No dia em que se celebra o amor, mexicanas pedem justiça para Ingrid Escamilla

Mario Ruiz / EPA

A jovem de 25 anos foi brutalmente assassinada pelo namorado, no passado sábado, na capital mexicana, e as fotografias do crime foram vazadas pela imprensa.

Hoje, no México, tal como em muitos países, celebra-se o Dia de São Valentim. Mas hoje foi também o dia em que muitas mexicanas saíram à rua para relembrar que, só no ano passado, cerca de três mil mulheres foram assassinadas.

Segundo o Russia Today, o caso mais recente é o de Ingrid Escamilla, uma jovem de 25 anos que foi assassinada, no sábado, na Cidade do México. O namorado, que já confessou o crime, esfaqueou-a no pescoço, esfolou-a e removeu alguns órgãos do cadáver.

Não bastasse o facto de ser mais um brutal feminicídio, vários meios de comunicação mexicanos decidiram partilhar várias fotografias do corpo da vítima, o que gerou revolta nas redes sociais e levou a uma campanha no Twitter: #IngridEscamillaChallenge.

Ao publicarem imagens de paisagens, flores, animais, entre outros, milhares de utilizadores conseguiram dificultar a procura nesta rede social pelas terríveis fotografias.

Claudia Sheinbaum, autarca da capital, declarou que os procuradores vão pedir a pena máxima para o companheiro de Escamilla (60 anos de prisão), avança a CNN. A resposta do Governo, por sua vez, foi condenar mais uma vez estes crimes e prometer justiça.

(dr)

Ingrid Escamilla, a jovem mexicana brutalmente assassinada pelo namorado

“É algo que não podemos permitir e que temos de enfrentar com todos os meios, com toda a nossa força e com todas as formas que o Governo dispõe para evitá-lo”, disse o Presidente Andrés Manuel López Obrador.

Questionado sobre o facto de as gráficas imagens do assassinato terem chegado aos media, o chefe de Estado considerou que os responsáveis devem ser responsabilizados. “Este é um crime que tem der ser punido, seja quem for”, atirou.

De acordo com a BBC, a Procuradoria-Geral de Justiça da Cidade do México informou que pelo menos seis pessoas já estão a ser investigadas pelo vazamento das referidas imagens.

Mas as mulheres mexicanas estão fartas de promessas. E querem antes ver ação, sobretudo numa altura em que Alejandro Gertz Manero, atual procurador-geral do México, sugeriu alterar a figura penal do “feminicídio” para “homicídio agravado” para, segundo este responsável, facilitar a sua investigação.

E, por isso, esta manhã, muitas mulheres protestaram em frente ao Palácio Nacional. “Estado feminicida”, “Estão a matar-nos” e “Nem uma a menos” foram algumas das palavras de ordem.

Hoje, no México, celebra-se uma data repleta de clichés, com bares e restaurantes cheios de casais apaixonados, onde os corações, os ramos de flores, os ursos de peluche e as caixas de chocolates imperam. Tudo isto num país em que pelo menos dez mulheres são assassinadas por dia pelos seus companheiros.

FM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Netflix passa a mostrar "top 10" diário de séries e filmes

A Netflix disponibiliza, desde esta segunda-feira (24), uma nova feature para os utilizadores do serviço de streaming: uma lista com os 10 filmes e as 10 séries mais vistas no país em cada dia. Esta nova …

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …