Missão cumprida: 12 crianças e o treinador a salvo

Royal Thai Army Handout / EPA

As 12 crianças que ficaram presas numa gruta na Tailândia

O resgate das 12 crianças presas numa caverna na Tailândia foi bem sucedido, tendo todas as crianças e o seu treinador sido retiradas em apenas 3 dias. A missão, que poderia ter levado meses, terminou de forma muito mais rápida do que era prevista.

A última fase de salvamento da equipa de futebol dos Wil Boars foi retomada esta terça-feira. Os média presentes no local já relataram que todos os 13 rapazes saíram da gruta, tendo sido imediatamente direcionados para o hospital.

A Marinha Tailandesa escreveu esta segunda-feira, no Facebook, que a equipa de futebol vai reunir-se ainda hoje. Anunciado, pouco depois, que o resgate tinha sido completado com sucesso.

Inicialmente, as autoridades locais pensaram manter o grupo dentro da caverna até o fim do período das fortes chuvas que têm atingido a região. No entanto, a estação mais chuvosa do país está apenas e começar e, a possibilidade de a caverna inundar, levou as equipas dos mergulhares a começar de imediato a operação de salvamento.

A diminuição da chuva e dos níveis de água permitiram que as operações pudessem ser adiantadas. “Não há dia em que estejamos mais preparados do que hoje”, disse Narongsak Osottanakorn, chefe das operações no primeiro dia do resgate.

Na segunda-feira, os mergulhadores conseguiram retirar mais 4 crianças da caverna, depois dos primeiros rapazes terem saído no domingo.

O treinador Ekapol Chanthawong, de 25 anos, foi o último a ser retirado. O treinador “Ake”, como era conhecido, foi monge budista por uma década e, durante o tempo em que estiveram presos, ensinou a crianças a meditar, ajudando-as a manter-se calmas e a preservar energia.

Quando a equipa de mergulhadores britânica encontrou os jovens, estes estariam a meditar, num exercício que tem ajudado a acalmar as crianças desde 23 de junho, quando foram surpreendidas pela inundação parcial do complexo subterrâneo montanhoso Doi Nang Non, na Tailândia.

“Mini-submarino” de Musk “não é prático”

O multimilionário norte-americano Elon Musk entregou nesta segunda-feira à Marinha os “mini-submarinos” que tinha prometido, caso o plano inicial não funcionasse. Através do Twitter, o dono da Tesla, disse que as cápsulas criadas já estavam disponíveis, caso fosse necessário. Acrescentando: “A Tailândia é tão bonita”.

De acordo com Michael Safi, correspondente do “The Guardian” na Ásia, o chefe de operações no terreno reconheceu que a “tecnologia é boa”, mas “não é prática para esta missão”. Apesar das suas potencialidades, as cápsulas só permitem transportar uma pessoas de cada vez. Além disso, e tendo em conta o seu tamanho, o treinador Ake não poderia ser transportado nestes “mini-submarinos”.

Identidade das crianças não foi revelada

Desde o começo da operação de resgate, não foi divulgada a identidade das crianças que iam sendo resgatas. Nem mesmo os pais sabiam quais os jovens que já tinham sido resgatados ou que faltavam resgatar.

Só nesta terça-feira é que as primeiras crianças – já resgatadas no domingo – puderam ver os seus pais, à distância através de uma janela de vidro do hospital onde se encontram a recuperar.

O informação foi sempre cuidadosamente difundida. A BBC aponta as razões principais para a conduta cautelosa que foi constante durante o resgate.

Durante o resgate, os pais da crianças estavam todos juntos num acampamento junto à caverna. A identidade das crianças não foi sendo revelada à medida do resgate, porque as autoridades queriam evitar que, enquanto alguns pais celebrassem a alegria de ver os seus filhos a salvo, outros vivessem na angústia minuto a minuto à espera que os restantes fossem salvos.

Por outro lado, as autoridades também quiseram estabelecer um “cordão sanitário” para evitar a fuga de informações que pudessem prejudicar o resgate ou as próprias famílias, conta a BBC. O acesso a telemóveis, por exemplo, estava restrito apenas a alguns membros das equipas de resgate, sendo as informações partilhadas apenas com um grupo pequeno de pessoas.

No domingo, Narongsak Osottanakorn criticou a atuação de alguns média que intercetaram escutas nas comunicações da polícia via rádio e que usaram drones para captar imagens de áreas restritas. Os pais das crianças seguem as indicações das autoridades tailandesas, mantendo-se reservados.

O cultura tailandesa é ainda conhecida pela modéstia e respeito. Assim, os pais das crianças valorizam os trabalhos que foram sendo feitos, respeitando a mobilização dos mergulhadores de forma a não comprometer as operações.

A BBC cita ainda um ditado tailandês que diz: “Evitarás ofender quem te ajuda, pedindo mais do que este te dá”.

ZAP // Lusa / BBC

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • Espeleologia existe em todo o lado. É normal… Mas a Tailândia como todos os países do Sudeste Asiático é meteorologicamente imprevisível e extrema, nesta altura das monções.

  1. O meu chapéu tirado ao Celta pelo comentário! É incrível a morbidez e o egoismo das pessoas. Repare-se que quando uma notícia é má, os comentários são às dezenas. Se for má e sobre política, ui!!.. Isso então é o diabo! As pessoas até espumam a insultar-se umas às outras de tão acalorados e apaixonados que são os comentários!

    Conseguem-se salvar as crianças todas que estvam condenadas a morrer uma morte lenta dentro de uma gruta escura fria e húmida… E as reacções aqui são zero! A malta lê isto e reage “ah sim? Olha que bom. Caguei… Onde é que está a próxima má notícia”. E depois admiram-se que os jornais só deem más notícias… Pudera! eles têm de ter audiências! Senão os anunciantes…

RESPONDER

Comprar móveis mata relacionamentos

Os números não mentem e está comprovado: comprar móveis com a sua cara-metade é a arma fatal do seu relacionamento. A marca online de móveis Article conduziu recentemente uma pesquisa com cerca de 2.000 norte-americanos, em …

Marisa Matias critica Centeno por “encabeçar ameaças” a Itália

A eurodeputada Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, disse a Mário Centeno, num debate no Parlamento Europeu, que é “desconcertante” vê-lo, enquanto presidente do Eurogrupo, a “encabeçar as ameaças” a Itália, questionando-o se não "há …

Moscovici quer voltar a "tweeetar" com Costa (mas deixa avisos)

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, diz que ficará "encantado" se o primeiro-ministro e seu "bom amigo" António Costa tiver o prazer de voltar a "tweetar". Isto para sublinhar que espera que Portugal …

Não há acordo. Greve dos enfermeiros começa quinta-feira e só acaba no fim do ano

Os enfermeiros mantêm a greve que começa na quinta-feira nos blocos operatórios de cinco hospitais, por falta de acordo com o Governo sobre a estrutura da carreira. A informação foi prestada à Lusa pelos presidentes da …

Próximas eleições portuguesas podem ser marcadas por fake news

A difusão de notícias falsas durante as eleições brasileiras atingiu níveis sem precedentes e o fenómeno chegou também a Portugal, onde se pode estar a preparar uma ação semelhante para as próximas eleições nacionais, alertou …

Proposta de Orçamento mostra um "profundo desconhecimento" do país

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, considerou esta terça-feira que a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) mostra um "profundo desconhecimento" e está de "costas voltadas" para o país. "É um Orçamento que mostra …

Caso Khashoggi: Trump mantém-se ao lado da Arábia Saudita

Donald Trump emitiu um comunicado em que se pronunciou sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, revelando que embora condene veemente o crime, a relação dos Estados Unidos é com Reino da Arábia Saudita, "parceiros …

Visita de João Lourenço pode deixar “irritante” entre Portugal e Angola para trás

A primeira viagem de Estado de João Lourenço a Portugal é uma demonstração de que Portugal e Angola "pretendem enterrar o irritante e avançar com os temas da cooperação direta", avança Jornal de Angola. No editorial …

Documento de 2014 previu colapso e aconselhava encerramento da estrada de Borba

Há novos dados que apontam que a tragédia da estrada de Borba, que desmoronou, provocando a morte de 2 pessoas e mais 3 desaparecidas, poderia ter sido evitada. Um memorando de 2014 já previa a …

Noiva adolescente leiloada no Facebook. Rede social só reparou depois do casamento

Uma jovem de 16 anos do Sudão do Sul foi leiloada para casamento no Facebook. Quando a rede social reparou, a jovem já tinha sido comprada e estava casada. De acordo com a organização pelos Direitos …