“Mein Kampf” já é um best-seller na Alemanha

Jaysmark / Flickr

-

A primeira reedição do “Mein Kampf” na Alemanha revelou-se um “best-seller” e vai ter uma sexta tiragem, informou esta terça-feira a sua editora.

O Instituto de História Contemporânea de Munique (IfZ) disse que cerca de 85 mil cópias da nova versão anotada do manifesto antissemita, escrito por Adolf Hitler, foram vendidas desde o seu lançamento em janeiro.

No entanto, o instituto assinalou que longe de promover a ideologia de extrema-direita, a publicação enriqueceu um debate sobre a renovada ascensão de “ideias políticas autoritárias” na sociedade ocidental contemporânea.

Inicialmente, foi prevista a publicação de apenas quatro mil cópias, mas a procura intensa explica que a sexta tiragem deva estar nas livrarias no final de janeiro.

A obra integrou durante quase todo o ano de 2016 a lista da revista Der Spiegel dos livros de não-ficção mais vendidos.

O instituto também organizou uma série de apresentações e debates relacionados com a obra do líder nazi em várias cidades da Alemanha e noutras cidades europeias.

“Descobriu-se ser totalmente infundado o medo de que a publicação pudesse promover a ideologia de Hitler ou torná-la aceitável e desse aos neonazis uma nova plataforma de propaganda”, disse o diretor do IfZ, Andreas Wirsching, num comunicado.

“Ao contrário, o debate sobre a visão do mundo de Hitler e a sua abordagem à propaganda permitiu olhar as causas e consequências das ideologias totalitárias, numa altura em que as opiniões políticas autoritárias e os ‘slogans’ de direita estão a ganhar terreno”, adiantou.

O livro foi originalmente impresso em 1925, oito anos antes de Hitler chegar ao poder, e foi proibido depois do fim da 2ª Guerra Mundial.

Visto como um manifesto político, é nele que o pai da ideologia nazi expressa a origem das suas ideias antissemitas, racistas e nacional-socialistas, posteriormente adotadas quando chegou ao poder.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Compreendo, mas destruido não. Faz parte da História do Mundo. Agora comercializá-lo é que não. Ainda para mais com o falso pretexto de enriquecer “um debate sobre a renovada ascensão de “ideias políticas autoritárias””. A maioria dos compradores, e compradoras, vão ser simpatizantes desses ideais escabrosos. Mas quando há dinheiro envolvido, tudo é válido…

RESPONDER

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …

Imagens mostram construção de instalação nuclear secreta em Israel

Está a ser construída uma instalação nuclear secreta em Israel, diz a Associated Press depois de analisar imagens de satélite. Os trabalhos estão a decorrer a poucos metros do antigo reator do Centro de Pesquisa …

Supremo confirma prisão efetiva de cinco anos e oito meses de João Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou a nulidade do acórdão que proferiu em janeiro e confirmou, assim, a condenação do antigo presidente do BPP. Num acórdão datado da passada quarta-feira, e a que a agência …

Portugal regista mais 33 mortes e 1071 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 33 mortes e 1071 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 1071 novos …

Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

A Europol está disponível para "ajudar as autoridades portuguesas" a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a "actividades criminais internacionais". É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao …

João Almeida termina Volta aos Emirados no pódio, o seu primeiro numa prova do World Tour

O ciclista português, da equipa Deceuninck-QuickStep, assegurou, este sábado, o primeiro pódio numa prova do World Tour, ao ser terceiro na Volta aos Emirados Árabes Unidos, após a sétima e última etapa. João Almeida concluiu a prova …

Alemanha vai autorizar vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos

A Comissão Permanente para a Vacinação na Alemanha vai alterar a recomendação que limitava o uso da vacina da farmacêutica AstraZeneca para maiores de 65 anos. O anúncio foi feito, este sábado, por Thomas Mertens, chefe da …

Éter, Teia e Tutti-Frutti. PS e PSD decidem "os bons e os maus" entre uma centena de autarcas suspeitos

PS e PSD estão na recta final da escolha dos candidatos às próximas eleições autárquicas e os dois partidos coincidem na forma como estão a avaliar os potenciais candidatos que estão envolvidos em processos judiciais. …

"Lei Khashoggi". Estados Unidos restringem vistos a 76 cidadãos sauditas

Os Estados Unidos anunciaram a restrição à atribuição de vistos a 76 cidadãos da Arábia Saudita acusados de "ameaçar dissidentes no estrangeiro", nomeadamente o jornalista saudita assassinado, em outubro de 2018, na Turquia. Segundo o secretário …

OMS quer isenção de direitos de propriedade intelectual para vacinas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reclamou, esta sexta-feira, o uso de "todas as ferramentas" para aumentar a produção de vacinas contra a covid-19, incluindo a transferência de tecnologia e a isenção de direitos de …