Milo, o “comunicador de ação” que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, ou colocá-lo em risco enquanto pratica desportos aquáticos.

Embora seja possível transportar um walkie-talkie durante um passeio pela floresta com os amigos, este aparelho pode apresentar alguns constrangimentos. É necessário pressionar para pode falar, e só pode interagir uma pessoa de cada vez, já para não falar dos ruídos do vento que podem incomodar qualquer conversa.

Agora, com o comunicador Milo estes problemas podem finalmente ser resolvidos, pois o pequeno aparelho foi feito para ajudar os amantes de aventura a manterem contacto à distancia, diz o New Atlas.

O “comunicador de ação” facilita conversas entre amigos enquanto um grupo pratica exercícios à distancia. Esta conexão pode ser feita sem estar ligado a um smartphone, opera sem Wi-Fi ou rede móvel, e pode ser usado com mãos livres.

“A ideia do Milo surgiu quando eu estava a fazer esqui com os meus filhos, que são muito melhores do que eu e muitas vezes me passam a perna, chegando primeiro ao topo da colina”, referiu Peter Celinski, fundador e CEO da Loose Cannon Systems, que está a desenvolver o Milo.

Celinski explicou que estava cansado de gritar para eles irem mais devagar. “Tentava comunicar através do meu telefone ou de um walkie-talkie, mas para além de ficar com as mãos geladas, raramente respondiam. Então pensei que que tinha que haver uma maneira melhor de conseguirmos comunicar”, e assim surgiu a ideia o Milo.

O Milo foi pensado para trabalhar com redes sem fios e é permite a comunicação de voz em grupo através de várias vias. O alcance máximo entre dois dispositivos é de mais de 600 metros, mas à medida que o grupo se divide, a rede pode estender-se por mais de 1,6 km.

Configurar uma rede de grupo é tão simples quanto aproximar um Milo do outro, apertar um botão e esperar que este emita um som de confirmação. Em seguida, as conversas são criptografadas para garantir que ninguém de fora do grupo possa bisbilhotar. A configuração também tem capacidade para notificar o grupo caso alguém saia do alcance.

O dispositivo pesa apenas 72 gramas e pode ser preso no bolso de um casaco, alça de mochila, braçadeira, ou instalado num capacete com uma base magnética. O aparelho foi construído para momentos de grande ação, por isso conta com impermeabilização, o que significa que pode ser submerso até 1 metro de profundidade durante pelo menos 30 minutos, tal como também sobrevive a uma queda de 2 metros.

O Milo tem seis microfones de alto desempenho e a sua tecnologia de processamento de áudio ajuda a garantir a qualidade das comunicações num volume natural de conversação, suprimindo o vento e outros ruídos do ambiente. A saída de áudio é feita através de um altifalante e amplificador personalizados.

O preço do aparelho começa nos 169 dólares (cerca de 143 euros) na compra de uma unidade, sendo que na compra de quatro pode conseguir um valor de 549 dólares (perto de 467 euros). Se tudo correr como planeado, a empresa vai colocar o produto à venda já em dezembro.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Há exceções a mais". Marques Mendes defende que Governo deve reavaliar medidas de confinamento

No seu habitual espaço de comentário na SIC, no domingo à noite, Luís Marques Mendes falou sobre as novas medidas de confinanento e das eleições presidenciais. Depois de uma semana a bater recordes em números de …

O cenário "é de guerra" e o medo é de a perder. Temido admite que "estamos muito próximos do limite"

Após uma visita ao Hospital Garcia de Orta, que alertava no sábado para um "cenário de pré-catástrofe", Marta Temido admitiu que o Serviço Nacional de Saúde, os operadores sociais e privados estão em "extremo sobreesforço". Marta …

Discutir sobre temas controversos requer mais atividade cerebral do que concordar

Uma nova investigação da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, confirmou aquilo que o senso comum já vaticinava: discutir sobre temas controversos requer muito mais atividade cerebral do que simplesmente concordar. De acordo com a nova …

Estado de emergência vai manter-se até março. Marcelo admite confinar mais o país

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve este domingo no Hospital Santa Maria, em Lisboa, onde admitiu confinar mais o país devido à pressão nos hospitais. Em declarações aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa, …

"São dores de crescimento". CNE admite problemas no voto antecipado, mas promete solução no futuro

Domingo foi dia de voto antecipado para 246.880 eleitores, um número recorde desde que esta modalidade foi introduzida no país. As longas filas e alguns ajuntamentos, numa altura em que o país vive um novo …

Costa convoca Conselho de Ministros extraordinário. Café ao postigo em risco (e ATL até 12 anos podem reabrir)

O Governo convocou um Conselho de Ministros extraordinário para decidir novas medidas de confinamento. Em cima da mesa estará a hipótese de acabar com o café ao postigo e a possível abertura dos ATL até …

Sérgio Oliveira, Luis Díaz e Evanilson testam positivo e vão falhar clássico

Os três jogadores azuis e brancos testaram positivo à covid-19, este domingo, e falham assim o jogo frente ao Sporting na meia-final da Taça da Liga. De acordo com o jornal A Bola, os jogadores do …

Papagaios, lémures, golfinhos e cães. Há vários animais que se auto-medicam

Há vários animais que, à semelhança do Homem, procuram determinadas substâncias na natureza para tratar a dor, prevenir o sofrimento ou simplesmente para se sentirem melhor - é uma espécie de auto-medicação do mundo animal.  Este …

Morreu Phil Spector, o produtor de “Let it Be” dos The Beatles

O produtor Phil Spector, um dos mais conhecidos da indústria discográfica desde a década de 1960, criador da designada "parede de som", morreu no sábado aos 81 anos, informaram este domingo os serviços prisionais …

Quão escuro é o Universo? Mais do que pensávamos, apurou a New Horizons

Novas medições levadas a cabo pela sonda espacial não tripulada da NASA New Horizons mostram que o Universo não é tão escuro como pensávamos. A escuridão do Universo é um fenómeno conhecido e estudado, sendo …