Mais 2560 casos de covid-19 e 14 mortes nas últimas 24 horas

Portugal registou, esta terça-feira, mais 14 mortes e 2560 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o último boletim da DGS, dos 2560 novos casos, 831 são na região de Lisboa e Vale do Tejo, 780 no Norte, 568 no Centro, 183 no Algarve, 93 no Alentejo, 89 na Madeira e 16 nos Açores.

No total, o número de pessoas infetadas pela doença desde o início da pandemia é agora de 1.126.318. Há, neste momento, 45.770 casos ativos, mais 11 do que na segunda-feira.

O boletim da DGS também indica que se registaram mais 14 mortes nas últimas 24 horas, sendo que quatro ocorreram no Centro, quatro em Lisboa e Vale do Tejo, duas no Norte, duas na Madeira, uma no Alentejo e uma no Algarve. No total, já morreram 18.353 pessoas devido à covid-19 em Portugal.

Neste momento, existem 649 doentes internados (mais 21 do que ontem), dos quais 93 se encontram nos cuidados intensivos (número que se manteve inalterado relativamente ao dia de ontem).

O boletim da DGS também aponta para mais 2535 doentes recuperados, verificando-se já um total de 1.062.195. Há ainda 47.358 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde, mais 2428 em relação ao dia de ontem.

O país está na chamada zona vermelha. Tem uma média de 228,9 casos de infeção por 100 mil habitantes a nível nacional e de 228,8 casos no continente. Neste momento, o índice de transmissibilidade (Rt) é de 1,19 a nível nacional e de 1,20 no continente.

Esta terça e quarta-feira, o primeiro-ministro recebe os partidos com assento parlamentar para discutir a situação epidemiológica em Portugal, antes de o Governo aprovar novas medidas, o que poderá acontecer no Conselho de Ministros desta quinta-feira.

A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 5.156.563 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China no final de 2019, segundo o balanço diário da agência France-Presse.

  Filipa Mesquita, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE