Marcelo salienta “salto qualitativo” e empenho de “todos” os países da CPLP

Ampe Rogerio. / Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente português afirmou, este sábado, que a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) se prepara para dar um grande salto qualitativo e defendeu que todos os Estados-membros estão empenhados nesta organização internacional.

Marcelo Rebelo de Sousa prestou breves declarações aos jornalistas à entrada para a XIII Cimeira da CPLP, que começou esta manhã, em Luanda, depois de cumprimentar os chefes de Estado de Angola, João Lourenço, e de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca.

Vamos dar um novo passo, este diferente daquele que demos há 25 anos”, referiu o Presidente da República, numa alusão à fundação da CPLP.

Depois, numa referência ao acordo de mobilidade que ao início da tarde deste sábado será assinado, o chefe de Estado Português declarou: “Não se esperava ser possível este salto qualitativo”.

“Neste momento, Angola, Brasil e todos os países [da CPLP] estão empenhados, o que é muito importante”, acentuou.

Marcelo Rebelo de Sousa foi ainda questionado sobre o que fará este sábado, dia em que o primeiro-ministro, António Costa, completa 60 anos.”Já celebrámos ontem (pela meia-noite] quando [António Costa] chegou ao hotel. E vamos celebrar hoje à noite. Vamos jantar”, disse.

Na sexta-feira à noite, o Presidente da República, o primeiro-ministro e o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, estiveram num jantar oferecido pelo chefe de Estado de Angola, João Lourenço, que assinalou os 25 anos da fundação da CPLP.

Quando a comitiva portuguesa chegou ao hotel, vinda do jantar, já passavam alguns minutos da meia-noite. Na receção do hotel, o Presidente da República, seguido por todos os membros da comitiva portuguesa, começou a cantar a António Costa os “parabéns a você”.

Costa e Marcelo reuniram-se com vice-presidente do Brasil

O primeiro-ministro e o chefe de Estado de Portugal reuniram-se este sábado com o vice-presidente do Brasil, com António Costa a destacar o reforço das relações bilaterais e o objetivo de aproximação entre Europa e América Latina.

Este encontro, entre Marcelo Rebelo de Sousa, António Costa, pela parte de Portugal, e o general Hamilton Mourão, pela parte brasileira, aconteceu pouco antes do início da XIII Cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Luanda.

“Encontrei-me, juntamente com o Presidente da República, com o vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão”, escreveu o primeiro-ministro português, na sua conta oficial na rede social Twitter.

Segundo António Costa, a reunião com o “número dois” do Estado brasileiro foi “uma conversa positiva sobre o reforço das relações económicas, científicas e culturais entre dois países que, mais do que quaisquer outros, aproximam a Europa e a América Latina”.

Na quinta-feira, logo à chegada a Luanda, o Presidente da República, em declarações aos jornalistas, rejeitou que exista um afastamento progressivo do Brasil em relação à CPLP, considerando mesmo que está agora “numa onda de maior aposta” nesta organização internacional.

Na cimeira de Luanda da CPLP, o Brasil está representado por Hamilton Mourão, de 67 anos, substituindo o chefe de Estado, Jair Bolsonaro, que está com problemas graves de saúde.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que não é verdadeira essa ideia de afastamento do Brasil em relação à CPLP, dando como exemplo as participações do anterior chefe de Estado brasileiro, Michel Temer, que esteve nas cimeiras de Brasília e de Cabo Verde.

“Para esta cimeira, em Luanda, está o vice-presidente, uma personalidade particularmente forte na estrutura institucional brasileira. São públicos e notórios os problemas de saúde do presidente brasileiro”, respondeu.

Tendo ao seu lado o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, Marcelo Rebelo de Sousa referiu-se aos resultados de um recente encontro com o ministro das Relações Exteriores do Brasil.

“Fiquei com a ideia de que o Brasil está numa onda de maior aposta na CPLP e não na onda que tradicionalmente se dizia, a qual passaria por olhar para esta realidade de uma maneira bilateral. Não, a minha convicção é que o Brasil acompanha esta passo multilateral: Fazer-se o que se tem a fazer em conjunto”, sustentou.

// Lusa

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. salto qualitativo so se for no roubo porque cplp e uma das comunidades mais inuteis do mundo…tambem com gente que so sabe fazer pao a liderar essa trampa nao e de se esperar mais.

RESPONDER

Há uma rua no Texas onde todas as casas foram impressas em 3D

Esta é a primeira comunidade de casas impressas em 3D nos EUA que está pronta a receber habitantes. A construção torna as habitações mais resistentes ao fogo e a inundações. Chama-se East 17th Street e fica …

A filha de Picasso doou nove obras do artista espanhol a França

A família de Pablo Picasso doou nove obras do artista ao Estado francês, que serão agora integradas no Museu Picasso, em Paris. Maya, a filha de Pablo Picasso, doou nove obras do artista como parte de …

Dormir bem? Depois da pandemia, não

O novo coronavírus criou uma "nação" de pessoas com insónias. Trabalhar menos horas pode ajudar. Insónias. Já eram um problema para muita gente até ao início de 2020 mas a pandemia que mudou o mundo também …

"Não posso ficar sentado a ver-nos voltar a 1972". Médico desafia a lei no Texas e admite que já fez um aborto

Um médico texano escreveu uma coluna de opinião no Washington Post a admitir que já fez um aborto no estado, depois da lei que proíbe interromper as gravidezes após seis semanas ter entrado em vigor. Em …

A cidade mais segura do mundo foi revelada (e é europeia)

Copenhaga foi eleita a cidade mais segura do mundo em 2021 pelo Índice de Cidades Seguras (SCI), da Economist Intelligence Unit. Quando se trata de escolher o destino a visitar, a segurança é um dos aspetos …

Benfica 3-1 Boavista | Águia evolui com Darwin para a vitória

Desde 1982/83 que o Benfica não vencia os primeiros seis jogos no Campeonato. Pois bem, na noite desta segunda-feira, os encarnados venceram o duelo ante o Boavista e fizeram xeque-mate graças ao bis de Darwin …

Milhões de pessoas em risco de tráfico e escravidão devido à crise climática, revela relatório

Milhões de pessoas forçadas a deixar as suas casas por causa da seca severa e ciclones correm o risco da escravidão moderna e de tráfico humano nas próximas décadas, alertou um novo relatório publicado esta …

Mercado teme corrida ao imobiliário com o fim dos vistos gold

A partir de janeiro, segundo as novas regras aplicáveis aos vistos gold, vão deixar de estar abrangidos os investimentos em imobiliário com destino a habitação em Lisboa, no Porto e no litoral. O regime que visa …

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …