em algo fantástico… apenas aconselhem as pessoas a mergulharem todas as sementes em lixivia pura por 24h… depois podem descartar… estarão todas mortas.

RESPONDER

Já é possível ouvir a Via Láctea. NASA transforma dados de corpos celestes em música

A NASA converteu dados de astronomia em sons, permitindo ouvir composições musicais derivadas da própria estrutura do Universo. Especialistas da NASA transformaram dados da Via Láctea em sons graças a um processo conhecido como sonificação. …

Federer acusado de manobrar a tabela ATP

Contas da associação de tenistas foram alteradas por causa do coronavírus. Roger Federer está no quinto lugar mas só disputou um torneio ao longo de 2020. Em ano anormal, contas anormais: a tabela oficial da Associação …

Astrónomo do Instituto SETI garante que vamos encontrar extraterrestres até 2036

Seth Shostak, astrónomo e astrofísico do Instituto SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) está convencido de que os humanos vão encontrar uma civilização extraterrestre inteligente até 2036. “O SETI duplica a velocidade aproximadamente a cada dois anos …

Mais leve e elegante. Assim é a nova e-bike que vai chegar às ruas da Europa

A startup Urban Cycles Oy, com sede em Helsínquia, demarcou uma espécie de lacuna no mercado europeu de bicicletas elétricas e por isso quis preenchê-la. O objetivo era produzir uma bicicleta elegante e mais leve. Um …

Incêndio reduz a maior ilha de areia do mundo a metade. É Património da Humanidade

Quase metade de Fraser, a maior ilha de areia do mundo, que se situa no nordeste da Austrália e foi classificada como Património da Humanidade pela UNESCO, foi destruída por um incêndio florestal. O incêndio queimou …

"Toca de bruxaria" permaneceu até agora numa casa do século XVI. Encontrados crânios de cavalo e veneno

Uma casa cheia de objetos ocultos foi recentemente alvo de grande interesse. O espaço estava localizado dentro de numa casa do século XVI no País de Gales, e encontrava-se repleto de objetos ocultos, incluindo crânios …

Em 1843, o primeiro cartão de Natal foi considerado "escandaloso" (agora vai ser leiloado pela Christie)

Um exemplar do primeiro cartão de Natal impresso comercialmente, em 1843, que retratava uma cena da era vitoriana que escandalizou a população, vai ser posto à venda esta sexta-feira e é considerado um item raríssimo. Este …

Marcelo quer alívio de restrições no Natal sem pôr em xeque janeiro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta sexta-feira esperar que a "possível exceção" no Natal ao quadro de restrições para conter a covid-19 "seja bem entendida e bem vivida" e não provoque …

Bill Gates diz que o mundo estará de volta à normalidade já na primavera de 2021

Bill Gates, que desde 2015 tinha vindo a lançar alguns alertas sobre uma possível pandemia, deixou agora uma mensagem de esperança ao dizer que acredita que os EUA irão voltar ao normal na primavera de …

Mais um passo na hegemonia. China constrói aldeia nos Himalaias, em zona também disputada pela Índia e pelo Butão

Novas imagens de satélite mostram que a China construiu uma aldeia nos Himalaias, ao longo de uma fronteira que também é disputada pela Índia e pelo Butão, e que foi palco de um impasse agressivo …