Marcelo confia no SNS para enfrentar segunda vaga e afasta cenário de rutura

Mário Cruz / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou este domingo confiar no Sistema Nacional de Saúde (SNS) para enfrentar uma segunda vaga da pandemia de covid-19, considerando que “temos hoje” uma “capacidade de estrutura, organização e experiencia que não havia” há sete meses.

No Gerês, no Vidoeiro, concelho de Terras do Bouro, no distrito de Braga, para assinalar os 50 anos da criação do Parque Nacional Peneda-Gerês, Marcelo Rebelo de Sousa afastou o cenário de um novo confinamento por causa dos números de infetados pelo novo coronavírus, defendendo que não se pode fazer o “exercício fácil” de confinar com os mesmos números de março, porque as condições são diferentes.

O chefe de Estado admitiu “atrasos” no tratamento de casos “não covid-19” mas pôs de parte a hipótese de uma rutura. “Sim. Claro que confio”, disse quando questionado sobre se confiava no Sistema Nacional de Saúde (SNS).

“Eu confio desde logo no Sistema Nacional de Saúde porque tem uma peça chave, que é uma coluna vertebral, que se chama Serviço Nacional de Saúde, que é publico. E esse SNS pode ter pressões. São maiores em certos momentos, em certas unidades e em certas áreas porque os ‘doentes covid’ não estão a surgir da mesma maneira em todo o território”, explicou o chefe de Estado.

Há condições para responder a isso, e o que está previsto, no caso de ser necessário, [é] uma mobilização de unidades do Sistema Nacional de Saúde, que não são apenas o SNS clássico, quer para ‘doentes não Covid’, quer para ‘doentes Covid’. Dou-lhe um exemplo: o Hospital de Forças Armadas”, continuou.

Confrontado com os números de infetados com o novo coronavírus, que se aproximam aos de março, altura em que foi declarado o estado de emergência e o confinamento obrigatório, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que não são situações idênticas.

“Hoje a situação pode ser parecida e até em números pode ser superior àquela que existia, mas simplesmente temos hoje instrumentos de análise muito mais finos, sabemos as idades em que tem incidência (…), temos uma capacidade de estrutura e organização e experiência que não havia e, portanto, as decisões são tomadas à medida do que se sabe hoje, que não se sabia há sete meses“, referiu.

Afasta situação de rutura

Para o chefe de Estado, “não se pode fazer aquele exercício fácil que é aquilo que foi necessário decretar como estado de emergência ou confinamento, num determinado momento, [que se] aplica automaticamente e mecanicamente sete meses depois; não é assim que se raciocina”. Quanto a atrasos e situações de quase rutura relatados em alguns centros de saúde, o Presidente da República admitiu que existem “atrasos”, mas isso não “corresponde a uma visão” de conjunto.

“Não significa que haja em termos globais uma situação de rutura ou pré rutura. Há atrasos relativamente aos ‘não covid’, em consultas e tratamentos. Há. Nós sabemos todos que há, não vale apena escamotear. (…) Há uma capacidade de resposta do SNS ao desafio colocado pela covid e outros doentes ‘não covid’. O que acontece é que isso não é distribuído de forma igual por todo o território continental, e há pressões momentâneas maiores em certas áreas”, explanou.

Marcelo Rebelo de Sousa voltou ainda a falar sobre as festas de família no Natal, depois de ter dito esta semana que estas festividades poderiam de ter de ser “repensadas”.

“O que eu disse do Natal é muito simples, eu explico o que pensei para o meu Natal. Em vez de ter uma festa na noite de Natal com dezenas de elementos de família num espaço muito limitado, que é o espaço que estava disponível, é possível dividir uma parte que se encontra ao almoço, no dia 24, outra ao jantar no dia 24, outra ao almoço no dia 25 ou ao jantar no dia 25, ainda por cima, num fim de semana dá para prolongar”, referiu.

“É possível encontrar fórmulas, não é deixar de ter as suas cerimónias de culto, as famílias deixarem de se encontrar, é encontrarem-se e celebrarem este ano de uma forma que é uma forma adequada”, concluiu.

  ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Pessoas a explorar o mapa 3D mais detalhado do Universo com realidade virtual

Google Earth do Espaço. Já é possível navegar pelo mapa mais detalhado do Universo

Investigadores da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, lançaram este mês um software de código aberto que permite visitas virtuais ao Espaço. O Virtual Reality Universe Project (VIRUP) utiliza o maior conjunto de dados do …

Otamendi e Vertonghen disputam a bola com Lewandowski

Benfica 0-4 Bayern | Primeiro a ilusão, depois o rolo bávaro

A ilusão durou 70 minutos. Ao longo de toda a partida, o Bayern foi melhor, criou inúmeros lances de golo, viu dois anulados, acertou no ferro, Vlachodimos fez defesas importantes, mas o Benfica deu luta, …

China quer punir pais de crianças mal-educadas

O regime chinês está a analisar um projeto de lei que prevê que os pais possam ser punidos se os seus filhos exibirem um mau comportamento ou cometerem crimes. De acordo com a agência Reuters, o …

Rui Moreira com Francisco Rodrigues dos Santos e Carlos Moedas

Rui Moreira promete manter a "identidade do Porto" e concluir os projetos que a pandemia atrasou

O presidente da Câmara Municipal do Porto tomou posse, esta quarta-feira, e comprometeu-se a "tudo fazer" para manter a identidade do Porto e a concluir os projetos que a pandemia atrasou. "Quero concluir os projetos que …

Já há um medicamento para tratar a covid-19 em casa (e vários países assinaram acordos de compra)

Países asiáticos já estão na luta pelo novo comprimido antiviral, cujo uso ainda nem sequer foi autorizado, contra a covid-19. Países da região asiática estão já a fazer encomendas da mais recente arma contra a covid-19: …

A Facebook vai implementar uma nova estratégia e o nome vai ser das primeiras coisas a mudar

As últimas semanas têm sido tumultuosas para a empresa de Mark Zuckerberg, que se viu confrontada com os testemunhos de antigos trabalhadores no Senado norte-americano. As notícias da última semana que resultaram do testemunho, no Senado …

Cadetes da Escola Naval investigados por alegados comportamentos abusivos

A Marinha está a investigar uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos entre cadetes da Escola Naval. "A Marinha informa que hoje, 19 de outubro, teve conhecimento de uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos praticados entre cadetes …

Índia. "Montanha de lixo" que garante sobrevivência de pobres será substituída por estação de tratamento

As "montanhas de lixo" das cidades da Índia em breve serão substituídas por estações de tratamento de detritos. A maior de todas — equivalente a um prédio de 18 andares — garante a sobrevivência de …

Candidatura de Nuno Melo acusa direção de não facultar cadernos eleitorais e de sanear senadores

A candidatura de Nuno Melo à liderança do CDS-PP acusou, esta quarta-feira, os opositores de não facultarem os cadernos eleitorais nem possibilitarem a fiscalização da eleição de delegados ao congresso, apontando também a substituição de …

Bolsonaro acusado de nove crimes pela comissão de inquérito sobre gestão da pandemia

O relatório apresentado, esta quarta-feira, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado brasileiro pede o indiciamento do Presidente por nove crimes durante a pandemia de covid-19. No texto, com mais de 1200 páginas, pede-se que …