Costa devolveu a Marcelo o cheque para pagar voo no Falcon

O Presidente da República assegurou que a viagem para ver o jogo da seleção ia ser paga do seu bolso mas um parecer do Governo recusou e já devolveu o cheque.

Quando, no início de julho, estalou a polémica sobre o facto do Presidente da República usar um avião da Força Aérea para se deslocar até Lyon, Marcelo Rebelo de Sousa resolveu rapidamente a questão.

Em causa estava uma viagem num Falcon para conseguir assistir ao jogo da meia final do Euro entre a seleção portuguesa e o País de Gales, que Marcelo garantiu que ia pagar do seu bolso.

Agora, segundo o Correio da Manhã, o Governo não aceitou o pagamento e mandou devolver o cheque ao chefe de Estado.

De acordo com o parecer pedido pelo Executivo a que o jornal teve acesso, a viagem em questão “constituiu um ato de representação do Estado português” e “a disponibilização dos meios das Forças Armadas para viagens de serviço cumprem uma missão de interesse público”.

O mesmo parecer acrescenta que “a participação da seleção nacional num campeonato internacional é uma atividade de interesse e natureza públicas”, cita o CM.

A deslocação entre Bragança, onde Marcelo se encontrava a participar no Portugal Próximo, e Lyon, cidade francesa onde se realizou o jogo, teve um encargo de 14 mil euros, cerca de 3.500 euros por hora.

Mas por estar em causa um órgão de soberania, neste caso em particular, o custo só tinha em conta o valor do combustível que seria de seis mil euros.

Na altura, a Presidência justificou o voo no Falcon por não haver outra forma de garantir que o chefe de Estado chegava a tempo do jogo, por causa da visita a Trás-os-Montes.

Além disso, a mesma fonte realçou que um voo comercial sairia mais caro por exigir a estadia em França, país onde se realizou o campeonato europeu de futebol e no qual Portugal se sagrou campeão.

ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. A deslocação da representação nacional a um Campeonato do Mundo de Vela que decorre na Alemanha, fez-se numa “carrinha” e levando tudo o necessário (incluindo barcos).
    São só 6 mil kms..

  2. Por aquilo que eu percebi na altura, é que o Presidente ia pagar a parte que lhe dizia respeito num grupo de 10 passageiros. Estaremos a falar de u cheque de 600 euros. Ora nada se sabe se as restantes lapas desse voo se pagaram algo, ou se elas mesmas estão interessadas em que seja o Estado a pagar-lhes a mordomia. Se não havia disponibilidade de tempo para irem de voo comercial é fácil: não iam! Mas como quem pode usa a coisa publica sem despudor estamos agora nisto. Eu proponho o seguinte: se o presidente quer pagar do bolso, os outros passageiros também o devem fazer. Se o governo não aceita o dinheiro, reverta o mesmo para uma instituição de caridade.

    • concordo com o sr. alexandre. ja que nao aceitam o dinheiro, que seja entregue a uma instituiçao. devia ser o PR a fazer isso pessoalmente, assim tinhamos a certeza de que era entregue. acho mal dizer que “constituiu um ato de representação do Estado português”, se ele se lembrasse de ver os jogos todos da selecção também iam dizer a mesma coisa?

  3. Se o Presidente não fosse à final, caía-lhe o país em peso em cima. Como foi, discute-se se devia ir num vôo comercial ou num avião do estado… ou pagar do bolso dele…
    Afinal em que ficamos? O Presidente foi ou não foi REPRESENTAR Portugal???

    Até porque foi convidado pela presidência francesa.
    Poderia ter recusado o convite?
    Se o presidente francês não convidasse, iríamos todos cair-lhe em cima, ou não?

    E, por último, o Presidente NÃO é um cidadão comum. Tem de viajar sempre com segurança, não pode simplesmente “meter-se num avião e abalar”.

    Ou vocês julgam que quando o Sr. David Cameron vem de férias ao Algarve, anda por lá sozinho? Ele bem diz que viaja em vôos comerciais e não gasta nada ao erário público, mas enquanto cá está, são os nossos serviços especiais que lhe garantem a segurança assim que ele sai (e a família) do avião – gratuitamente para o estado britânico!
    Nós é que somos parvos a ‘aparar-lhe o jogo’ e a ficar com a despesa.

  4. Estamos cá NÓS para PAGAR O PATAU, QUALQUER TOSTÃO QUE DEVEMOS AO FISCO PAGAMOS C/JUROS, e estes senhores é tudo Ó GRANDE.

  5. Provavelmente quem lhe devolveu o cheque é que não queria ter de pagar também o seu próprio bilhete (e obrigar os amigos a pagar), por isso… “Vamos todos representar”. O que saiu melhor na foto foi o Marcelo, agora os outros…

    E para ser correcto, a pagar do próprio bolso, ao PR e a cada um dos 10 caberia (3500 * numero horas de voo) / 10.

    É que o custo da hora de voo dos aviões não é só o combustível, independentemente do que diz o tal regulamento dos “orgãos de soberania”…

RESPONDER

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados rebatizar dezenas de genes humanos por causa do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é parecida com fogo florestal, não com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …

Fair-play financeiro. UEFA mantém restrições ao FC Porto

A UEFA informou, esta sexta-feira, que o FC Porto "cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a época 2019/20" a nível do fair-play financeiro e que vai manter as restrições impostas ao clube azul e branco. "O …

Procuradora-geral de Nova Iorque quer dissolver NRA após investigação de fraude

A procuradora-geral de Nova Iorque anunciou, esta quinta-feira, ter movido um processo judicial contra a National Rifle Association (NRA), depois de uma investigação que mostra que os seus dirigentes desviaram milhões de dólares para benefício …

MP abre inquérito sobre surto em lar de Reguengos de Monsaraz

O Ministério Público (MP) instaurou um inquérito sobre o surto de covid-19 num lar em Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, que já provocou 18 mortos. Questionada pela agência Lusa, a Procuradoria-Geral da República (PGR) …

Ciclista Fabio Jakobsen já saiu do coma induzido

O ciclista holandês saiu do coma induzido, dois dias depois de uma violenta queda na primeira etapa do Tour da Polónia, que o deixou em estado grave e obrigou a uma cirurgia de cinco horas. "Temos …