Houve mais crianças internadas em Cuidados Intensivos do que as que constam no parecer

Tiago Petinga / Lusa

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas

Houve mais crianças internadas nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) na sequência da infeção por covid-19 do que as que constam no documento da Comissão Técnica de Vacinação.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O parecer da Comissão Técnica de Vacinação para as crianças dos 5 aos 11 anos indica a existência de 20 internamentos em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) por Sars-CoV-2 naquela faixa etária, desde o início da pandemia.

Contudo, segundo o “Registo Nacional de Casos Pediátricos de Covid-19 com internamento hospitalar”, foram 30 as crianças internadas em UCI.

Em declarações à CNN Portugal, Manuel Carmo Gomes, epidemiologista e um dos elementos que elaborou o parecer técnico, explica que este dado “significa que a relação o beneficio ainda é melhor na sua relação com o risco”.

“Nós dividimos os 20 casos por 217 que foi o número de crianças hospitalizadas para ver a percentagem dos que vão para os UCI, que ficou em 9,2%. Mas se forem 30 internamentos, então há mais crianças nos cuidados intensivos e percentagem sobe para 13,8%“, explicou o perito, acrescentando que “a vacina é ainda mais benéfica”.

Segundo a estação, a Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos Pedriátricos já enviou um e-mail para a Direção-Geral de Saúde (DGS) a alertar para o erro.

A informação relativa aos 20 internamentos foi enviada pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde para os elementos da comissão técnica.

Já os dados do “Registo Nacional de Casos Pediátricos de Covid-19”, chamado Epidecntre.pt, são da responsabilidade da Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos Pediátricos e da Sociedade Portuguesa de Neonatologia, em colaboração com o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

A razão que explica esta diferença de números entre as várias instituições pode ser um atraso no registo de dados no Ministério da Saúde.

O autoagendamento da vacinação de crianças de 10 e 11 anos está disponível desde esta segunda-feira. O processo de vacinação arranca no próximo fim de semana.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.