Militares e polícias uniram-se para reprimir milhares de opositores em Caracas

Cristian Hernandez / EPA

Protestos de 6 de Abril de 2017 em Caracas, Venezuela

Protestos de 6 de Abril de 2017 em Caracas, Venezuela

Funcionários da Guarda Nacional Bolivariana (GNB, polícia militar) e da Polícia Nacional Bolivariana (PNB), reprimiram hoje, conjuntamente, milhares de opositores, que saíram às ruas de Caracas, em protesto contra a rutura da ordem constitucional.

Os manifestantes exigiam ainda a demissão dos magistrados do Supremo Tribunal de Justiça que na semana passada emitiram duas sentenças limitando a imunidade dos parlamentares e atribuindo àquele organismo as funções do parlamento venezuelano.

Apesar de que os acessos a Caracas terem amanhecido bloqueados por funcionários da GNB, a oposição juntou, segundo os organizadores, mais de 5.000 pessoas, que tomaram a auto-estrada Francisco Fajardo, desde Altamira (leste), até ao centro, junto à Defensoria do Povo, para depor Tarek William Saab, que dizem ser favorável ao regime.

À chegada ao El Recreo, a GNB colocou uma barreira com grandes camiões, impedindo a circulação em ambos os sentidos, e atacou os manifestantes com gás lacrimogéneo e jatos de água, enquanto jovens opositores, vários deles encapuçados, atiravam pedras contra as forças de segurança.

Miguel Gutierrez / EPA

Protestos de 6 de Abril de 2017 em Caracas, Venezuela

Protestos de 6 de Abril de 2017 em Caracas, Venezuela

Isto parece uma batalha campal, atacam de um lado e do outro contra-atacam. Já estamos cansados de um regime que, em nome do povo, ataca o povo e considera como ‘verdadeiro’ povo apenas os que o apoiam. Queremos que Maduro reconsidere, porque não votámos por uma ditadura“, explicou um estudante, telefonicamente, à Lusa.

Manuel Barreiro frisou ainda que simpatiza “mais com a esquerda do que com a direita, mas a política venezuelana é bastante questionável, principalmente quando o estar no poder é o que conta”.

Por outro lado, há imagens do canal de Youtube VPI tv / Venezuelanos Pela Informação, de oficiais da Polícia Nacional Bolivariana a atirarem pedras contra manifestantes. O operador de câmara do canal, Elvis Fores, foi entretanto detido pelas autoridades.

Além de El Recreo, há registos também de repressão policial em Bello Monte, Chacao, Chacaíto e Altamira. Em El Rosal (leste), os cidadãos fizeram retroceder várias vezes, por pelo menos 500 metros, as forças de segurança.

A polícia atacava os manifestantes, que respondiam com pedras, bocados de árvores, garrafas, objetos de metal, enquanto gritavam palavras de ordem como “não mais democracia”.

Cristian Hernandez / EPA

Protestos de 6 de Abril de 2017 em Caracas, Venezuela

Protestos de 6 de Abril de 2017 em Caracas, Venezuela

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …

"Não há vagas". Ambulâncias fazem fila à porta dos hospitais (até parece Itália em Março)

Os engarrafamentos de ambulâncias à entrada das urgências dos Hospitais de Torres Vedras e de Santa Maria, em Lisboa, ilustram a gravidade do que está a acontecer no Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o …

PSD prepara reforma do sistema político e quer "conquistar" PS

Até maio, o PSD vai lançar um processo de debate, interno e externo, para preparar uma série de reformas no sistema político, na Justiça e para a revisão constitucional. O PSD vai preparar um pacote de …

Arranca na Índia a "maior campanha de vacinação do mundo"

Começou este sábado, na Índia, aquela que é considerada a "maior campanha de vacinação do mundo" pelo Governo de Narendra Modi. Depois de ter registado 175 mortes e 15.158 novos casos nas últimas 24 horas, a …

Entre críticas e um mea culpa, Marcelo não quer "sistema manco" e deixa recados à direita e esquerda

Marcelo Rebelo de Sousa deixa algumas críticas ao Governo e aos partidos políticos pela forma como tem sido alinhada a resposta à pandemia de covid-19, mas também faz um mea culpa quanto ao alívio das …

PS consegue o seu melhor resultado desde as legislativas. Chega ultrapassa CDU

O PS consegue o seu melhor resultado desde as legislativas de 2019, com 39%, num estudo da Eurosondagem em que o Chega ultrapassa a CDU nas intenções de voto. Na sondagem, para o Porto Canal e …