Milhares protestam contra refugiados em Varsóvia, Bratislava e Praga

Filip Singer / EPA

Manifestação anti-refugiados em Praga, Repúblca Checa, 12 de Setembro 2015

Manifestação anti-refugiados em Praga, Repúblca Checa, 12 de Setembro 2015

Vários milhares de manifestantes anti-migrantes desfilaram hoje em Varsóvia, Bratislava e Praga, cujos Governos rejeitam as quotas obrigatórias de refugiados defendidas pela Alemanha e apoiadas pela Comissão Europeia.

Concentrações bastantes mais pequenas foram também organizadas nas capitais da Polónia, Eslováquia e República Checa pelos apoiantes do acolhimento aos refugiados, numa altura em que o Leste e o Ocidente da Europa se opõem nesta questão.

Em Varsóvia, cerca de 5.000 ativistas anti-migrantes saíram às ruas, brandindo cartazes nos quais se lia “O Islão é a Morte da Europa“, constatou a agência de notícias francesa AFP no local.

Apresentando-se antes de tudo como católicos que se opõem à entrada de muçulmanos, os manifestantes começaram o seu protesto com uma oração à Virgem Maria.

“Estamos aqui para que a nossa voz chegue ao Governo e que a decisão de acolher os muçulmanos seja abandonada”, declarou, a partir da plataforma de um camião, um dos organizadores, perante a multidão que aumentava.

A Polónia aceitou receber 2.000 refugiados, embora recuse a lógica das quotas.

Os apoiantes do acolhimento de migrantes, reunidos perto da Universidade de Varsóvia, eram cerca de cinco vezes menos numerosos.

“Welcome Refugees”, “A Polónia que pensa“, “Perguntemo-nos ‘como ajudar’ e não ‘se havemos de ajudar'”, lia-se em alguns cartazes.

A polícia polaca recusou-se a fazer uma estimativa do número de participantes nas duas manifestações.

Em Bratislava, cerca de 1.500 pessoas manifestaram-se ao início da tarde contra o acolhimento de migrantes, num protesto convocado pelo movimento anti-islâmico liderado por um militante de extrema-direita, Lukas Kopac, e apoiado pelo partido nacionalista Nossa Eslováquia.

O multiculturalismo é uma utopia, não abram as fronteiras”, lia-se numa faixa.

“Vocês não são bem-vindos, voltem para casa”, lia-se noutra.

Uma outra manifestação, batizada como “Apelo à Humanidade” e concentrando as pessoas a favor do acolhimento de refugiados, reuniu cerca de 500 participantes na capital eslovaca.

Em Praga, houve também duas manifestações – bastante maior a manifestação contra a receção de migrantes, com cerca de 800 participantes, segundo a polícia.

Mandem-nos para casa” e “Protejam as fronteiras”, lia-se nos seus cartazes, enquanto os oradores apelavam ao Governo para se demitir e ao país para sair da União Europeia, à qual aderiu em 2004.

Cerca de 200 apoiantes da abertura das fronteiras aos migrantes, reunidos nas proximidades, empunhavam faixas dando as boas-vindas aos refugiados: “a Migração não é um Crime“.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …