Menina de 10 anos tornou-se jornalista para mostrar ao mundo o que se passa na Palestina

Janna Jihad está a tornar-se um símbolo da Palestina. Com apenas dez anos, a menina pegou numa câmara e relata através da Internet tudo o que vê acontecer graças ao conflito israelo-palestiniano.

Foi o faro para a notícia e a triste realidade em que vive que despertaram o talento de Janna Jihad, a menina de 10 anos que se tornou jornalista para mostrar ao mundo o que se passa na Palestina.

A jovem, que vive em Nabi Saleh, uma aldeia ocupada pelo conflito israelita, começou a fazer vídeos do que se estava a passar depois de assistir à morte de um amigo e do seu tio.

“Não são muitos os jornalistas que estão a mandar uma mensagem do que se passa na Palestina para o resto do mundo, portanto eu pensei, ‘porque não enviar a minha própria mensagem?'”, conta a jovem à Al Jazeera.

“Eu falo do que se está a passar. Eu vejo uma ocupação, soldados, canhões e polícia. Eles fazem muitas coisas para tentarem tirar-nos da nossa terra”, explica.

O sucesso da pequena jornalista já está mais do que provado, com as redes sociais da jovem, como por exemplo o Facebook, a atingirem mais de 100 mil seguidores e muitas mensagens de apoio.

A câmara é a minha arma. E a minha câmara é mais forte do que uma arma. Posso enviar a minha mensagem para outras pessoas e essas pessoas podem enviar a outras”, afirma.

Em declarações à Al Jazeera, a mãe de Janna, Nawal Tamimi, diz que o trabalho da filha é um motivo de orgulho mas que, ao mesmo tempo, é muito assustador.

“Estou orgulhosa da minha filha porque como criança está a passar uma mensagem ao mundo. Ela partilha os seus medos, o que sente e até os problemas em ir às aulas”, diz.

“Mas também tenho medo por ela, sobretudo quando o exército ataca a meio da noite e acordamos com o fumo. Eles atacam as pessoas que demonstram estar contra a ocupação israelita”.

Bilal Tamimi, um tio da menina que trabalha como fotógrafo e documenta a violência dos soldados israelitas, foi uma das pessoas que a inspirou a tomar esta atitude.

“Ela devia estar a brincar ou a estudar, mas numa vida como a nossa isso não é opção”, conta o fotógrafo, que diz não ter sido fácil aceitar a nova ocupação da sobrinha.

“Temos de ensinar às nossas crianças que não podem aceitar a humilhação nem serem cobardes. Não podemos ensinar às crianças o silêncio mas sim que devem lutar pela sua liberdade”, defende.

Quando for mais velha, Janna quer estudar jornalismo em Harvard para, de seguida, poder trabalhar num grande canal de televisão como a CNN ou a Fox News.

“Esses canais não falam do que se passa na Palestina e eu quero fazer reportagens a partir daqui”, declara.

ZAP / Hypeness

PARTILHAR

RESPONDER

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …