Mais de 3 mil executados num ano pelo Estado Islâmico na Síria

STR / EPA

-

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) executou mais de três mil pessoas na Síria, na maioria civis, desde que há um ano proclamou o seu califado na Síria e no Iraque, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

A organização não-governamental com sede em Londres contou 3.027 execuções perpetradas pelo grupo extremista desde 29 de junho de 2014, quando o líder do EI, Abu Bakr al-Baghdadi, proclamou o califado e se autonomeou califa.

Entre os executados estão 1.787 civis, 74 dos quais crianças.

Os membros da tribo sunita Shaitat representam perto de metade dos civis mortos. O EI matou 930 membros deste clã em Deir Ezzor, no leste da Síria, o ano passado, quando eles se revoltaram contra o grupo extremista, segundo a ONG.

O balanço inclui pessoas mortas recentemente em Kobane, cidade curda síria na fronteira com a Turquia, que registou esta semana uma incursão dos jihadistas. De acordo com o OSDH, o EI executou pelo menos 223 pessoas esta semana.

O Observatório contou também 216 rebeldes e combatentes turcos mortos pelo EI, assim como 900 membros das forças do regime de Bashar al-Assad.

O grupo executou igualmente 143 jihadistas das suas fileiras, acusados de espionagem e capturados quando tentavam fugir.

O grupo extremista perdeu pelo menos oito mil dos seus membros em combates e ataques aéreos da coligação internacional dirigida pelos Estados Unidos, adiantou a ONG.

O EI, que apareceu na Síria em 2013, tem origem no braço iraquiano da Al-Qaida e procurou uma fusão com o ramo sírio desta rede, a Frente al-Nusra. Mas esta rejeitou a aliança e os dois grupos são atualmente rivais.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …