Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde.

Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a Nuugaatsiaq, o seu efeito sobre a pequena vila de pescadores foi devastador, conta o Vice.

Imagens captadas por telemóveis dos locais mostram casas a ser erguidas das suas fundações e empurrados para o interior, antes de serem sugados para as águas congeladas; cães soltos às pressas correm desesperadamente antes de serem arrastados; e residentes em pijama correm para a segurança de um terreno mais alto.

Das 43 pessoas que viviam em Nuugaatsiaq na época do tsunami, quatro morreram e as restantes foram realocadas para a cidade vizinha Uummannaq.

Nos dias que se seguiram ao tsunami, o apoio financeiro para os deslocados chegou da Gronelândia. Os militares dinamarqueses ajudaram os residentes a recuperar todos os pertences que puderam, incluindo os cães que conseguiram sobreviver.

Após a evacuação para Uummannaq, os residentes esperavam voltar para casa assim que fosse seguro fazê-lo. Dias depois, goram convidados para uma reunião em que foram informados de que uma área ao redor do deslizamento ainda estava instável.

Mais de três anos depois, as pessoas que foram desalojadas pelo tsunami ainda não podem voltar a casa. Secções da rocha estão instáveis e podem desabar novamente, um sintoma do aquecimento do clima na região.

Em agosto, o manto de gelo da Gronelândia passou por um ponto crítico sem retorno. Investigadores da Ohio State University determinaram que a neve que repõe o gelo não será mais capaz de acompanhar o volume que está a perder. Em setembro, uma secção de gelo com quase 110 quiómetros quadrados quebrou da maior plataforma de gelo remanescente do Ártico no nordeste da Gronelândia, devido ao aquecimento das águas.

Num relatório de dezembro da Universidade de Liege, novos modelos climáticos estão a prever um derretimento 60% maior do manto de gelo da Gronelândia do que o previsto anteriormente.

Apesar das promessas iniciais de apoio de longo prazo, muitos sentem-se dececionados com o Governo, que dizem nunca ter cumprido a promessa de compensação por propriedades e despesas. Uma das famílias pagou do próprio bolso tudo, exceto a casa, incluindo o aluguer de uma propriedade na cidade até que uma casa permanente fosse fornecida, bem como novos móveis que substituiram os que tiveram de deixar para trás.

Cientistas que estudaram o megatsunami de 2017 dizem que, embora eventos como este ainda sejam incomuns, os efeitos do aquecimento global vão resultar em mais deslizamentos de terra e um aumento drástico no nível do mar, tanto na Gronelândia como noutros lugares.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …

Mais 41 mortes e 718 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais 41 mortes e 718 novos novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 718 …

Navalny chega a colónia penal a leste de Moscovo

O principal opositor do Kremlin chegou, este domingo, a uma zona a cerca de 200 quilómetros a leste de Moscovo para ser transferido para uma colónia penal onde vai cumprir a sua pena, informou um …

Já chegou o voo de repatriamento com 300 passageiros vindos do Brasil

O voo de repatriamento vindo do Brasil chegou, este domingo de manhã, ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, com cerca de 300 passageiros. De acordo com a RTP, o voo de repatriamento vindo de São Paulo, …

Costa imune ao descontrolo da pandemia. Popularidade de Marcelo dispara

A sondagem TSF/JN/DN regista uma avaliação positiva do primeiro-ministro e do Presidente da República, com este a atingir um novo pico de popularidade. Os líderes do PSD e do Chega surgem empatados como principais figuras da …

Mais seis mortos nos protestos em Myanmar. Embaixador na ONU afastado

Seis manifestantes foram mortos em Myanmar, este domingo, por forças de segurança que dispersavam com violência as manifestações pró-democracia. Três manifestantes foram mortos em Dawei (no sul do país), enquanto dois adolescentes, de 18 anos, morreram …

Siza Vieira anuncia que Programa Apoiar vai ser reforçado e alargado

O programa Apoiar, destinado a empresas afetadas pela pandemia da covid-19, vai ser reforçado e alargado a novas situações, anunciou o ministro da Economia, indicando que as medidas vão ser anunciadas na próxima semana. "Queremos reforçar …

Embaixadora deixa Venezuela na terça-feira. UE chama embaixador em Cuba

A embaixadora da União Europeia na Venezuela vai sair do país na terça-feira, informou à agência Lusa fonte diplomática europeia, sem adiantar mais detalhes. Na última quarta-feira, a Venezuela decidiu expulsar Isabel Brilhante Pedrosa, em retaliação …