/

Mais 4.788 infeções e 73 óbitos. Quase dois terços dos casos no Norte, internamentos batem recorde

Miguel A. Lopes / Lusa

A diretora-geral de Saúde, Graça Freitas

Portugal registou este domingo 4.788 novos casos de covid-19 e 73 óbitos nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), quase dois terços dos novos casos são no norte do país. Dos 4.788 novos casos registados no país, 3.091 são na região Norte. A estes somam-se 844 casos em Lisboa e Vale do Tejo, 637 no centro, 112 no Alentejo, 73 no Algarve, 18 nos Açores e 13 na Madeira.

É também no Norte que se registam mais de metade dos óbitos (39), seguido de Lisboa e Vale do Tejo (20), Centro (12) e Alentejo (2). O Algarve e os arquipélagos da Madeira e dos Açores não registaram óbitos nas últimas 24 horas.

Um dos óbitos foi um homem que estava na faixa etária dos 50 anos. Na faixa etária dos 60-69 anos morreram mais 8 pessoas, com as restantes mortes registadas em pessoas que tinham mais de 70 anos.

Em relação aos internamentos, o número de internados disparou em 126 pessoas para um novo recorde: 3.151 internados. Desses, 491 estão em cuidados intensivos – mais seis do que na véspera.

O país regista ainda mais 3.540 doentes recuperados. Atualmente, há 83.942 casos ativos em Portugal.

Este sábado, o Governo anunciou as novas medidas a vigorar a partir de terça-feira, dia em que se renova o estado de emergência, que se inicia às 0h do dia 24 de novembro e termina às 23h59 do dia 8 de dezembro.

O primeiro-ministro anunciou que o país será dividido em quatro zonas de risco e haverá recolher obrigatório e restrições à circulação entre concelhos. Nas vésperas de feriados, as escolas serão fechadas e haverá tolerância de ponto.

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.