Caso Mayorga. Novos documentos podem tramar Ronaldo

Juventus / Facebook

Cristiano Ronaldo na apresentação oficial na Juventus

Há novos dados no âmbito do caso em que a norte-americana Kathryn Mayorga acusa Cristiano Ronaldo de violação. A revista Der Spiegel publica documentos que atestam as alegadas contradições do futebolista, com uma versão apresentada aos advogados e outra às autoridades.

Estes novos documentos publicados pela revista alemã reportam-se a e-mails trocados entre os advogados do jogador, revelando as alegadas respostas dadas por Ronaldo a um questionário que lhe apresentaram sobre o que aconteceu naquela noite de 2009, quando Kathryn Mayorg alega que ele a violou.

Essas respostas originais, em que Ronaldo terá admitido que a norte-americana disse várias vezes não, terão sido depois alteradas pelos advogados, de modo a criar uma versão mais favorável ao avançado.

Na versão inicial, Ronaldo revela que no final do acto sexual, Mayorga lhe disse “‘Seu parvo, porque é que forçaste? Seu estúpido” e que ele respondeu “‘desculpa lá'”, conforme mostram os documentos divulgados pela Der Spiegel.

Penetrei-a de lado. Ela mostrou-se disponível. Estava deitada de lado, na cama, e penetrei-a por trás. Foi brusco. Não mudamos de posição. 5/7 minutos. Ela disse que não queria, mas mostrou-se disponível. Foi brusco o tempo todo, virei-a de lado e foi rápido. Talvez tenha ficado com lesões quando a agarrei. Ela não mo queria dar, em vez disso masturbou-me. Já não sei bem o que ela disse quando me estava a masturbar. Mas continuou a dizer não. ‘Não o faças’ – ‘Não sou como as outras’. Pedi desculpa depois”, terá contado Ronaldo aos advogados, segundo os documentos.

Essa versão terá sido depois alterada para omitir as partes sobre a alegada recusa de Mayorga e para incluir que “ela não se queixou, não gritou, nem pediu ajuda”.

Os e-mails atestam ainda que os dois não usaram preservativo, nem falaram disso, que ele “não se veio dentro dela”, mas “sobre ela e no lençol”, que “não houve lubrificante” e que Ronaldo usou “saliva”.

Os documentos publicados pela Der Spiegel mostram também conversas em que os advogados falam da tradução do documento para Inglês, nomeadamente um deles a questionar como devia traduzir “expressões como ‘bola de cuspo’ e ‘toca-me ao bicho’“.

Os advogados de Ronaldo já alegaram que os documentos que a revista alemã tem na sua posse foram “fabricados” por piratas informáticos, contestando as argumentações apresentadas pela defesa de Kathryn Mayorga.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Estou plenamente de acordo que esta menina tem toda a razão do seu lado, foi com o Ronaldo para o quarto na intenção de rezarem o terço em conjunto e ele aproveitou-se da ocasião, nada como castrar todos os homens caso contrário não irá acabar a atracção por mulheres e é muito complicado sobretudo quando se dá com elas sérias como esta.

  2. Para mim isto é tudo uma questão de empacotar melhor a tese da defesa.
    Acho que tiradas destas “…tradução do documento para Inglês, …como devia traduzir “expressões como ‘bola de cuspo’ e ‘toca-me ao bicho”, parece-me um pouco brejeiro.

  3. De Mal a pior,
    Porque não se limita simplesmente a comentar sem incluir Alusões religiosas no seu comentário?
    Respeite se quer ser respeitado.

Apareceu um terceiro monólito metálico. Agora, foi numa montanha da Califórnia

Um monólito metálico, semelhante aos encontrados há pouco tempo no deserto de Utah, nos Estados Unidos, e na cidade romena de Piatra Neamt, surgiu agora no estado norte-americano da Califórnia. A estrutura foi encontra na …

AEK 2 - 4 Braga | “Guerreiros” saqueiam Atenas e apuram-se

O SC de Braga garantiu esta quinta-feira o apuramento para os 16 avos-de-final da Liga Europa. Os minhotos foram à Grécia bater o AEK por 4-2, graças a uma exibição personalizada, num jogo em que …

Ciclone mortal deixou uma praia da Índia coberta de ouro

Centenas de pescadores, mulheres e crianças no distrito de East Godavari, no estado de Andhra Pradesh, no sul da Índia, passaram o fim de semana a vasculhar a praia local em busca de ouro. Após o …

O Flamengo de Jorge Jesus foi "um mero acidente de percurso"

2019 foi uma exceção para a equipa brasileira que, depois de ter vencido (quase) tudo, neste ano já foi afastado da Taça do Brasil e da Libertadores: "O português foi embora e com ele toda …

Concorrência condena MEO a pagar 84 milhões por combinar preços com a NOWO

A Autoridade da Concorrência (AdC) aplicou uma coima de 84 milhões de euros à MEO por combinar preços e repartir mercados com a operadora NOWO nos serviços de comunicações móveis e fixas. “A Autoridade da Concorrência …

PEV quer reverter privatização dos CTT. PS admite todos os cenários

O Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) defendeu hoje, no parlamento, a “reversão da nacionalização” dos CTT, e ouviu o PS admitir “todos os cenários”. Numa declaração política no parlamento, o deputado José Luís Ferreira afirmou que, …

Voltar à normalidade "não está longe, mas não é já", avisa Pfizer

O administrador executivo da Pfizer, Albert Bourla, apelou na quarta-feira para que os governos de todo o mundo não reabram as suas economias demasiado depressa devido ao otimismo gerado pelas vacinas de covid-19. Bourla, de 59 …

Biden quer retomar acordo nuclear com o Irão, embora reconheça que será "difícil"

O vencedor das eleições presidenciais norte-americanas, Joe Biden, pretende retomar o acordo nuclear com Irão antes mesmo de novas negociações, assumiu o democrata numa entrevista ao New York Times. Joe Biden afirmou, durante a campanha eleitoral, …

Processo de reprivaticação da Efacec atrasado devido à discussão do OE2021

Apesar de as avaliações no âmbito do processo de nacionalização e futura reprivatização da Efacec já estarem concluídas, o processo esteve condicionado pela discussão do Orçamento de Estado para 2021 (OE2021). De acordo com o Jornal …

Costa sobre vacinação: “Há uma luz ao fundo do túnel, mas o túnel é muito comprido e penoso”

O primeiro-ministro, António Costa, advertiu esta quinta-feira que o processo de vacinação terá imponderabilidades externas a Portugal, sendo também complexo ao nível interno, com as dificuldades a aumentarem quanto maior for o universo de cidadãos …