MAI impõe mínimo de mulheres no recrutamento para a GNR e PSP

Nuno Veiga / Lusa

O Ministério da Administração Interna (MAI) vai incluir nas regras de recrutamento em 2021 indicadores mínimos de 15% de mulheres na incorporação para guardas da GNR e de 20% para agentes da PSP.

No âmbito da celebração do Dia Internacional da Mulher, que se assinala esta segunda-feira, o Ministério da Administração Interna defende que “refletir melhor o conjunto da sociedade, desconstruindo preconceitos que ainda limitam a liberdade das mulheres na escolha do seu percurso profissional” é uma “das finalidades a atingir com o aumento da representatividade feminina nas Forças e Serviços de Segurança (FSS)”.

Nesse sentido, o MAI anunciou que vai incluir nas regras de recrutamento em 2021 indicadores mínimos de 15% de mulheres na incorporação para guardas da GNR e de 20% para agentes da PSP.

Para o MAI, cujo ministro Eduardo Cabrita preside esta segunda-feira à reunião da Comissão para a Igualdade de Género e Não Discriminação da Guarda Nacional Republicana, é mais uma oportunidade de promover a igualdade de género nas FSS e na Proteção Civil, refere uma nota de imprensa.

“Essa prioridade decorre do importante contributo que a maior representatividade feminina tem na melhoria da intervenção das FSS junto dos cidadãos e, em particular, na prevenção e combate de fenómenos como a violência doméstica – em 2020 foram registadas 27.609 queixas, menos 6,3% do que em 2019 –, mutilação genital feminina e tráfico de pessoas”, refere o MAI.

No final de 2020 havia 3511 mulheres nas FSS: 1625 militares na GNR, 1622 polícias na PSP e 264 inspetoras no SEF. Esse número correspondia a 8% do efetivo total das três estruturas policiais, enquanto ao nível da Proteção Civil havia 22% de mulheres no universo dos bombeiros portugueses.

Em termos comparativos, a nota do MAI informa que se regista uma duplicação do número de mulheres nas FSS face a 2000, quando eram 1770: 214 na GNR, 1447 na PSP e 109 no SEF.

A Comissão para a Igualdade de Género e Não Discriminação da GNR foi criada em 2019 e integra 12 homens e mulheres (oficiais, sargentos, praças e civis) que prestam serviço em diferentes órgãos e comandos da Guarda.

Ao nível de cargos de chefia, a GNR tem atualmente 18 mulheres a comandar destacamentos territoriais e na Unidade de Controlo Costeiro, enquanto outras 15 comandam postos territoriais. Na PSP, há duas mulheres a comandar o Comando Metropolitano do Porto e o Distrital de Aveiro e 38 a comandar esquadras.

Este domingo, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou que os passos dados para salvaguardar a igualdade de género em Portugal não são ainda suficientes e anunciou que quis passar “das palavras aos atos”.

Numa nota publicada no portal da Presidência da República, e para assinalar o Dia Internacional da Mulher, o chefe de Estado assinalou que no seu segundo mandato terá mais de 60% de mulheres entre os consultores da sua Casa Civil.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Patrões, UGT e Governo assinam acordo de Concertação, num "sinal de desagravamento" das tensões

Esta quarta-feira, será assinado o acordo de formação profissional, denominado Um Desígnio Estratégico para as Pessoas, para as Empresas e para o País, alcançado na concertação social. Carlos Silva, secretário geral da UGT, encara a assinatura …

Navio e cemitério egípcios encontrados em cidade submersa há mais de 1.000 anos

Um equipa de arqueólogos descobriu os destroços de um antigo navio egípcio que naufragou após ser atingido por blocos gigantes do famoso templo de Amon. Também foi encontrado um cemitério. O naufrágio ocorreu há cerca de …

Ferro espera que jovens resistentes à vacinação mudem de atitude

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, elogiou o processo de vacinação e disse esperar que os mais jovens mudem de atitude. Carla Nunes, da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova …

Governo cria 500 vagas no ensino superior para alunos desfavorecidos

O Governo vai criar 500 vagas no ensino superior e em cursos técnicos superiores profissionais, no ano letivo de 2022-23, destinados a alunos provenientes de zonas desfavorecidas. De acordo com o Público, a medida faz parte …

Consumir alimentos com ómega-3 pode aumentar a esperança de vida em cinco anos

Um novo estudo indica que ter altos níveis de ómega-3 no sangue pode aumentar a esperança de vida de um indivíduo em cinco anos. De acordo com o novo estudo, publicado The American Journal of Clinical …

Bebiana Cunha é a candidata do PAN à Câmara do Porto

Bebiana Cunha, líder parlamentar do Pessoas-Animais-Natureza (PAN), é a candidata do partido à presidência da Câmara Municipal do Porto. A líder parlamentar do Pessoas-Animais-Natureza(PAN), Bebiana Cunha, de 35 anos, é a candidata do partido à presidência …

CP prevê perturbações na circulação de comboios a partir de hoje e até 15 de setembro

A CP - Comboios de Portugal prevê perturbações na circulação de comboios a partir de hoje, em todos os serviços, a nível nacional, e até 15 de setembro, devido a greves na empresa e na …

Plano para vacinar jovens espera luz verde da DGS

Está tudo pronto para arrancar com a vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos no fim de semana de 21 e 22 de agosto. Só falta a luz verde da Direção-Geral da …

PSD/CDS apresenta queixa na CNE contra presidente da Câmara de Paredes

A coligação PSD/CDS apresentou uma queixa na CNE contra o presidente da Câmara de Paredes, no distrito do Porto, por ter usado meios da autarquia na campanha do PS. A coligação PSD/CDS-PP que concorre à Câmara …

Os perfeccionistas têm mais tendência a desistir dos seus objetivos

As pessoas perfeccionistas têm mais tendência a encarar os seus problemas como situações fora do seu controlo, de acordo com um estudo recentemente publicado no Journal of Clinical Psychology, que também explora o porquê de …