/

Portugal regista mais 766 novos casos e sete mortes. País está perto da zona “laranja” da matriz de risco

Portugal registou nesta quinta-feira sete mortes devido à covid-19 e 766 novas infeções pelo novo coronavírus, de acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado nesta sexta-feira.

O boletim epidemiológico desta sexta-feira indica ainda que há 301 doentes hospitalizados em Portugal, menos 20 do que no balanço anterior. Destes, 55 estão em unidades de cuidados intensivos (UCI), menos 1.

Foram hoje anunciadas também mais 624 recuperações, num total de 1.030.439. Desde o início da pandemia, em Março de 2020, o país soma 1.078.729 casos confirmados e 18.078 vítimas mortais.

Lisboa e Vale do Tejo é a região com maior número de casos em Portugal (230), seguindo-se a região Norte com 226. No Centro registaram-se 171 casos, no Algarve 62 e no Alentejo 37. Os Açores contabilizaram 28 novas infeções e a Madeira 12.

No entanto, é na zona centro que se regista o maior número de mortes (três), seguindo-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com dois óbitos, assim como o Alentejo.

A matriz de risco, que é atualizada às segundas, quartas e sextas-feiras, mostra que Portugal está novamente a aproximar-se na zona “laranja” da matriz de risco. O R(t) está a 1 a nível nacional e no continente –  na última atualização, estes valores estavam em 0,97 a nível nacional e 0,98 no continente.

Por sua vez, a incidência a 14 dias por 100 mil habitantes é agora de 84,2 casos de covid-19 a nível nacional e 84,4 no continente. Este indicador aumentou relativamente ao balanço anterior, que dava conta de 83,2 casos de infeção por cada 100 mil habitantes a nível nacional e no continente.

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.