Ministério da Saúde indiano sem dados sobre médicos que morreram de covid-19. Associação fala em 382 óbitos

Alejandro Garcia / EPA

Depois de o Ministério da Saúde indiano ter afirmado esta semana que o não dispõe dos dados sobre os profissionais de saúde que morreram devido à covid-19, a Associação Médica do país publicou uma lista de 382 médicos que vitimados pela doença, exigindo que sejam tratados como “mártires”.

Segundo noticiou esta terça-feira o Huffpost, quando questionado sobre o número de profissionais de saúde que morreram de covid-19, o ministro da Saúde Ashwini Kumar Choubey disse que este tema é um assunto de Estado e que essa informação não é mantida a nível central pelo Ministério da Saúde e Bem-Estar da Família.

“No entanto, o banco de dados dos que buscam ajuda sob o ‘Pacote de Seguros Pradhan Mantri Garib Kalyan’ é mantido a nível nacional”, indicou, acrescentando que familiares de 155 profissionais de saúde recorreram a essa ajuda. O pacote em causa cobre custos relacionados com a morte de profissionais de saúde relacionados à covid-19.

A Associação Médica indiana (IMA) classificou a declaração de Choubey como uma “abdicação do dever e abandono dos heróis nacionais que se levantaram pelo nosso povo”. Dados da associação, de 16 de setembro, mostram que 2.238 médicos foram infetados com a doença e 382 morreram.

“Fingir que esta informação não merece a atenção da nação é abominável”, frisou a IMA, sublinhando que “se o governo não mantiver as estatísticas do número total de médicos e profissionais de saúde infetados pela covid-19 e as estatísticas de quantos sacrificaram as suas vidas devido à pandemia, perde a autoridade moral para administrar a Lei de Epidemia de 1897 e a Lei de Gestão de Desastres”.

Esta situação, continuou a associação, “expõe a hipocrisia” de chamar os profissionais da saúde de guerreiros por um lado e negar-lhes, bem como às suas famílias, o estatuto e os benefícios de mártires.

Esta reação por parte da IMA surgiu depois que o governo de Narendra Modi ter referido no Parlamento que não tinha registo do número de migrantes que morreram ou ficaram feridos durante a fase de contenção.

Líderes da oposição criticaram o executivo, com deputado Shashi Tharoor a apelar no Twitter que as famílias dos médicos devem ser compensadas e um fundo nacional deve ser criado, indagando ainda o governo sobre a falta de dados.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Suécia 1-0 Eslováquia | Isak carrega nórdicos às costas

A Suécia deu hoje um passo de ‘gigante’ rumo aos oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Eslováquia por 1-0, em encontro da segunda jornada do Grupo E, disputado em São Petersburgo. Depois …

Ex-CEO da Groundforce admite hipótese de comprar a empresa

O ex-CEO da Groundforce, afastado do cargo em abril por "violação grave dos deveres de lealdade", não exclui a hipótese de vir a comprar a empresa de handling. Em declarações ao jornal online ECO, Paulo Neto …

Viatura onde seguia Eduardo Cabrita atropela uma pessoa na A6

Esta sexta-feira, um homem morreu após ter sido atropelado pelo automóvel em que seguia o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, num acidente na autoestrada A6. Numa nota enviada às redações, o Ministério da Administração Interna …

Portugal com mais 1.298 casos e quatro mortes

Esta sexta-feira, Portugal registou 1.298 novos casos e quatro mortes na sequência da infeção por covid-19. Segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), foram registados, nas últimas 24 horas, mais 1.298 casos e …

Parlamento aprova prorrogação das moratórias bancárias até final do ano

O alargamento aplica-se aos "particulares e para as empresas que desenvolvem a sua atividade em setores especialmente afetados pela pandemia de covid-19". O Parlamento aprovou, esta sexta-feira ,a prorrogação e alargamento das moratórias bancárias, que terminavam …

Tribunal belga obriga AstraZeneca a entregar 50 mihões de doses de vacina à UE

A AstraZeneca vai ter que entregar 50 milhões de doses da vacina para a covid-19 à União Europeia. A entrega deve ser efetuada até 27 de setembro. A justiça belga ordenou, esta sexta-feira, à farmacêutica …

"Dois terços dos problemas estão na Área Metropolitana de Lisboa", justifica Costa

O primeiro-ministro, António Costa, justificou esta sexta-feira a necessidade de tomar medidas localizadas em Lisboa para evitar que o agravamento da situação epidemiológica se alastre.  Em Bruges, na Bélgica, à margem da sessão de encerramento do …

CDS critica “enorme infelicidade” do Presidente e "comunicação desastrosa" do Governo

O CDS-PP criticou hoje as declarações do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, quando disse que no que depender dele não haverá "volta atrás" no desconfinamento, considerando-as de “uma enorme infelicidade”, lamentando também a …

Astronautas entraram pela primeira vez na nova estação espacial chinesa

Três astronautas chineses começaram, esta sexta-feira, a fazer da nova estação espacial da China o seu lar, um dia depois de ali terem chegado, num lançamento bem-sucedido, que marcou um novo avanço no ambicioso programa …

Homicida de Bruno Candé tinha plena consciência dos seus atos. MP quer 22 anos de prisão

Evaristo Marinho, o homicida de Bruno Candé, tinha plena consciência dos seus atos quando cometeu o crime, lê-se no relatório do Instituto Nacional de Medicina Legal. O Ministério Público quer 22 anos de prisão. O Ministério …