Marcelo acha “injusto” Bruxelas não reconhecer o esforço do anterior governo

O Presidente da República considerou este sábado “muito injusto” que Bruxelas venha agora dizer que o anterior Governo não fez tudo o que podia fazer para cumprir a meta de 3% do défice.

“Presto homenagem ao Governo anterior. Acho que o Governo anterior fez tudo aquilo que Bruxelas achava que era necessário fazer para cumprir a meta do défice e acho muito injusto que venha agora Bruxelas dizer que o Governo anterior não se empenhou e não fez tudo o que podia fazer para que essa meta fosse atingida”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas.

Marcelo Rebelo de Sousa congratulou-se com o facto de existir “consenso nacional” em apelar para que Bruxelas não aplique sanções a Portugal, observando que todos os partidos o têm feito.

Marcelo considerou ainda que o atual Governo, liderado por António Costa, está “a fazer tudo para explicar a Bruxelas o que se passou no tempo do outro Governo”.

É um bom exemplo de convergência nacional“, salientou.

Quanto ao valor do défice, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que, tirando o Banif, o défice falado seria “ligeiramente acima dos 3%”, com Bruxelas a falar de 3,2%, mas que “não faz sentido nenhum” Bruxelas aplicar sanções a Portugal por causa de 0,2 pontos percentuais.

O Presidente da República entende que Bruxelas tem o dever de “reconhecer o papel do povo português ao longo dos quatro anos” e “dar um sinal de que percebe o que foi o sacrifício do povo português”.

Esta semana, a Comissão Europeia negou ter decidido propor sanções a Portugal e Espanha no quadro dos Procedimentos por Défice Excessivo, reiterando que as decisões sobre o cumprimento do Pacto de Estabilidade e Crescimento só serão tomadas na próxima semana.

No mesmo dia, o primeiro-ministro, António Costa, afirmou, em entrevista à SIC, que se baterá contra qualquer tentativa de a Comissão Europeia impor sanções a Portugal, alegando que as considera “injustas”, apesar de estar em análise o período entre 2013 e 2015.

Também o ministro das Finanças, Mário Centeno, considerou que o país não deveria ser sujeito a qualquer sanção.

“Estamos a trabalhar com a Comissão Europeia para explicar as razões pelas quais, obviamente, pensamos que o país na situação em que está de alteração das suas condições de crescimento não deveria ser sujeito a nenhuma sanção”, disse, em 13 de maio.

No entanto, no início deste mês o presidente do Partido Popular Europeu, Manfred Weber, escreveu uma carta ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, em que pede a Bruxelas mão pesada nas sanções a Portugal e Espanha.

Manfred Weber pede a Juncker que as regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento “sejam aplicadas sem permissividade” – incluindo as da “vertente correctiva, que devem ser usados na sua força máxima”. e sem fazer distinções entre países.

Portugal deveria ter colocado o défice abaixo do limiar dos 3% do PIB em 2015, mas de acordo com os dados validados pelo gabinete oficial de estatísticas da UE, o Eurostat, o défice orçamental de Portugal foi no final do ano passado de 4,4%, incluindo o impacto orçamental da medida de resolução aplicada ao Banif, que valeu 1,4% do PIB.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois Bruxelas quer é €uros e o esforço não foi do governo mas sim dos Tugas que se fartam de produzir por baixos salários e mesmo assim vem o ex-pobrete patrão dos patrões dizer que subiu o ordenado mínimo mas a produtividade não outro que quer 24 horas de trabalho diário a troco de uma sopa ao fim do dia (veja-se uma camisola da selecção das 5 quinas feita no Bangladesh, por crianças é o mais certo, que no fim do dia comem uma sopa ou pouco mais que isso e e vendida numa sportzone qualquer por 85 e 140€).
    A vaca em Portugal portou-se tão bem que e foi tão bem espremida pelas laranjas que Bruxelas só não lhe seca as tetas só se não puder.

RESPONDER

Na Saúde, Warren torna-se alvo de ataques. Mas o foco é "derrotar Trump"

O maior debate televisivo para umas eleições primárias na história dos EUA juntou 12 candidatos num só palco. Foi o primeiro debate para o qual o ex-vice-Presidente Joe Biden não partiu com vantagem, tendo a …

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …

“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

  O PSD defendeu esta quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Dobradinha poderá render 1,6 milhões de euros a Bruno Lage

Caso consiga alcançar a dobradinha, isto é, vencer o campeonato e a Taça de Portugal, o treinador do Benfica, Bruno Lage, receberá em prémios cerca de 1,6 milhões de euros brutos, avança a imprensa desportiva. A …

Lisboa aumenta seis vezes IMI de prédios devolutos nos centros

A Câmara de Lisboa vai aumentar, em 2020, seis vezes a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para os prédios devolutos nas zonas de maior pressão urbanística, anunciou esta quarta-feira o vereador das Finanças, …

Polícia entrou na federação de futebol da Bulgária e deteve cinco pessoas

Já depois de Borislav Mihailov se ter demitido da presidência da federação da Bulgária, uma unidade da estrutura policial que luta contra o crime organizado no país entrou esta terça-feira na sede da federação, em …

Família holandesa vivia há 9 anos numa cave à espera “do fim dos tempos”

A policia holandesa encontrou uma família de seis pessoas na cave de uma quinta no nordeste do país, onde viviam em isolamento há nove anos e, segundo a imprensa, esperavam “o fim dos tempos”. A polícia …

Kim Jong-un subiu montanha sagrada a cavalo (e deixou a Coreia à espera de um grande anúncio)

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi ao monte Paektu, a montanha considerada sagrada pelos norte-coreanos, dar um passeio a cavalo. As imagens foram divulgadas pela agência estatal KCNA, tendo surgido especulações de que virá aí …