Ronaldo alega que documentos do caso de violação foram “fabricados” por hackers

Facundo Arrizabalaga / EPA

Ronaldo venceu o The Best FIFA Football Awards 2017: o melhor do Mundo, pela 5ª vez

A defesa de Cristiano Ronaldo assume, pela primeira vez, que o futebolista assinou um acordo de confidencialidade com Kathryn Mayorga, para abafar uma acusação de violação, mas sublinha que foi apenas para evitar um escândalo, acusando piratas informáticos de terem “fabricado” os documentos divulgados.

Um dos advogados que integra a defesa de Ronaldo, o norte-americano Peter Christiansen, refere num comunicado divulgado pela Sky Sports que os documentos publicados pela revista Der Spiegel foram “fabricados” no âmbito de uma “elaborada e deliberada campanha de difamação“.

Christiansen nota que estão em causa “documentos digitais roubados e facilmente manipuláveis”, lembrando que “em 2015, dezenas de entidades (incluindo companhias de advogados) em muitas indústrias diferentes, por toda a Europa, foram pirateadas”.

“Este hacker tentou vender os dados e um grupo de media publicou agora, de forma irresponsável, os documentos roubados que incluem partes significativas que foram alteradas e/ou completamente fabricadas“, destaca o advogado de Ronaldo.

Christiansen admitiu o acordo assinado pelo jogador da Juventus com Kathryn Mayorga em 2010, mas frisa que o sexo foi “consensual” e que “Ronaldo foi aconselhado a resolver, em privado, a alegação contra ele, de forma a evitar as inevitáveis tentativas que agora estão a ser feitas para destruir uma reputação que foi construída com trabalho duro, atletismo e honra”.

Os advogados de Kathryn Mayorga já vieram sublinhar que acreditam na autenticidade dos documentos e desafiam os advogados de Ronaldo a provarem que são falsos.

Em Inglaterra, o The Mirror avança, entretanto, que em 2009, confrontado com a acusação de Kathryn Mayorga, Cristiano Ronaldo contratou uma super-equipa de advogados, detectives e especialistas forenses e de Relações Públicas, paga a peso de ouro, para resolver o caso.

A equipa incluía firmas britânicas e norte-americanas de advogados de topo e um ex-polícia pago a 360 libras (cerca de 410 euros) por hora com contactos na polícia de Las Vegas, além de especialistas da Irlanda e de Portugal.

O caso acabou abafado naquela altura, mas rebentou 9 anos depois com estrondo e consequências ainda imprevisíveis.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Tia de Kim Jong-un faz a primeira aparição pública em mais de seis anos

Kim Kyong-hui, tia paterna do líder norte-coreano Kim Jong-un, reapareceu em público este sábado pela primeira vez em mais de seis anos, escreve a BBC. A emissora britânica, que avança a notícia citando a Agência Central …

Coronavírus. Madeira está a preparar-se para eventual surto

Região da Madeira “já está a delinear” quartos com pressão negativa e áreas isoladas, além de “fármacos, oxigénio, fatos protetores, máscaras e capacidade laboratorial”. O presidente do Instituto de Saúde (Iasaúde) da Madeira anunciou esta segunda-feira …

Luanda Leaks. Isabel dos Santos vai processar o consórcio de jornalistas

Depois de Rui Pinto ter assumido a autoria da divulgação dos documentos do caso Luanda Leaks, Isabel dos Santos avança que vai processar o consórcio de jornalistas. A empresária angolana Isabel dos Santos vai processar o …

Portugal vende cinco F-16 à Roménia por 130 milhões de euros

O ministério da Defesa Nacional oficializou hoje, na Base Aérea de Monte Real, no distrito de Leiria, a venda de cinco aviões militares F-16 à Roménia, num negócio de 130 milhões de euros. "Com este processo …

Pedro Proença e a violência no futebol: "É chegada a altura de o Governo assumir responsabilidades"

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol (LPFP), Pedro Proença, disse esta segunda-feira, depois de uma reunião no Ministério da Administração Interna (MAI), que o governo deve assumir responsabilidades sobre os recentes casos de violência …

Reconhecimento facial vai ser testado no acesso a serviços públicos online

O Governo quer criar um sistema de reconhecimento facial para usar a chave móvel digital, ferramenta que já permite aceder a vários serviços online do Estado. O Governo está a planear criar um sistema de reconhecimento …

Sem voz no clube, Raul José pondera abandonar o Sporting

Sem voz na pasta das contratações e construção do plantel, Raul José, líder do departamento de scouting do Sporting, pode estar de saída do clube. Raul José, líder do departamento de scouting do Sporting CP, estará …

António Costa vai responder por escrito a 100 perguntas sobre Tancos

Apesar de sempre ter defendido que o testemunho devia ser presencial, o Juiz Carlos Alexandre aceitou que António Costa possa depor por escrito sobre o caso do furto e recuperação das armas de tantos. O …

ERC regista como "publicação de informação" site de propaganda

A ERC registou o Notícias Viriato como "publicação de informação", em novembro do ano passado, quando o projeto do Medialab diz que se trata, na verdade, de um "site de propaganda". Segundo o Diário de Notícias, a …

Conselho da Europa pede que polícia portuguesa tenha mais treino sobre direitos humanos

O Conselho da Europa (CE) acredita que teria sido uma boa ideia incluir no próximo recenseamento da população portuguesa, marcado para 2021, uma questão sobre a origem étnica. A proposta chegou a ser avaliada por …