Mais de 99% dos portugueses acha que deve fazer análises todos os anos

SXC

foto: sxc

foto: sxc

A quase totalidade dos portugueses adultos acredita que deve fazer análises ao sangue e à urina todos os anos e a esmagadora maioria acaba por as realizar com aquela periodicidade, segundo um estudo publicado numa revista científica internacional.

Depois de inquéritos efectuados a cerca de mil pessoas entre os 18 e os 97 anos, uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto concluiu que 99,2% dos inquiridos acredita que deve fazer análises ao sangue e urina a cada 12 meses.

Mais de 87% dos portugueses questionados indicaram ainda que realiza aquelas análises com periodicidade anual e 37,7% do total afirmaram que recorrem a estes serviços por sua iniciativa, apesar de os investigadores ressalvaram que, geralmente, só se consegue realizar análises com prescrição médica.

“A maioria dos portugueses adultos acredita que deve utilizar um grande número de serviços de saúde, numa base anual. A nossa pesquisa indica uma tendência para o uso excessivo de recursos”, afirmam os investigadores no artigo publicado na revista Plos One.

O estudo sublinha que a realização anual de “análises gerais” parece estar fortemente enraizada na população portuguesa.

“Em Portugal não há recomendação oficial para a frequência de exames de saúde em adultos, nem para análises ao sangue”, com excepção de alguns rastreios oncológicos, ressalvam os investigadores.

O artigo avisa que, actualmente, não há evidência científica de que os exames gerais em adultos reduzam a mortalidade geral ou específica, embora contribua para aumentar o número de diagnósticos.

Além disso, os investigadores referem que a percepção dos doentes em relação aos exames médicos necessários está longe do que é recomendado pela evidência científica.

Um dos exemplos apresentados como incoerente é o indicador que mostra que mais portugueses consideram um raio-x aos pulmões mais necessário do que uma análise ao sangue oculto nas fezes (geralmente feita para despiste de cancro colo-retal).

Os investigadores concluem que a estratégia para uma prescrição mais racional de exames médicos deve ser mais orientada para o doente.

As estratégias orientadas para o médico, como os incentivos financeiros, com o objectivo de racionalizar as prescrições, não têm em conta a recente evolução das consultas médicas nem a forma como as decisões são tomadas no consultório.

/Lusa

RESPONDER

NASA mostra como o furacão Ofélia influenciou os incêndios em Portugal

A estação espacial norte-americana NASA divulgou um vídeo que ilustra o impacto dos furacões que atingiram o Oceano Atlântico, nos últimos meses, mostrando em particular como o Ofélia teve influência nos grandes incêndios que abalaram …

Cesarianas e tempos de espera nas urgências vão condicionar financiamento

Os hospitais com taxas de cesariana superiores a 29,5% ou 31,5%, consoante o grau de diferenciação, não vão receber do Estado o pagamento pelos respetivos episódios de internamento, no âmbito do programa para a redução …

Empresas públicas escondem das Finanças os salários dos gestores

Cerca de metade das empresas públicas não comunicaram dados sobre os salários dos membros do conselho de Administração ao Ministério das Finanças, como está estipulado na Lei. O Correio da Manhã apurou que, em 2016, 118 …

"0 tiros disparados". PSP publica (e depois retira) post polémico sobre tiroteio

O post partilhado no Facebook da PSP, que parecia fazer alusão ao tiroteio que, na semana passada, provocou a morte de uma mulher, já foi retirado desta rede social. "0 tiros disparados", podia ler-se. A PSP …

PJ descarta abuso sexual na Queima das Fitas de Porto e Braga. Autores dos vídeos ainda por apurar

A Polícia Judiciária descartou o crime de abuso sexual nos dois casos, mas mantém a investigação aos crimes de de gravação ilícita e devassa da vida privadas. Dois jovens envolvidos numa cena de sexo num autocarro …

Negociações para formar Governo fracassam na Alemanha

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, lamentou no domingo em Berlim o fracasso das negociações da CDU com os liberais do FDP e com Os Verdes para a formação de um novo governo. Desde as eleições …

Armada argentina duvida que chamadas de satélite sejam do submarino desaparecido

No sábado, bases navais da Argentina anunciaram ter recebido contactos por telefone-satélite que poderiam ter sido feitos a partir do submarino militar argentino Ara San Juan. De acordo com o Diário de Notícias, sete chamadas de …

Morreu o infame Charles Manson

Na sequência dos assassínios brutais que levou a cabo com a sua seita, Charles Manson tinha sido condenado à morte em 1971. Um dos criminosos mais famosos dos Estados Unidos, Charles Manson, líder de uma seita …

Portugal prepara-se para o regresso dos seus jihadistas

As autoridades portuguesas estão a preparar-se para o regresso dos jihadistas que partiram de Portugal para combater nas fileiras do Estado Islâmico. Polícia e entidades de apoio social estão a receber formação para prevenir a …

Criminologista espanhol encontrou a "mulher de roxo" do caso Maddie

A polícia inglesa procurava a "mulher de roxo", que tinha saído da Praia da Luz com o marido - um pedófilo condenado que entretanto morreu -  na mesma altura do desaparecimento de Madeleine McCann, em …