Maduro acusa EUA e Europa de atacar refinaria (e diz que só há gasolina para 20 dias)

(h) Miraflores Press / EPA

O Presidente Nicolás Maduro acusou esta quarta-feira os Estados Unidos e a Europa de terem atacado “com uma arma poderosa” a refinaria venezuelana de Amuay e anunciou que a Venezuela conta apenas com reservas de gasolina para 20 dias.

“Amuay foi atacada com uma arma longa e poderosa e estamos investigando. [Amuay é] uma das mais importantes refinarias da Venezuela. Queriam causar uma explosão e derrubaram uma torre com um nível mais espesso do que um tanque de guerra”, disse.

O Presidente Nicolás Maduro falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, durante uma conferência com jornalistas internacionais em que não precisou o tipo de armamento que foi usado e remeteu mais pormenores para o procurador-geral designado pela Assembleia Constituinte (composta unicamente por simpatizantes do regime), Tarek William Saab.

“Queriam provocar um incêndio na refinaria, derrubaram uma torre. A Venezuela enfrenta situações de conspirações permanentes. Não temos uma oposição, temos uma conspiração permanente avalada, financiada, promovida pelo Governo dos Estados Unidos com a cumplicidade de vários governos da Europa”, disse.

Por outro lado, explicou que a Venezuela aumentou 30% de produção local de gasolina, mas que o Governo venezuelano “está regulando” o consumo, porque sofreu “um golpe muito duro”.

A Venezuela tem reservas de gasolina para vinte dias. Trabalhamos para estendê-las a trinta dias. Estamos voltando a produzir novamente e uma outra percentagem tem chegado de diferentes partes do mundo”, disse.

Segundo Nicolás Maduro “os EUA empenharam-se durante um ano em perseguir a gasolina que estávamos a importar e em agosto roubaram-nos três milhões de barris”, frisou, acusando o líder opositor Juan Guaidó de ter promovido esse roubo.

Por outro lado, voltou a acusar o seu homólogo colombiano, Iván Duque, de estar a treinar mercenários para invadir a Venezuela. “Temos apresentado provas de como em [Colômbia] Norte de Santander, Antioquia, La Guajira e em Cali existem quatro acampamentos com uns mil mercenários, entre paramilitares colombianos, mercenários desertores de origem venezuelana e outros criminosos capturados”, disse.

Nicolás Maduro negou afirmações de políticos norte-americanos de que a Venezuela teria comprado armamento ao Irão, admitindo, no entanto, que seria uma “boa ideia”. “Parece-me muito boa ideia. O Irão pode vender e nós podemos comprar. Em seu momento veremos a oferta iraniana, tomarei a decisão e virá essa equipa militar reforçar a capacidade de defesa da Venezuela”, disse.

Durante a conferência de imprensa Nicolás Maduro reiterou a sua vontade de dialogar com o próximo presidente dos Estados Unidos. “Ganhe Trump ou Biden, os latino-americanos teremos que lutar com o nosso próprio esforço para avançar”, frisou.

Esta quarta-feira, antes da conferência de imprensa, o deputado opositor Luís Stefanelli denunciou que na tarde de terça-feira ocorreu uma fuga na refinaria de Amuay, precisando que os trabalhadores estão “em alerta máximo”.

Na Venezuela são frequentes as queixas da população sobre dificuldades para conseguir combustível, uma situação que o Governo venezuelano atribui a sabotagem e a oposição diz ser o resultado de políticas incorretas, de falta de investimento e manutenção.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rio Ave 0 - 2 Sporting | Leão invicto com uma garra no “caneco”

O Sporting registou o 31º jogo consecutivo sem perder na Liga NOS. Na visita ao Rio Ave, os “leões” venceram o Rio Ave por 2-0 e estão muito perto de conquistar o ceptro de campeões …

Taylor's lança vinho do Porto produzido na vindima de 1896 (e custa uma pequena fortuna)

A Taylor's vai lançar um "raro" vinho do Porto produzido na vindima de 1896, na Região Demarcada do Douro, e que tem uma edição limitada de 1.700 decantadores de cristal, embalados numa luxuosa caixa de …

"Este calendário pode ser muito mais perigoso do que finalizar o campeonato"

Dois treinadores de equipas femininas de andebol analisaram a sucessão de jornadas duplas em fins-de-semana consecutivos. Diogo Guerra avisa: "Este calendário é uma irresponsabilidade enorme. Só espero que ninguém se aleije". A primeira divisão nacional feminina …

Mulher dá à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as ecografias

Uma mulher de 25 anos deu à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as várias ecografias realizadas ao longo da gravidez. O caso aconteceu no Mali. Este está a ser considerado um recorde mundial …

Andrea Bocelli dá dois concertos em Coimbra em 25 e 26 de junho

O tenor italiano Andrea Bocelli vai atuar no Estádio Cidade de Coimbra em 25 e 26 de junho, em dois concertos que contam com a participação da fadista Mariza. "Em cumprimento das normas de segurança e …

Califórnia vai ter o maior sistema de armazenamento de energia não hidrelétrica do mundo

A empresa canadiana Hydrostor, que fornece soluções de armazenamento de energia de longa duração, revelou esta semana que irá desenvolver 1.000 MW de CAES na Califórnia, de acordo com um comunicado. O CAES é um tipo …

Seis anos e mil milhões de links depois, cientistas concluem que a Internet está a crescer (e a encolher)

Uma equipa de investigadores analisou mil milhões de links ao longo de seis anos e concluiu que a Internet está tanto a crescer como a encolher. O mundo online está em constante expansão — sempre agregando …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Dinheiro e refeições grátis. A Sérvia vai recompensar os cidadãos que forem vacinados

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou esta quarta-feira que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa original no …

Ivã, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do primeiro czar da Rússia

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível, não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI. Nikolai Patrushev, o poderoso …