Ministério “vingou-se dos docentes” que não fizeram prova de avaliação

Mário Fernandes / Flickr

Mário Nogueira, da FENPROF, numa manifestação de professores

Mário Nogueira, dirigente da FENPROF, numa manifestação de professores

As listas de colocações de professores divulgadas esta terça-feira representam para a Fenprof “um ato de vingança” do Ministério da Educação para com os contratados que não fizeram a prova de avaliação, ao excluírem quase oito mil docentes nestas condições.

Para Mário Nogueira, a exclusão de perto de oito mil docentes, segundo contas da federação sindical, “é uma vingança, um castigo” do ministério para “os professores que desobedeceram não fazendo a prova”.

A aprovação na PACC é condição fundamental para que todos os docentes contratados com menos de cinco anos de serviço possam concorrer a um lugar nas escolas.

A Fenprof manifestou-se disponível para apoiar juridicamente todos os docentes contratados excluídos por não terem feito a PACC e que pretendam avançar para tribunal para impugnar as listas e as colocações.

Ainda de acordo com as contas da Fenprof, o saldo entre aposentações e rescisões e entradas nas escolas aponta para uma “destruição de mais de 5 mil postos de trabalho para professores” este ano letivo nos estabelecimentos escolares, e defendeu que os milhares hoje colocados não podem ser considerados “um número residual” tendo em conta a proximidade da abertura do ano letivo, que acontece dentro de dois dias, a 11 de setembro.

Quase 6.750 professores colocados, horários-zero caíram para metade

De acordo com os dados divulgados hoje pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC), dos “4.405 docentes dos quadros opositores à mobilidade interna, foram colocados 3.488”, ou seja, quase 3.500 professores que não tinham horários atribuídos nas escolas ou agrupamentos a que pertencem conseguiram colocação noutra escola para lecionar.

“Caiu assim para menos de metade (917) o número de docentes que estão transitoriamente sem componente letiva, em relação ao número equivalente no ano passado”, refere o MEC, em comunicado.

No total, foram hoje colocados nas escolas 6.744 docentes, dos quais 3.488 são dos quadros e 3.256 são contratados.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Guerrinha de chacha esta treta, façam as provas de avaliação e não piem, se os alunos tb fazem provas extra curriculares, os professores que o façam também, muitos não as sabem têm o rabinho apertado.

  2. As avaliações deveriam ser periódicas, bem como a actualização e renovação de conhecimentos, e das aptidões minimas, não só para professores e certas profissões onde mais se fazem sentir a sua necessidade, mas para todos de um modo geral.
    Não faz sentido nenhum titulos vitalicios de competencias que podem não existir ou estarem desatualizadas, pelas mais diversas razões além das fraudulentas.
    Uma sociedade que não cultivar a flexibilidade, a daptação, a eficiencia e o desempenho de excelencia numa época de grande concorrencia e desenvolvimentos acelerados estará certamente definhando e correndo o risco de extinção.

  3. É preciso ter lata

    Sempre foram uns previligiados e agora fizeram a birrinha de não serem avalaiados, como se de deuses se tratassem. e agora a culpa é dos outros que os andam perseguir.
    Haja decoro.
    Mal comparado faz-me lembrar quando membros indesejados de certas etnias são punidos, e somos logo apelidados de racistas

    • Quando diz privilegiados refere-se aos longos dias de férias a fazer matrículas, constituir turmas, rever termos, fazer o lançamento do ano letivo, atender encarregados de educação fora de horas de expediente, corrigir provas aos fins-de-semana, apanhar dos encarregados de educação, morar no Minho e trabalhar no Algarve, esperar 25 anos para entrar nos quadros….

RESPONDER

Governante sugere "chazinhos e bolos" para acabar com agressões nas salas de espera dos hospitais

"Salas de espera com bom aspecto, com televisão, revistas" e com "chazinhos e bolos" podem ajudar a reduzir o "clima de tensão" que se vive em alguns hospitais, contribuindo para acabar com as agressões a …

Detidos cinco suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano em Bragança

A Polícia Judiciária anunciou, esta sexta-feira, que foram detidos cinco homens, suspeitos de estarem envolvidos na morte do estudante cabo-verdiano, em Bragança. A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, em comunicado, que procedeu, esta quinta-feira, a "buscas domiciliárias, …

Cláudio Monteiro renuncia a cargo de juiz do Tribunal Constitucional

O juiz renunciou ao mandato do Tribunal Constitucional por ter sido, entretanto, nomeado Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal. O juiz Cláudio Monteiro renunciou, esta quinta-feira, ao mandato de juiz do Tribunal Constitucional (TC), de acordo com …

Proposta do BE sobre IVA da energia vai ser rejeitada pelo Governo, revela PS

Uma proposta do Bloco de Esquerda (BE) para reduzir o IVA sobre a eletricidade e o gás natural, sem impacto no Orçamento de Estado para 2020, vai ser rejeitada pelo Governo, por não corresponder à sua …

Petição quer enfermeiros como profissão de desgaste rápido e subsídio de risco. 2.500 já assinaram

Mais de 2.500 pessoas já assinaram uma petição online que defende a atribuição do estatuto de profissão de desgaste rápido aos enfermeiros, bem como a atribuição de um subsídio de risco. No texto, os promotores defendem …

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma depois de uma vida de trabalho. Os custos de vida, o clima e as pessoas são alguns dos motivos que levam os pensionistas …

Berardo apresenta recurso contra arresto de imóveis de luxo

Joe Berardo apresentou um recurso contra o arresto a dois imóveis de luxo em Lisboa. As propriedades foram arrestadas pela Caixa Geral de Depósitos por dívidas superiores a 300 milhões. O empresário madeirense Joe Berardo interpôs …

Para além de autocarros, Cascais quer comboios gratuitos dentro do município

Desde 1 de janeiro de 2020, Cascais tornou-se no primeiro concelho do país a ter transportes públicos rodoviários gratuitos. Agora, quer alargar a iniciativa aos comboios. "Estamos a abrir um novo paradigma, que encara a mobilidade …

Governo convoca sindicatos para negociar aumentos acima dos 0,3%

O Governo convocou as estruturas sindicais da administração pública para voltar a negociar a proposta dos aumentos salariais de 0,3% para este ano. De acordo com a agência Lusa, o Governo convocou as estruturas sindicais da administração …

Governo prepara injeção final de 1400 milhões no Novo Banco

Desde a venda, em outubro de 2017, o Estado já injetou 1,9 mil milhões de euros no Novo Banco. Agora, o Fundo de Resolução estuda injetar mais 1,4 mil milhões. O Fundo de Resolução e o …