Mais 22 mortes e 5649 casos de covid-19. Número de novas infecções é o mais alto desde Fevereiro

1

O número de óbitos é também o mais alto desde 10 de Março. Mais 3233 pessoas recuperaram da covid-19 nas últimas 24 horas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 5649 novas infecções por covid-19, sendo este o número mais alto desde o dia 6 de Fevereiro, quando foram contabilizados 6132 novos casos.

Morreram também mais 22 pessoas com a doença, segundo o boletim epidemiológico da DGS, sendo este também o valor mais alto dos últimos nove meses — foi no dia 10 de Março que se verificaram também 22 óbitos.

Não houve qualquer óbito no Alentejo e nos Açores. A maioria das mortes foi no Norte (sete), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (cinco), e Centro e Algarve (quatro em cada). Na Madeira, morreram mais duas pessoas.

A nível dos novos casos, a maioria foi na região do Norte (1775), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (1699), Centro (1474), Algarve (383), Alentejo (140), Madeira (138) e Açores (40).

O número de doentes internados desceu, estando agora 879 pessoas hospitalizadas, menos 23 face ao boletim anterior. Destas, 130 estão nas unidades cuidados intensivos, havendo mais um doente nesta condição.

Mais 3233 pessoas recuperaram da doença, mas o número de casos activos subiu para 58 833, mais 2394 do que nos últimos dados. Há também 2725 contactos em vigilância.

A incidência tornou a subir, sendo agora de 374 casos por 100 mil habitantes. Já o indíce de transmissibilidade desceu ligeiramente para 1,13 a nível nacional.

O total de vítimas mortais sobe assim para 18.514 e o de infectados ascende a 1.163.001, desde o início da pandemia.

  Adriana Peixoto, ZAP //

1 Comment

  1. O ano passado por esta altura eram mais de 10 000 …
    Porque é que deixaram de falar no numero de mortes e agora referem com mais entusiasmo as novas infecções?

    Esse dado é de alguma forma relevante?
    Apenas diz que mais pessoas tem gripe

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.