Marcelo sugere que legislativas sejam em maio ou junho

António Cotrim / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República sugeriu esta segunda-feira aos partidos que ponderem uma alteração da lei para que as eleições legislativas se realizem normalmente em maio ou junho, para evitar atrasos na entrada em vigor do Orçamento do Estado.

“Os partidos terão de pensar na hipótese de a legislatura terminar antes do verão, de tal maneira que as eleições não sejam em outubro, mas sejam antes, maio ou junho, porque isso dá para ter um Orçamento aprovado a tempo de entrar em vigor no dia 1 de janeiro do ano seguinte”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa.

O chefe de Estado assumiu esta posição em declarações aos jornalistas durante a inauguração de uma exposição da pintora Paula Rego no Museu da Presidência da República, em Lisboa, a propósito do debate em curso no parlamento do Orçamento do Estado para 2020, que segundo a sua estimativa só entrará em vigor “em final de março”.

“Um dia mais tarde os partidos terão de pensar nisso. Não sei se é preciso mudar a Constituição, se é preciso só mudar a lei”, observou o Presidente da República, assinalando que, atualmente, “de cada vez que há eleições em outubro, fica-se durante seis meses, pelo menos, sem um Orçamento e a funcionar com duodécimos do ano anterior.

A Constituição da República Portuguesa estabelece que “a sessão legislativa tem a duração de um ano e inicia-se em 15 de setembro” e que “a legislatura tem a duração de quatro sessões legislativas”. A lei eleitoral para a Assembleia da República determina que as eleições legislativas se realizam “entre o dia 14 de setembro e o dia 14 de outubro”.

“Com eleições em outubro, nunca haverá Orçamento antes de fevereiro, março. Há quatro anos foi em final de março, não sei se chegou a ser em abril, e o decreto-lei de execução orçamental entra em vigor três meses depois. Portanto, não é possível executar o Orçamento praticamente até dois terços do ano, ou mais de metade do ano”, reforçou o chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa referiu que há quem possa ver nisso “uma vantagem, que é poupar as despesas do Estado”, através de “uma forma de cativação sem ser cativação”. “Mas não é muito normal o Orçamento não coincidir com o ano para o qual deve vigorar”, considerou.

Interrogado se gostaria de ver esta alteração ser feita na presente legislatura, o Presidente da República respondeu: “Não sei, isso são os partidos que têm de apreciar isso. Como sabem, o meu mandato vai até ao dia 9 de março do ano que vem. Será que eles vão modificar isso ou não?”. “Eu penso que era de bom tom pensar nesta situação, porque todos os quatro anos sucede a mesma situação”, defendeu.

Relativamente ao atual processo orçamental, o chefe de Estado manifestou-se convicto de que o Orçamento do Estado para 2020 será aprovado na votação final global de quinta-feira, mas realçou o tempo que o decreto levará ainda até entrar em vigor.

“Com a redação final, a vinda para promulgação, a análise para promulgação, temos um Orçamento que dificilmente entrará em vigor antes de março ou abril – mas vamos esperar março. E depois é preciso um decreto-lei de execução orçamental, sem o que não é possível executar boas partes do Orçamento, e que demora sempre dois, três meses a elaborar”, apontou.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Depois do "selo Brexit", os correios da Áustria emitem o "selo corona" impresso em papel higiénico

O serviço postal da Áustria uniu dois pontos da pandemia do novo coronavírus ao criar um selo impresso em papel higiénico que, segundo os correios, as pessoas também podem, a qualquer momento, usar para ajudar …

A Moog celebra os 100 anos do Theremin com um novo instrumento: o Claravox Centennial

Este ano marca o 100º aniversário do Theremin - um dos primeiros instrumentos musicais completamente eletrónicos, controlado sem qualquer contacto físico pelo músico. Para celebrar vai ser lançado o Claravox Centennial. Foi em 1920 que Leon Theremin, …

Depósito inexplorado na Sibéria tem uma das maiores reservas de ouro do mundo

O maior produtor de ouro da Rússia, PJSC Polyus, anunciou esta semana que o seu depósito inexplorado em Sukhoi Log, na região siberiana de Irkutsk, possui uma das maiores reservas mundiais deste metal preciosos. De …

Os novos iPhones não trazem carregador. Apple poupa muito nos custos, mas não no ambiente

A Apple decidiu vender os seus novos iPhones sem carregador ou auscultadores, alegando que a alteração tem em conta o ambiente, uma vez que serão utilizados menos produtos na embalagem dos telemóveis, mas os especialistas …

Caça ao tesouro secular. Lendária ilha pode esconder Santo Graal, manuscritos de Shakespeare e jóias reais

Perto da Nova Escócia, no Canadá, há uma lendária ilha com misteriosos túneis e estranho artefactos. Há quem acredite que esconde o Santo Graal, os manuscritos de Shakespeare e um tesouro de um capitão. Porém, …

Aprender "baleiês" pode evitar choque de navios com o animal

Uma equipa de cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, tem uma nova ideia para salvar as baleias-azuis em migração das colisões com navios. Durante a época de migração das baleias-azuis, os animais enfrentam sérios …

Afinal, os carros elétricos não são a melhor resposta para combater as alterações climáticas

Os carros elétricos, surgem como alternativas mais sustentáveis aos veículos a gasolina ou gasóleo, podem não ser a melhor forma de combater as alterações climáticas no âmbito dos transportes, de acordo com um novo estudo. …

Seria Jesus um mágico? Há arte romana que parece sugerir que sim

Em alguma arte antiga, Jesus é retratado a fazer milagres com algo na mão que parece ser uma varinha. Investigadores sugerem que se trata de um cajado, que era usado como símbolo de poder. Segundo a …

Nem todos os clubes estão a afundar – alguns estão a prosperar durante a pandemia

Nem todos os clubes estão a sofrer às mãos desta pandemia de covid-19. Alguns deles têm conseguido bons resultados financeiros apesar da crise. A covid-19 provou ser um adversário devastador para o desporto profissional em todo …

Kibus: o aparelho que vai revolucionar a forma como os nossos cães se alimentam

Ter cães como melhores amigos pode ser muito benéfico, mas também traz a sua dose de trabalho e responsabilidades. Levar ao veterinário, dar banho, levar a passear, brincar, dar de comer... No fundo é como …