Microsoft aceita contratos milionários para ajudar soldados a matar (tudo pelo bem da democracia)

Microsoft

A Microsoft está a desenvolver uma tecnologia de realidade aumentada (RA) para o exército americano treinar os seus soldados. O CEO da empresa garante que é para o bem da democracia.

Os HoloLens 2 são os novos óculos de realidade aumentada desenvolvidos pela Microsoft. Graças a um contrato com o exército dos EUA, no valor de 420 milhões de euros, a Microsoft está a procurar formas de aplicar a tecnologia para ajudar soldados a matar.

O governo americano pretende integrar visão noturna, comunicação, reconhecimento de alvos e de perigo nos óculos desenvolvidos pela Microsoft. Com estas alterações aplicadas, “a letalidade dos soldados será amplamente melhorada“, disse o governo.

“Tomamos uma decisão de princípio de que não vamos recusar tecnologia a instituições que selecionamos nas democracias para proteger as liberdades que desfrutamos”, disse o CEO da empresa norte-americana, Satya Nadella, em declarações à CNN Business.

O CEO esteve na Mobile World Congress, em Barcelona, onde apresentou os HoloLens 2, falou sobre a polémica e admitiu continuar a apoiar o governo americano.

Alguns trabalhadores da Microsoft escreveram uma carta aberta a Nadella e ao presidente da Microsoft, Brad Smith, na qual demonstram o seu descontentamento. Os operários não querem que a tecnologia seja utilizada em aplicações militares.

Na carta em causa, pode ler-se que os funcionários e acionistas da empresa “não se querem tornar em benefeciários da guerra“. A carta encontra-se disponível para assinatura no Twitter e conta já com mais de 250 assinaturas de trabalhadores da Microsoft.

Em resposta ao documento, Nadella afirma que a decisão da empresa é fundamentada e que se trata de “ser um cidadão responsável numa democracia“.

Numa publicação de Brad Smith no blog da Microsoft, em outubro do ano passado, o presidente da multinacional garantiu que permite aos trabalhadores insatisfeitos que troquem de funções, mas que não vai abandonar o exército americano. “Todos nós que vivemos neste país dependemos da sua forte defesa”, acrescentou Smith.

Dos velhos tempos de Age of Empires e Halo Wars 2 até ao mundo de realidade aumentada dos novos HoloLens 2 para aplicações militares, os jogos de guerra da Microsoft são cada vez menos jogo, cada vez mais realidade.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ajudar soldados a matar??Não seria ajudar soldados a se defender no campo de batalha?
    Ainda bem que existe gente que colocar o seu na reta, não é mesmo..E defendendo a democracia sim..Ou se esqueceram que os aliados tiveram que combater o nazismo , matando gente,infelizmente…E sim,eles lutavam pela democracia…

RESPONDER

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …

Caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeita de coronavírus em Portugal, com um paciente sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, deu negativo após  análises. "A Direção-Geral da …

Francisco Rodrigues dos Santos é o novo líder do CDS

A moção de estratégia de Francisco Rodrigues dos Santos, sob o título "Voltar a Acreditar", foi a mais votada na madrugada domingo no 28.º congresso do CDS, em Aveiro, avançaram à agência Lusa fontes partidárias. A …

Cientistas descobrem proteína capaz de imitar os efeitos do exercício físico

A proteína, chamada de Sestrin, é capaz de proporcionar benefícios musculares muito semelhantes aos da prática de exercício físico. Um grupo de cientistas da Universidade de Medicina do Michigan, nos Estados Unidos, descobriu uma proteína …