/

Projeto de 800 milhões quer criar “mega cidade” sustentável em Almada

1

(dr)

“Innovation District”

Uma “mega cidade” sustentável está para nascer em Almada. O projeto prevê um investimento de 800 milhões de euros em 400 hectares e a criação de 17 mil postos de trabalho.

Um novo projeto imobiliário apresentado esta quinta-feira prevê um investimento de 800 milhões de euros em 400 hectares, dos quais mais de um quarto serão zonas verdes numa “mega cidade” sustentável em Almada. O projeto, intitulado “Innovation District”, teria como foco principal o Campus da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova.

Para além de mobilizar vários grupos privados, como a Nova School of Science and Technology, o projeto conta ainda com o apoio da Câmara Municipal de Almada.

A ambição é criar “uma nova cidade global” em Almada que promete combinar um “estilo de vida sustentável” com inovação e conhecimento tecnológico, incluindo ainda uma componente de requalificação pública em Porto Brandão, lê-se no comunicado citado pelo Observador.

Com uma área de 250 mil metros quadrados para a instalação de novas atividades económicas, prevê-se a criação de 17 mil novos empregos. A ideia passa por oferecer uma “alternativa qualificada e complementar de emprego e habitação à cidade de Lisboa”.

Seria ainda tirado o proveito da proximidade às praias da Costa da Caparica com 86 mil metros quadrados de infraestruturas turísticas. O plano sugere ainda a criação de uma comunidade energética com produção própria e neutra em carvão. Outra das ideias é que se possa percorrer em 15 minutos as distância entre os principais polos de atração.

Cordalequation, Rustik Puzzle, Sostate, Empresa Maia e Pereira, Cooperativa de Ensino Superior Egas Moniz, Emerging Ocean, Rio Capital, Orbisribalta e Fundação Serra Henriques são alguns dos investidores privados que já manifestaram interesse em colaborar no projeto.

  Daniel Costa, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.