Maduro já recebeu primeira dose da vacina russa Sputnik V

Nicolás Maduro recebe primeira dose da vacina russa Sputnik V

Nicolás Maduro recebeu, este sábado, a primeira dose da vacina Sputnik V, cerca de duas semanas depois de o Governo anunciar o início do programa de vacinação.

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e a sua mulher, Cília Flores, receberam este sábado a primeira dose da vacina russa Sputnik V contra o novo coronavírus, no âmbito do programa venezuelano de imunização da população.

O momento da vacinação foi divulgado pelo próprio chefe de Estado numa mensagem através do Twitter, que fez acompanhar por um vídeo, em que além dos dois a ser vacinados é possível ver vários profissionais de saúde.

“Compartilho o momento em que, junto com Cília Fores, recebemos a primeira dose da Sputnik V. Com esta vacina imunizamos grande parte do nosso pessoal médico, e preparamo-nos, adicionando outras vacinas para proteger todo o nosso povo”, escreveu.

Segundo a imprensa venezuelana, daqui a 21 dias ambos devem receber a segunda dose da vacina russa. “Já levamos (usámos) 60% das vacinas russas e segunda-feira arrancamos com as chinesas (…) a nível mundial todos os estudos dizem que a vacina russa é uma vacina de grande poder para gerar imunidade”, explica no vídeo.

Maduro afirmou ainda que “há escassez de vacinas no mundo” e que “quase 40 países estão colocando a vacina russa e a União Europeia a está estudando (…) tenho muita fé na combinação entre as vacinas russa, chinesa e cubana”.

Por outro, adiantou que foi assinado “um acordo com a Organização Panamericana da Saúde, a Organização Mundial da Saúde, para que libertem 300 milhões de dólares (251,7 milhões de euros) que têm sequestrado (em bancos) na Inglaterra”.

Na sexta-feira o Presidente ordenou suspender, a partir de 5 de março, todas as atividades públicas, quer do Governo, quer do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV, o partido do Governo), até que a “melhore” a situação da pandemia. “Decidimos, na comissão (para a prevenção da covid-19) limitar os atos e mobilizações públicas, enquanto saímos da situação de alarme pela chegada da variante brasileira”, disse.

A suspensão acontece depois de terem sido detetados 10 casos de pacientes infetados com a variante brasileira do novo coronavírus no estado de Bolívar (sul do país, fronteiriço com o Brasil), na cidade de Caracas e no vizinho estado de Miranda. Entre os atos suspensos está uma marcha, prevista para 8 de março, que iria assinalar o Dia da Mulher.

A Venezuela recebeu, na terça-feira, meio milhão de doses de vacinas da farmacêutica estatal chinesa Sinopharm contra a covid-19, horas depois de o Governo venezuelano ter aprovado o seu uso no país.

O país recebeu em 13 de fevereiro as primeiras 100 mil doses da vacina russa Sputnik-V, que, segundo o Presidente Nicolás Maduro, foram destinadas à população mais vulnerável, para reduzir a transmissão local do novo coronavírus. Segundo a imprensa local, a vacinação começou cinco dias depois e os idosos foram excluídos.

Em 17 de fevereiro, Nicolás Maduro anunciou que previa iniciar a imunização geral da população a partir de abril, com vacinas da Rússia, China, Cuba e da plataforma Covax da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Academia Nacional de Medicina (ANM) da Venezuela indicou que o país necessita de 30 milhões de vacinas para imunizar 15 milhões de pessoas, 3,5 milhões de maneira prioritária.

Na Venezuela estão oficialmente confirmados 141.356 casos da covid-19, desde o início da pandemia, em março de 2020. Há ainda 1.371 mortes associadas ao novo coronavírus e 133.454 pessoas recuperaram da doença.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …

Luis Díaz será a prioridade do Newcastle

Valor de mercado será agora inacessível para os clubes italianos, escreve-se... em Itália. O novo Newcastle deverá atacar o mercado do futebol com estrondo, possivelmente já daqui a pouco mais de dois meses, e a prioridade …