Metade das empresas que aderiram ao teletrabalho tenciona mantê-lo

A pandemia veio mudar a forma como trabalhamos. Quase metade das empresas que aderiram ao teletrabalho tenciona manter a atividade, ou parte dela, em regime de trabalho remoto. 

De acordo com um inquérito da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, divulgado esta segunda-feira, quase metade das empresas portuguesas pretende manter a sua atividade, ou parte dela, em regime de teletrabalho.

Dados do estudo Sinais Vitais, realizado em parceria com o Future CastLab do ISCTE, revelam que, das 63% de empresas que podiam adotar o teletrabalho, 92% fizeram-no, e 48% tenciona manter o teletrabalho na sua empresa de uma forma permanente, mesmo após a pandemia.

No entanto, adianta o Público, a maioria (74%) aplicou o teletrabalho parcial e não a todos os trabalhadores. Mesmo assim, 26% estiveram a trabalhar totalmente em teletrabalho.

“As empresas aderiram muito rapidamente a esta forma de trabalho. Mais de 90% das empresas que o podiam fazer, fizeram-no. Havia alguma inexperiência inicialmente, mas os resultados mostram que foram bem-sucedidas. 10% das empresas respondeu que aumentou a produtividade”, explicou Rafael Campos Pereira, vice-presidente da CIP.

Embora 10% das empresas diga que a produtividade melhorou, 43% não registou qualquer ganhou ou perda de produtividade em teletrabalho e e 31% considera que é cedo para avaliar. Os restantes 16% acham que a produtividade piorou.

Apesar disso, quase nove em cada dez empresas que recorreu a esta modelo de trabalho considera que os processos internos (de gestão, administrativos, de suporte informático) foram facilmente executados.

O inquérito da CIP revela ainda que, na situação de ter trabalhadores em teletrabalho, mais de duas em dez empresas responderam que a solução preferível seria “manter o teletrabalho todos os dias da semana, com idas pontuais às empresas”, enquanto 50% das empresas considera preferível ter situações de teletrabalho dois ou três dias da semana.

Do lado dos trabalhadores a resposta também foi favorável, com 57% das empresas a considerar que o teletrabalho teve aceitação elevada ou muito elevada por parte dos seus funcionários.

Para os gestores, a principal desvantagem do regime é a dispersão dos trabalhadores com assuntos domésticos e familiares (43%). A falta de comunicação entre equipas (30%) e a falta de controlo (15%) foram os outros fatores negativos mais referidos.

Entre as vantagens estão a redução de custos de funcionamento e com instalações (apontada por 27%), a motivação dos trabalhadores (26%) e um aumento de produtividade (15%).

O diário aponta ainda que 18% referiram outra questão relevante: a capacidade de poder contar com trabalhadores mais qualificados e que não estariam disponíveis num regime presencial, por razões geográficas ou familiares.

Em relação ao Código de Trabalho, o dirigente referiu que, para já, não há necessidade de o rever. “Por enquanto, não há necessidade de se rever o Código de Trabalho, o qual prevê um acordo entre as partes. É cedo para tirar conclusões, mas queremos fazer uma reflexão mais aprofundada.”

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ruth, a "humana digital" da Nestlé ensina como fazer as bolachas perfeitas

Graças à Inteligência Artificial, nasceu Ruth, um "humano digital" da Nestlé que interage connosco e nos ajuda a fazer as melhores bolachas com pepitas de chocolate. A internet é o maior livro de receitas a que …

“Ditador egoísta e despótico”. Margaret Tatcher comparou Saddam Hussein a Hitler após ataque ao Kuwait

Documentos do início da Guerra do Golfo revelam que a antiga primeira-ministra britânica Margaret Thatcher comparou Saddam Hussein a Adolf Hitler após a invasão do Kuwait pelo ditador iraquiano. De acordo com os documentos anteriormente confidenciais …

Cientistas criam "televisão" ultravioleta para animais (que nos vai ajudar a entendê-los melhor)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Queensland, na Austrália, desenvolveu uma "televisão" ultravioleta para ajudar os especialistas a entender melhor a forma como os animais veem o mundo. Os monitores de televisões ou computadores têm …

Watakano, a “ilha da prostituição” que teve o seu auge nos anos 80, está agora vazia

Conhecida como “ilha da prostituição”, Watakano já foi considera um pequeno paraíso sexual. No seu auge, do final dos anos 70 a meados dos anos 80, homens faziam um curta viagem de barco até ao …

Deputado norte-americano quer banir GTA 5 e outros jogos violentos. Tudo para diminuir roubos de carros

O deputado norte-americano Marcus Evans quer proibir a venda de videojogos violentos que promovam atividades criminosas, como o GTA 5, face ao aumento dos roubos de automóveis em Chicago e um pouco por todo o …

Estudante projetou um casaco que se transforma num saco-cama para os sem-abrigo. E deu-lhes um emprego

Nos Estados Unidos, há pelo menos 567.715 pessoas que vivem nas ruas. Embora há quem vire as costas a essas estas, também há quem esteja disposto a fazer tudo para ajudar os necessitados e tirá-los …

Um livro e uma reclusa-mediterrânica. Aranhas venenosas obrigam a encerramento temporário de biblioteca nos EUA

Aranhas venenosas da espécie reclusa-mediterrânica apareceram na cave de uma biblioteca na Universidade do Michigan, nos Estados Unidos. Os funcionários de uma biblioteca da Universidade do Michigan, nos Estados Unidos, foram obrigados a encerrar temporariamente o …

Bolsonaro diz que máscaras causam "efeitos colaterais"

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse que as máscaras causam "efeitos colaterais" e citou um alegado estudo alemão, sem acrescentar mais detalhes. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, causou polémica esta quinta-feira ao dizer que as …

Pilotos aprovam acordo de emergência na TAP

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) aprovou esta sexta-feira o acordo de emergência na TAP, adiantaram vários pilotos à Lusa. O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) aprovou o acordo de emergência na …

Britânico enviava dinheiro a residentes de uma cidade britânica. Era "um ato generoso de bondade"

Os habitantes de Frome, no Reino Unido, estão constantemente à espera do correio, depois de ter sido revelado que um homem misterioso estava a entregar dinheiro nas casas dos residentes locais. A polícia da cidade inglesa …