Merkel critica Twitter por suspender permanentemente a conta de Trump. É “problemático”

Daniel Kopatsch / EPA

A chanceler alemã Angela Merkel

Esta segunda-feira, a chanceler alemã, Angela Merkel, criticou o Twitter por ter banido o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, da plataforma. Para a governante, trata-se de uma violação “problemática” do “direito fundamental à liberdade de expressão”.

Para Angela Merkel, o poder de restringir o discurso das pessoas não deve pertencer ao Twitter, mas sim aos países, que devem definir o que constitui discurso de ódio online.

Segundo o Financial Times, a chanceler alemã criticou, esta segunda-feira, a decisão da rede social banir o ainda Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, através de uma mensagem divulgada pelo porta-voz Steffen Seibert.

“O direito à liberdade de opinião tem uma importância fundamental. Com isso em mente, a chanceler considera que é problemático que a conta do Presidente tenha sido permanentemente suspensa”, justificou Seibert, citada pela Reuters.

Bruno le Maire, ministro francês das Finanças, concorda com a chanceler. “A regulação digital não devia ser feita pela própria oligarquia digital”, explicou o governante em declarações à rádio France Inter, atribuindo a responsabilidade pela regulação da “arena digital” aos governos.

Twitter suspende 70 mil contas pró-Trump

Esta segunda-feira, o Twitter anunciou que suspendeu “de forma permanente” 70 mil contas ligadas ao movimento conspiracionista QAnon, composto por muitos apoiantes do Presidente cessante, para impedir atos violentos, como a invasão do Capitólio.

A rede social iniciou na sexta-feira uma purga de contas consideradas perigosas, com o bloqueio definitivo da conta de Donald Trump, acusado de incitar os seus apoiantes a perturbar uma sessão conjunta do Congresso para certificar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais de 3 de novembro.

Considerado de extrema-direita, o movimento QAnon alimenta um conjunto de teorias da conspiração, incluindo a de que Trump combate secretamente uma seita mundial composta por pedófilos satânicos. “Estas contas partilhavam conteúdos perigosos, associados [ao movimento] QAnon, em grande escala”, sendo “essencialmente consagrados à propagação de teorias da conspiração”, explicou o Twitter em comunicado.

O número de contas é elevado, já que muitos indivíduos tinham várias em seu nome.

A maioria das plataformas e redes sociais adotaram medidas sem precedentes depois de membros de grupos radicais e de extrema-direita terem invadido o edifício do parlamento dos Estados Unidos (Capitólio), na quarta-feira, instigados por Donald Trump.

Além do Twitter, também a plataforma digital Facebook e serviços como o Snapchat ou Twitch suspenderam o perfil do chefe de Estado norte-americano por um período indeterminado, alegando risco de violência durante a cerimónia de tomada de posse de Joe Biden, em 20 de janeiro.

Liliana Malainho // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Concordo em absoluto com a chanceler Merkel, não pode existir restriçôes à liberdade de expressão, Trump é tolo e tem atitudes ridículas e desproporcionadas, o seu comportamento errado deve ser repudiado e rejeitado, mas não pode ser impedido de se exprimir isso é anti-democrático. Outros mecanismos institucionais podem e devem funcionar para que políticos como Trump vejam a sua ação condenada, mas censura de expressão e comunicação não é o caminho a meu ver.

RESPONDER

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …

Birmânia. Líder da junta volta a prometer eleições até 2023, seis meses depois do golpe militar

O líder da junta militar birmanesa, no poder desde o golpe de 1 de fevereiro, comprometeu-se novamente a realizar eleições "até agosto de 2023". “Estamos a trabalhar para estabelecer um sistema multipartidário democrático”, disse, este domingo, …

Tóquio2020. Patrícia Mamona conquista medalha de prata no triplo salto (e melhora recorde nacional)

Patrícia Mamona conquistou este domingo a medalha de prata no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao conseguir 15,01 metros, novo recorde nacional, arrebatando a segunda medalha por atletas portugueses depois do bronze do judoca …

Trabalhadores da CP e IP iniciam hoje greve ao trabalho extraordinário e feriados

Os trabalhadores da CP - Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) entram este domingo em greve ao trabalho extraordinário e feriados, até 31 de agosto, por aumentos salariais. A greve, convocada pelo Sindicato …

Mesmo longe da Casa Branca, Trump foi o político republicano que mais arrecadou dinheiro em 2021

O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump é o político do Partido Republicano que mais arrecadou dinheiro este ano, apesar de ter deixado o cargo a 20 de janeiro, segundo a imprensa local. Os comités políticos …

Marcelo satisfeito com reabertura “sensata”. Alívio das restrições arranca hoje

O levantamento gradual das restrições em função da vacinação contra a covid-19 arranca este domingo com regras aplicáveis em todo o território continental, inclusive o limite de horário de encerramento até às 2h00 para restauração …