Manoel de Oliveira tem tudo pronto, menos verbas, para rodar um novo filme

Roman Bonnefoy / Wikimedia

foto: Roman Bonnefoy / Wikimedia

foto: Roman Bonnefoy / Wikimedia

A um mês de completar 105 anos, o realizador Manoel de Oliveira afirmou à revista francesa Cahiers du Cinéma que está pronto para rodar um novo filme, “O velho do Restelo”, mas falta-lhe financiamento.

“Fazer este filme é como ganhar uma batalha: É difícil. A conjuntura económica trava e fragiliza a montagem financeira do filme”, afirmou o realizador português.

Na entrevista, feita pelo investigador António Preto e publicada na edição de novembro da revista, Manoel de Oliveira deixou ainda um lamento: “Eu penso que no país há uma grande indiferença pelo que já realizei. Tanto faz que o meu cinema exista ou não exista”.

Manoel de Oliveira está há mais de um ano a trabalhar no argumento de “O velho do Restelo”, a partir de textos de Camões, Teixeira de Pascoaes, Camilo Castelo Branco ou Cervantes, que se debruçam de alguma forma sobre esta personagem.

O filme será uma média metragem, com atores portugueses, e com um orçamento de 350.000 euros que o produtor Luís Urbano conta conseguir em breve, para arrancar com a rodagem no começo de 2014, como explicou à agência Lusa.

A propósito da personagem pessimista e derrotista do “Velho do Restelo”, Manoel de Oliveira opina, na entrevista, sobre a atualidade – “vivemos um presente suspenso da realidade” -, sobre a crise económica – “um mal que se abateu sobre nós” – sobre a derrota e a “esperança da vitória”.

O realizador explicou ainda que pretende fazer “O Velho do Restelo”, porque quer refletir novamente sobre a História de Portugal, em particular sobre “a Invencível Armada e o presente”.

Fazendo jus à vitalidade e à capacidade de trabalho, que desafiam os seus 104 anos, Manoel de Oliveira revelou ainda que já concluiu o argumento para um outro filme centrado nas mulheres que fazem as vindimas, ainda que esta prática tenha já sido retratada anteriormente pelo autor.

“Este projeto, sobre as vindimas, é o resultado de uma declaração feita por uma atriz italiana. Ela disse que o próximo filme que eu faria seria sobre as vindimas. Não contava fazer esse filme, mas tomei a decisão de responder à sua vontade.

Quanto à ideia de adaptar “A missa do Diabo”, do autor brasileiro Machado de Assis, o realizador reconheceu algumas dificuldades, em particular porque o filme teria que ser rodado no Brasil.

Manoel de Oliveira, nascido no Porto em 1908, completará 105 anos no dia 11 de dezembro.

O realizador deverá marcar presença hoje numa homenagem que lhe será prestada pelo Instituto Politécnico do Porto e pela Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo na Biblioteca Almeida Garrett, no Porto.

Na sessão estarão presentes, entre outros, o escritor Mário Cláudio, que fará uma conferência, o presidente da câmara municipal do Porto, Rui Moreira, o embaixador de França em Portugal, Jean-François Blarel, e a atriz Fernanda Matos, protagonista do filme “Aniki-Bóbó”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou na quarta-feira o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona …

Atlético de Madrid na corrida por Gabigol

O Atlético de Madrid entrou na corrida pela contratação de Gabigol, o artilheiro que está ao serviço do Flamengo por empréstimo do Inter de Milão. A notícia é avançada pelo jornal italiano Gazzetta Dello Sport, …

Australiana condenada a prisão por ter mentido no currículo

Uma australiana de 45 anos foi condenada a um ano de prisão efetiva por ter mentido no seu currículo para conseguir uma vaga no Governo regional, conta esta quinta-feira a ABC Australia. Veronica Hilda Theriault foi …

Homem da comunicação de Rui Rio pertence à maçonaria

João Tocha, o homem que o líder do PSD escolheu para fazer parte da sua comunicação, é maçon, avança a revista Visão esta quinta-feira. Em declarações à Visão, João Tocha, iniciado no Grande Oriente Lusitano …

Marco Silva despedido do Everton

O treinador português Marco Silva foi hoje despedido pelo Everton, clube da Primeira Liga inglesa de futebol, um dia depois do desaire por 5-2 no reduto do rival da cidade, o campeão europeu Liverpool. “O Everton …

Líder Supremo do Irão aprova medidas para reconhecer como "mártires" os mortos dos recentes distúrbios

O líder supremo do Irão aprovou as recomendações de um relatório oficial propondo o reconhecimento como "mártires" dos mortos nos recentes distúrbios no país sem que tenham "desempenhado qualquer papel", indicou esta quinta-feira o seu …

OE2020. Governo quer baixar preço da luz sem mexer no IVA

O Governo socialista está a estudar hipóteses "alternativas" para baixar o preço da luz sem mexer na taxa do IVA, devendo estas soluções constar já da proposta inicial do Orçamento de Estado para 2020 (OE2020). De …

Pelosi acionou votação para impeachment a Trump. "Os factos são incontestáveis"

A Presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, anunciou esta quinta-feira que o órgão irá avançar com a redação de acusações contra o Presidente norte-americano, no âmbito do processo de impeachment. “As ações …

Relação volta a contrariar Ivo Rosa. Depoimentos de Salgado nos casos BES e Monte Branco podem ser usados na Operação Marquês

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) autorizou a utilização na Operação Marquês dos depoimentos do banqueiro e arguido Ricardo Salgado, prestados nos processos Monte Branco e Universo GES/BES, contestando a decisão de Ivo Rosa, …

Carga fiscal subiu aos 35,4% em 2018. É o valor mais alto desde 2000

A carga fiscal em Portugal subiu dos 34,3% do PIB em 2017 para os 35,4% em 2018, o valor mais elevado desde 2000, acima da média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento …