McCain travou a última hipótese de Trump acabar com o Obamacare

Harald Dettenborn / Wikimedia

O senador republicano John McCain

O Presidente dos Estados Unidos voltou a perder a já longa batalha para acabar com o Obamacare. Esta foi a terceira tentativa (falhada) de revogar o sistema de saúde imposto pelo ex Presidente Barack Obama.

Segundo o New York Times, o Senado voltou a revogar, nesta sexta-feira, um novo e  republicano plano para acabar com o Obamacare, descartando a campanha de sete anos para desmantelar a lei assinada por Barack Obama, enquanto presidente dos EUA.

O senador John McCain, que foi notícia recentemente por lhe ter sido diagnosticado um tumor cerebral, teve o voto decisivo para derrubar a proposta e juntou-se a outras duas republicanas, Susan Collins e Lisa Murkowski – que também votaram contra.

O voto de 49 para 51 também foi um choque para Mitch McConnell, do estado de Kentucky, o líder da maioria do Senado, que criou uma reputação de mestre tático e passou os últimos três meses a tentar elaborar uma lei de revogação que poderia ganhar o apoio dos membros do seu partido.

Na terça-feira, quando McCain votou a favor do início do debate da proposta no Senado, o que agradou a Trump, avisou logo que votaria contra esta proposta como ela está.

Como o prometido é devido, o senador votou, esta madrugada, contra a proposta que era considerada muito radical pelos mais moderados do Partido Republicano e pouco ambiciosa pelos mais conservadores do partido. E explicou, na sua conta oficial de Twitter, que o fez porque a proposta “ficou aquém da nossa promessa de revogar e substituir o Obamacare”.

O fim do Obamacare era uma ambição do Partido Republicano desde o início e foi um dos grandes cavalos de batalha de Donald Trump durante a campanha eleitoral.

Depois de ter sido aprovado por poucos votos na Câmara dos Representantes (217 – 213), no início desta semana o Partido Republicano tinha conseguido reunir os votos para iniciar o debate no Senado. Agora cai por terra.

O presidente Barack Obama fez do Obamacare uma prioridade dos seus dois mandatos e cerca de 20 milhões de norte americanos terão conseguido cobertura por seguros de saúde graças ao plano de saúde que obrigava empregadores e trabalhadores a subscreverem-nos, dando apoios estatais para que o número de beneficiários aumentasse.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Engraçado como no miolo deste artigo se referem a Obama como “presidente Obama” e ao presidente Trump por “Donald Trump”.

    Democracia e liberdade de expressão só é valida quando favorecem as ideias e resultados destes liberais..

    E ainda falam da existência de privilegio branco e um pais globalmente anti-africano, quando vejo uma completa inversão desses casos.

    só falta rebolar, ser anti-homem branco ainda está na moda.

    • Na primeira frase, o artigo refere-se a Trump como “O Presidente dos Estados Unidos”. Quando o artigo se refere a ele como Donald Trump, fala do período de campanha eleitoral, ou seja, de quando ele ainda não era presidente: “… foi um dos grandes cavalos de batalha de Donald Trump durante a campanha eleitoral”.

      Naturalmente, seria errado escrever “… foi um dos grandes cavalos de batalha do Presidente Donald Trump durante a campanha eleitoral”. Daria a impressão de que ele já era presidente, que concorria como presidente em exercício.

      Pelo exposto, considero a sua opinião abusiva e até um pouco manipuladora. Só um pouco, he, he…

    • O artigo começa com ‘O Presidente dos Estados Unidos’: refere-se ao actual presidente.
      Depois no texto diz ‘ O presidente Barack Obama’ ocupava o cargo de presidente quando foi realizada a reforma do sistema de saúde.
      Refere-se a ‘grandes cavalos de batalha de Donald Trump durante a campanha eleitoral’ quando este era apenas candidato.
      A lógica na elaboração do artigo foi esta mas pelos vistos há aqui uma conspiração liberal anti democrática contra o homem branco… Tens tomado a medicação?

  2. de facto o racismo e a xenofobia cegam e deixam algumas pessoas estupidas, o artigo é claro; quando se fala de Donald Trump no passado e no presente, e claro esta de Barack Obama, não há erro no artigo mas sim no teu cérebro caro Miguel.

RESPONDER

John Cleese esgota três coliseus em 48 horas

John Cleese vai estar no Coliseu de Lisboa com “Last Time To See Me Before I Die” durante três dias. O humorista britânico esgotou as três datas em apenas 48 horas. Durante esta madrugada (10), a …

Descoberta no Egito múmia de grande animal semelhante a um leão

O Ministério das Antiguidades egípcio anunciou esta segunda-feira que uma equipa de arqueólogos desenterrou uma múmia de um grande animal incomum, semelhante a um leão ou uma leoa. “É um animal muito estranho, como um gato …

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …